sexta-feira, 30 de outubro de 2009

NEM TODOS ESTÃO INSATISFEITOS, CUSTODIO !



TREZENTOS E SETENTA E CINCO FELIZARDOS CABOS ELEITORAIS DE CUSTÓDIO, FORAM NOMEADOS SOMENTE NO PRIMEIRO SEMESTRE, PARA " TRABALHAR " NA AMAC. VAMOS REPETIR: O SR. PREFEITO NOMEOU, SEM CONCURSO, 375 CABOS ELEITORAIS !!!

TÁ VENDO, NEM TODO MUNDO FICA INSATISFEITO COM CUSTÓDIO MATTOS ! 375 PESSOAS LIGADOS AO PREFEITO E AO SEU FILHO, ESTÃO MUITO FELIZES !

QUEM NÃO GOSTOU MUITO, POR MAIS ESSE GOLPE DO TUCANO, FOI O MINISTÉRIO PÚBLICO. CUSTÓDIO TRIPUDIOU, AO ANUNCIAR QUE IRIA FAZER UM TAC (Termo de Ajustamento de Conduta), MAS SIMPLESMENTE NEGLIGENCIOU O ACORDO , PASSOU POR CIMA DOS PROMOTORES E , SEM A MENOR CERIMÔNIA, NOMEOU SEUS CABOS ELEITORAIS.

MINHAS FONTES DO GOVERNO CUSTÓDIO , ME DISSERAM QUE, MESMO ALERTADO PARA O RISCO QUE CORRIA AO NÃO CUMPRIR O ACORDO COM O MINISTÉRIO PÚBLICO, O PREFEITO TERIA DITO SEM A MENOR CERIMÔNIA: "QUERO VER QUEM VAI TER CORAGEM PARA ME PROCESSAR E FECHAR A AMAC".

RESPOSTA DO MINISTÉRIO PÚBLICO: FOI PEDIDO O AFASTAMENTO DO PREFEITO CUSTÓDIO MATTOS POR IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA.

CUSTÓDIO MATTOS , PREFEITO DE JUIZ DE FORA.

Foto: João Schubert
No Fórum de Desenvolvimento de Juiz de Fora, Zona da Mata e Vertentes, enquanto todos falavam sobre os graves problemas da cidade e da região, tais como, a guerra fiscal e o não funcionamento do aeroporto regional, o prefeito em exercício de Juiz de Fora,

1) criticou os insatisfeitos (?) e

2) elogiou a conduta do governador, Aécio Neves, "extremamente preocupado com a Zona da Mata" .


Esse cidadão é mesmo prefeito de Juiz de Fora ? Ou ele tá de brincadeira ?

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

AVIÃO DE ALBERTO PINTO COELHO, PRESIDENTE DA ASSEMBLÉIA MINEIRA, É APREENDIDO. MOTIVO: TRÁFICO DE DROGAS.

Foto: Lia Priscila/ALMG
O Novojornal (http://www.novojornal.com/), o jornal mais acessado da internet em Minas Gerais, comparável, por número de leitores, a qualquer jornal impresso de nosso Estado, e que teve sua redação, anos passado, fechada por "falar mal de autoridades" (CENSURA), trouxe, em sua edição de 16/10/09, graves denúncias contra o Deputado Alberto Pinto Coelho.

A mais grave, dentre outras pesadas acusações, é que o avião do Presidente da Assembléia Legislativa de Minas Gerais foi apreendido transportando drogas. O Deputado respondeu dizendo que o avião já havia sido vendido.

Mas as acusações não param aí. Inseparável amigo do Deputado Federal José Fernando de Oliveira, (PV-MG), o Presidente da Assembléia estaria envolvido em diversos atos ilícitos, dentre eles, facilidades na área fiscal. Seu sócio, o empresário Octacilio Costa em telefonema gravado com o ex Ministro Anderson Adalto, segundo matéria publicada pela revista Épóca, e transcrita pelo Novojornal , pede que seja efetuado "lobby" na Petrobras , solicitação que teve a intermediação do Deputado Gilmar Machado (PT-MG), que, pelo "serviço" teria recebido R$ 15 mil .

Alberto Pinto Coelho está hoje em Juiz de Fora para falar de "orçamento participativo", aquela peça demagógica que só tem um objetivo: dar mídia para deputados. Mais nada. Não presta para absolutamente nada.

O prefeito custódio mattos pediu e terá um encontro reservado com o Presidente da Assembléia Mineira. Assunto: o novo aterro sanitário doado à Queiroz Galvão , e aluguel de caminhões.

Pobre Juiz de Fora.

Pobre Minas Gerais.
ps. o Novojornal, para não mais sofrer intervenção e censura de governantes, hospedou seu site em um país, onde a liberdade de imprensa é sagrada. Lá , a liberdade de expressão é mais do que um direito. É "religião ". E assim, o Novojornal continua de pé prestando relevantes serviços à democracia em Minas Gerais, ao nos brindar com excelentes matérias, geralmente censuradas. Portanto VIVA A INTERNET LIVRE !

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

NOITES SEM DORMIR PARA CUSTÓDIO: SUPREMO JULGA, DIA 4 DE NOVEMBRO, O MENSALÃO MINEIRO

Foto: João Schubert
O prefeito custódio de mattos, que participou do esquema do "mensalão mineiro", recebendo dinheiro em sua conta corrente, vive afirmando que nunca foi processado por esse crime e, que portanto, trata-se de uma calúnia e difamação contra sua ilibada (?) reputação (?) . Me desculpem: qua, qua,qua,qua !!!. Alguém que recebe dinheiro do Marcos Valério, em conta corrente tem moral ou pode reclamar reputação?

E é lógico que custódio não poderia ter sido incriminado (ainda), dado que o processo do "mensalão mineiro", não havia sequer sido instaruado, em decorrência de anos de pressão da cúpula tucana, para impedir que a denúncia fosse aceita pelo Supremo Tribunal(levou 10 anos !). Mas finalmente, pela coragem e moral do Ministro Joaquim Barbosa, o plenário do supremo colocou o processo em pauta, para ser instaurado e aí, sim, levar todos esse corruptos para as barras da justiça.

Mas por favor, nos poupe, prefeito! Pois , caso contrário, prove, então , como você conseguiu amealhar , sendo exclusivamente funcionário público (como gosta demagogicamente de afirmar) , uma das maiores fortunas de Juiz de Fora! Por exemplo:

1) como conseguiu recursos para construir uma da maiores mansões de Juiz de Fora, no condomínio mais caro da cidade? Valor R$ 1 milhão.

2) como conseguiu recursos para comprar fazendas, que valem mais de R$ 1 milhão, mas declaradas por R$ 200 mil ?

3) como conseguiu todos esses milhões para acumular esse impressionante patrimônio, e ainda ter dinheiro aplicado em bancos e ações ? Não sou eu que digo e afirma esse inacreditável patrimônio do prefeito em exercício : está tudo na declaração do candidato custódio .

Nesse momento, além de dois processos pelos quais o Ministério Público Mineiro pede afastamento de custódio, por impobridade administrativa, agora é a vez do Supremo , que colocará na pauta, a denúncia de "lavagem de dinheiro" pelo esquema "mensalão mineiro", sob a liderança de Marcos Valério, certo que o nome do prefeito em exercício de Juiz de Fora vai constar , como um dos beneficiários de dinheiro roubado do povo.

Aliás, uma perguntinha: porque o custódio não processa também a Veja, Isto é, jornal do Brasil, Época e Folha de São Paulo, que publicaram matéria dizendo que o prefeito de Juiz de Fora recebeu dinheiro do mensalão? Vamos prefeito, coragem! Processe todos esse veículos de comunicação, assim como fez comigo ! Mas eu sei porque: culpa no cartório, falta de coragem para peitar a grande mídia nacional !

Demorou para ir ao plenário a denúncia do esquema do mensalão mineiro. Fernando Henrique, e toda a alta cúpula tucana pressionaram para postergar, ao máximo , para até mesmo tentar impedir que a denúncia fosse aceita. Mas deram de cara sabe com quem? Com o correto e honrado, mineiro, Ministro Joaquim Barbosa , que lutou contra tudo para a pauta ir ao plenário. Foram mais de 10 anos de luta. Conseguiu !

E sabe porque a pressão de Fernando Henrique? Porque o principal acusado, de ser o responsável pelo "tucanoduto mineiro" , o ex Governador Eduardo Azeredo, avisou que se for para o sacrifício, vai contar tudo o que sabe ! Vai botar a boca no trombone ! Vai sobrar para todo o tucanato, mineiro e nacional. Disse que vai incriminar todos. Já imaginou, custódio, você nessa peleja? Prepara o lombo companheiro !

A diferença entre Bejani e o custódio todos nós já sabemos: um tem segundo grau e o outro tem cursos superior. Mas mesmo assim os dois disputam para ver quem tem maior número de processos por impobridade administrativa.

Mas , sabem qual a diferença entre o dinheiro que o custódio recebeu do mensalão mineiro , e do dinheiro que o Bejani recebeu das companhias de ônibus? É que a cena do Bejani recebendo suborno foi gravada. E a do custódio recebendo do Marcos Valério foi REGISTRADA PELO BANCO CENTRAL DO BRASIL. Até nisso vocês são iguais: pouco inteligentes na hora de receber a propina.

Grande Joaquim Barbosa
Esse é o Brasil que sonhamos viver.
Com os corruptos processados e, se Deus quiser, na cadeia !

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

VAGA DE SEBASTIÃO HELVÉCIO TERIA SIDO COMPRADA .

O Deputado Irani Barbosa, afirmou em discurso na Assembléia , que o ex Vice Governador de Aécio Neves, Clésio Andrade, teria comprado os votos para Sebastião Helvécio ser indicado Conselheiro do Tribunal de Contas de Minas Gerais.

Essa não é a minha opinião. Sebastião foi eleito por decisão do Aécio, em decorrência do acordo realizado nas eleições de Juiz de Fora, quando Helvécio saiu da disputa , para exigir e ganhar sua nomeação como Conselheiro. Deu certo.

Aécio faz muitos tipos de acordos para ganhar eleições. Devo dizer, nada diferente do resto do Brasil. Não importa o perfil ético, moral ou ideológico de quem estiver ao seu lado para ganhar. Prova disso é o seu secretariado que retrata fielmente o que há de mais conservador e atrasado na politica mineira . A começar pela família Andrada, toda ela nomeada e apoiada pelo governador.


Sem nos esquecermos de Agostinho Patrus, Paulinho Abi-Ackel ( aquele que foi acusado de facilitar emissão de passaporte quando o pai era Ministro), e dezenas de outros tipos que dispensam apresentação. Essa é a turma que forma a "tropa do choque de gestão de Aécio Neves".

Ainda tem os menos favorecidos biologicamente, tipo José Fernando de Oliveira, por vezes requisitado para missões mais canalhas e , que obviamente, não seja necessário muito raciocínio .

E não podemos nos esquecer também do fato de Aécio ter eleito Senador , o engenheiro Eliseo Rezende, adversário ferrenho de Tancredo Neves , e o grande representante, da ditadura militar em Minas . E quem é o suplente de Eliseo? Não se esqueçam : Clésio Andrade !

Não vamos mencionar, tão pouco, as dezenas de parentes, e contra-parentes nomeados em funções importantes no aparelho do Estado, provando o provincianismo desse governo. São as famosas capitanias hereditárias.

E o acordo com Clésio Andrade ? Aécio não o queria mais, Ficou com vergonha de te-lo como vice pela segunda vez . Conseguiu tirá-lo, mas custou caro. Ou melhor, o tiro saiu pela culatra: teve de negociar , para impedir que a esposa de Clésio não fosse candidata ao Senado. Clésio exigiu, e ganhou, uma vaga para a sua esposa, Adriane, no Tribunal de Contas. Golaço, a la Sebastião Helvécio.

Essa é a turma do Governador Aécio Neves, que será lembrado pela história, muito mais por sua blindagem e pela propaganda, do que por suas realizações. Se as teve. Uma turma que dá indigestão , na maioria das vezes, confundida com choque de gestão.


Pobre Minas.

GOVERNO DE MINAS ATENDE SUGESTÃO DO BLOG , E ENTREGA AEROPORTO REGIONAL PARA O LULA

Foto: João Schubert
Depois de OITO ANOS abandonado , dando uma desculpa atrás da outra, e sem vontade politica para finalizar o Aeroporto Regional da Zona da Mata, o Governador Aécio Neves , atendendo a sugestão do blog , entregou e transferiu, oficialmente, para o Presidente Lula , a responsabilidade de finalizar a obra mais importante para a região.

O candidato a Governador, Antonio Anastasia, anunciou, hoje, na entrega da medalha Santos Dumont , que o governo de Minas, em outras palavras, não tem interesse e/ou competência para finalizar a obra do aeroporto, passando essa responsabilidade ao Governo Federal .

Desde hoje de manhã, está havendo, por iniciativa desse blog, coleta de assinaturas para que o governo de Minas transferisse, oficialmente, o aeroporto de Goianá para o governo federal . Como fomos atendidos, nem sei se devemos continuar a coletar assinaturas. Em todos os casos, a lista está na Halfed, onde permanecerá durante toda a semana.

OITO ANOS DE PROMESSAS !
OITO ANOS DE ENGODO !
OITO ANOS DE DESCASO COM A ZONA DA MATA!
OITO ANOS DE DESCASO COM JUIZ DE FORA !
OITO ANOS JOGANDO NO LIXO O DINHEIRO DO POVO !

Com a palavra Marcello Siqueira, membro do Governo Aécio, Diretor da Codemig, que durante oito anos me disse: "agora vai ficar pronto ! Agora vai "! E "foi ", mesmo: foi comprovado como o governo Aécio tratou a maior obra do Governador Itamar Franco : COM O MAIS ABSOLUTO DESCASO !

Mas para terminar, devo ser justo e reconhecer a eficácia do choque de gestão , o talento e a capacidade administrativa do governo Aécio: : CONSEGUIRAM, DO NADA, DE UM DIA PARA O OUTRO, "DESAPARECER COM O MORRO" QUE HAVIAM DESCOBERTO NA CABECEIRA DA PISTA ! SÃO MÁGICOS.

SEM DINHEIRO PARA PAGAR A FOLHA, AÉCIO TIRA RECURSOS DA SAÚDE . PESTANA, JÁ ELEITO DEPUTADO FEDERAL, SE CALA.

Já que as ambulâncias para os municípios miseráveis da Zona da Mata e Vale do Jequitinhonha foram distribuídas , e ex prefeitos contratados para o gabinete, o Secretário Marcos Pestana, Pestana calou-se diante a decisão do Governador Aécio , e de seu Vice, Anastasia, de cortar verbas destinadas à saúde pública.

É OFICIAL : foram remanejados do orçamento do Estado, R$ 146 milhões , portanto, verbas carimbadas, para a saúde e também para a Segurança. Anastasia teve de dizer ao Governador que, caso o remanejamento não fosse feito, não haveria recursos para a "remuneração do pessoal ativo".

Adivinha qual foi a rubrica da saúde que mais perdeu recursos? O Fundo Estadual de Saúde para as redes municipais ! Ou seja, as cidades que ganharam ambulância , as mais pobres do Estado, dêem-se por satisfeitos, porque dinheiro para comprar esparadrapo, acabou ! Foram cortados R$ 53 MILHÕES , destinadas aos municípios que mal possuem um posto de saúde !!!

Já na área de segurança, as policias civil e militar perderam mais de R$ 60 milhões, destinados à reformas de suas unidades.

A alegação para o remanejamento é que a recessão internacional afetou a economia mineira, trazendo como consequência uma queda de 5% na arrecadação de ICMS.

Pobre Minas Gerais

ps. atenção meus conterrâneos e amigos leopoldinenses , podem cobrar do Zé Roberto, solução para a Casa de Caridadade: o ex prefeito foi contratado para arranjar votos para o Pestana em Leopoldina (está lotado no gabinete do Secretário) , portanto, tem também o dever de conseguir uma solução para o caos instalado naquele unidade de saúde.

O que outrora, foi um hospital (nasci lá) , é hoje motivo de tristeza para a nossa cidade. Sem recursos, os médicos que lá trabalham fazem o impossivel para mante-lo funcionando. Fora o abandono do Estado, fui informado de que a prefeitura também não repassa verbas para o hospital (o único da cidade) há mais de tres meses !!!Se continuar assim, aquela unidade de saúde vai entrar em colapso. Debitarei tudo na conta do governo do Estado e da prefeitura se for o caso.

Se o Zé Roberto não conseguir recursos com o Pestana, o Bené Guedes, nosso prefeito, vai conseguir verbas com o Deputado Federal Rodrigo de Castro, ou com o pai dele, Danilo. Afinal Rodrigo já fez "incontáveis" obras para Leopoldina, e certamente com o apoio que terá do Bené nas próximas eleições, vai conseguir muito mais!!!

Uma vergonha, minha cidade ficar sendo leiloada dessa forma e, como sempre, o mesmo motivo: empreguinho público ! Que vergonha. Ainda volto à esse assunto.

sábado, 24 de outubro de 2009

O FILHOTISMO FRANCES E O FILHOTISMO BRASILEIRO



FRANÇA :



Jean Sarkozy : filho do Presidente Nicolas Sarkozy, desejou ser, aos 23 anos, sem sequer ter finalizado a faculdade de direito, Presidente do "La Defense", uma estatal que administra o distrito financeiro de Paris, setor responsável por 10% da riqueza francesa. Jean, oficialmente, retirou sua candidatura, mesmo com o apoio do papai. Motivo: a imprensa e a sociedade francesa pressionaram o que foi considerado um "atentado à democracia". Vale lembrar, que em defesa da "Liberté, Egalité e Fraternité "(liberdade, igualdade e fraternidade), os franceses mandaram seus Reis para a guilhotina e fizeram a revolução que mudou a história da humanidade.




BRASIL - MINAS GERAIS




1) Rodrigo Mattos - Vereador, filho do prefeito de Juiz de Fora. Candidato a Deputado








2) Lafayette Andrada - Deputado Estadual, filho do Deputado Bonifácio Andrada








2) Antonio Andrada - Conselheiro do Tribunal de Contas, filho do Deputado Bonifácio Andrada









2) José Bonifácio Andrada - Procurador Geral do Estado. filho do Deputado Bonifácio Andrada









2) Martin Andrada - ex prefeito de Barbacena, perdeu a reeleição. Filho do Deputado Bonifácio Andrada. Será candidato a alguma coisa.








2) Doorgal Andrada - Desembargador do Tribunal de Justiça de Minas . Filho do Deputado Bonifácio Andrada







2) Bonifácio Andradda: 80 anos, Deputado Federal, filho do ex Deputado Federal José Bonifácio Andrada









3) Leonardo Moreira - Deputado Estadual, filho do Deputado Edmar Moreira









4) Gustavo Correa - Deputado Estadual, Secretário do Governo Aécio , filho do ex Deputado Oscar Correa







5) Rodrigo de Castro - Deputado Federal, filho do Deputado Danilo de Castro







6) Júlio Delgado - Deputado Federal, filho do ex prefeito e Deputado Tarcisio Delgado







7) José Fernando de Oliveira - Deputado federal, filho do ex Deputado José Aparecido de Oliveira . Seu "extenso curriculo" impressiona todo o Congresso Nacional, o que o motivou a ser o Deputado mais ausente da bancada mineira.







8) Agostinho Patrus Filho - Deputado Estadual, substituiu custódio mattos na Secretaria de Desenvolvimento Social. É filho do ex Deputado Agostinho Patrus . Patruzinho, como é carinhosamete chamado pelo mais íntimos, é muito conhecido nos salões de beleza de Belo Horizonte por adorar pintar os cabelos.










9) Paulo Abi-Ackel - Secretário do Governo Aécio, filho do Deputado Ibraim Abi-Ackel






Foto: Wellington Pedro



10) Aécio Neves - filho do ex Deputado Aécio Cunha, e neto do Presidente Tancredo Neves








ESSA É A DIFERENÇA ENTRE A DEMOCRACIA FRANCESA E A CAPITANIA HEREDITÁRIA BRASILEIRA.


ESSA É A DIFERENÇA PARA TANTA ROUBALHEIRA , TANTA MISÉRIA E TANTA INJUSTIÇA NO BRASIL.

O BRASIL , COMO NA ÉPOCA DA COLONIA, VIVE AINDA O REGIME DAS CAPITANIAS HEREDITÁRIAS. OU SEJA, AQUI NÃO EXISTE MÉRITO. EXISTE O PARENTESCO, O FILHOTISMO. OU SER MUITO AMIGO DO REI !


Em nosso país, para fazer politica, conquistar ou fazer parte do poder, não é necessário ser preparado, ser ético e muito menos honesto: basta SER FILHO OU PARENTE DE ALGUM POLITICO. Vide Juiz de Fora.

Me limitei a citar somente 20 casos em Minas , portanto sem mencionar as centenas de prefeitos, filhos de pais prefeitos, de esposas, cunhados, primos e irmãos que formam as capitanias hereditárias da politica em todas as Minas Gerais .


Mas quem lembrar de mais algum filho de papai, em Minas, que por falta de opção na vida, foi fazer politica, é só enviar o nome que será colocado na lista;

Detalhe da lista: NENHUM DELES NUNCA TRABALHOU NA VIDA, SALVO FAZER POLITICA. NENHUM DELES BATEU PONTO. NENHUM DELES SABE O QUE É UMA CARTEIRA DE TRABALHO.

Pobre Minas

Pobre Brasil


* outro motivo que me fez citar somente o filhotismo politico de Minas, e não de todo o país, foi a possibilidade de causar uma pane na internet: é filho e parente demais ! É nome que não acaba mais !

* reparem que os Andrada tem a mesma numeração. Foi uma decisão pessoal. Eles são todos iguais. Não há diferença. Só muda o nome. Todos os Andrada vivem de empregos públicos e mamam nas tetas do Estado há mais de 200 anos.


* esqueci do Marcos Pestana: Deputado Estadual, Secretário de Saúde do Governo Aécio. É filho do ex prefeito de Juiz de Fora, Agostinho Pestana. Marcos , pelo menos tem méritos. Já trabalhou. Hoje, como todo politico, desfruta e se utiliza do poder. Será o Deputado mais votado de Minas. Distribuiu ambulâncias e empregos para todos prefeitos e e ex prefeitos de Minas.





*esqueci também do Bruno Siqueira: aliás, bem esquecido: assim como Pestana, apresenta credenciais para ser politico, independente de ser filho de politico: depois de formado em engenharia e ter feito cursos de pós graduação, trabalhou, teve carteira assinada, resolveu ser politico. Tem respeito e credibilidade. É filho do ex Deputado Marcello Siqueira.

O CHOQUE DE MÉRITO E O CHOQUE DE PROPAGANDA

Foto: Agência Brasil
O candidato a Presidente da República, Ciro Gomes, discursando em um seminário para Procuradores Públicos de todo o país, que aconteceu em Fortaleza, disse muitas coisas interessantes sobre o futuro da nação :

o Brasil avançou muito nos últimos anos, mas ainda há um novo Estado por fazer. É preciso fazer um "choque de mérito' para viabilizar as mudanças que considero necessárias para o Brasil desenvolva todo seu potencial. Mas não se trata de um "choque de gestão".

A frase causou gargalhada na platéia, formada por dezenas de procuradores de Minas Gerais.

Em tempo: um Procurador de Minas ganha 1/3 do salário de um Procurador do Ceará.

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

RÁDIO DO DEPUTADO JOSÉ FERNANDO DE OLIVEIRA PODE SER CASSADA

Conversei ontem, longamente , com dois Ministros em Brasília, sobre o que vem ocorrendo em Minas Gerais e, de certa forma, em todo o Brasil: a utilização de emissoras de rádio para fins políticos e eleitoreiros, ou seja, seus proprietários, os srs. Deputados e políticos em geral, lançam mão de uma concessão pública para se auto-promoverem ilegalmente.

Esses cidadãos, sem nenhuma cerimônia ou respeito aos Tribunais Eleitorais, infringem as leis do país, ao fazerem, diariamente, propaganda eleitoral fora do período legal e, pior, dizendo para quem quiser ouvir: "falo, não acontece nada e, ninguém tem peito de tirar a rádio do ar". Isso é o que diz, por exemplo, José Fernando de Oliveira, Deputado Federal por Minas.

Pior que esse tipo de comportamento se espalha por centenas de cidades de Minas Gerais e , infelizmente, a Justiça não tem agido no sentido de denunciar esses políticos, requerendo, como manda a Lei, ao Ministério das Comunicações, que a emissora seja multada, tirada do ar e por fim, seu proprietário perder a concessão.

Um dos Ministros com quem conversei me disse o seguinte: "a comunidade que ouvir, um Deputado, Vereador ou qualquer politico fazendo propaganda politica na emissora da cidade, falando mentiras , desafiando a Lei, devem ser denunciados ao Ministério Público Federal, e registrar queixa na policia, se houver ofensa. Mas independente de ofensa, havendo propaganda do Deputado, ele deve ser denunciado" .

E , ainda mais importante, continuou o Ministro: denunciar ao Ministério das Comunicações, a utilização ilegal da emissora, pedindo que tenha sua licença cassada de acordo com a legislação em vigor. E por fim, pedir um novo canal de rádio para a cidade, o que é totalmente viável.


Vale lembrar que, SEM EXCEÇÃO, as rádios que pertencem a políticos foram dadas por TROCA DE FAVORES POLITICOS, portanto deveriam, também sem EXCEÇÃO SEREM CASSADAS e abertas novas concorrências. Porque somente Deputado e Senadores ganharam emissoras de rádios? Uma vergonha"! Que fez esse deputado para ter uma rádio, salvo ser filho do José aparecido?

Já o outro Ministro me disse: " a sociedade organizada, partidos ou até mesmo um cidadão, deve gravar e imediatamente denunciar à Justiça Eleitoral, o politico que fez ou faz propaganda eleitoral fora do tempo , solicitando e propondo que, nesse caso o Deputado José Fernando de Oliveira seja impedido de ser candidato a qualquer cargo eletivo, concluiu o Ministro".

Consultei também um advogado criminalista que me disse: se houve ofensa, o ofendido deve, liminarmente, entrar na justiça solicitando direito democrático de resposta. E posso afirmar, que geralmente, o direito é concedido".

O que está acontecendo em Conceição do Mato Dentro, é uma vergonha: inconformado por ter sido derrotado nas eleições municipais, o Deputado José Fernando Filhinho de Papai de Oliveira, passando por cima das autoridades e da Lei, usa a única rádio da cidade para dizer que a Lei é ele ! Ou seja, além de Deputado, ele é candidato a jagunço de coronel.

Acho que esse caso deveria servir como exemplo : com denuncia proposta pela sociedade, o Ministério das Comunicações poderia tirar a rádio do ar, e a justiça eleitoral punir com rigor esse Deputado.

Minas, e a democracia brasileira agradeceriam.

Com a palavra, o povo de Conceição do Mato Dentro. Só processos contra o Deputado poderiam mudar essa vergonhosa situação. E acreditem: a lei existe. Até mesmo para Deputados do tipo José Fernando Filhinho de Papai Oliveira.

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

ITAMAR FRANCO ACABA DE SER OPERADO.

O ex Presidente Itamar acabou de ser operado da próstata, em São Paulo. A cirurgia foi um sucesso, e a cura é praticamente assegurada. Suas condições de saúde são boas e não será necessário nenhum tratamento adicional. Estarei rezando e torcendo por sua recuperação.

FESTA NO CEMITÉRIO.

Meus informantes da prefeitura me dizem que o vereador Rodrigo Mattos é quem está fazendo a festa (literalmente) com as contratações de pessoal para a Colin, empresa terceirizada pelo papai, para se ocupar da vigilância, e limpeza do cemitério e dos postos de saúde da prefeitura.

Para ser contratado para as funções mais simples, os nomes tem de ser aprovados por Rodrigo Mattos e Manuel Barbosa. E assim, a campanha do vereador vai de vento em popa.

Pobre Juiz de Fora.

BOAS NOTICIAS

Depois dos pedidos de cassação e da corrupção que assistimos no governo do bejani com diploma, prefeito custódio mattos, a gente merece ver alguma coisa boa. Fui conhecer a nova pizzaria da cidade. Chama-se "Assunta".

O local onde foi construído é deslumbrante, e o restaurante um dos mais bonitos e de bom gosto que já conheci. Belo empreendimento. Lá, me encontrei com o boa praça Sebastião Helvécio. Homem inteligente, já não anda mais na companhia do Vitor Vitória Valverde. Pega mal para um Conselheiro do Tribunal de Contas andar com receptador de mercadoria roubada.

Aliás, a região do Cascatinha/Independência é uma verdadeira revolução estética e arquitetônica. Eram áreas abandonadas e verdadeiros depósitos de lixo. Hoje, com o shopping e com o novo centro de lojas de móveis e de decoração, a região se transformou, graças ao espírito criativo e empreendedor de alguns empresários da cidade, na área mais imponente, promissora e de bom gosto de Juiz de Fora.

Boa Juiz de Fora.

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

AMAC: UMA HISTÓRIA DE CORRUPCÃO E EMPREGUISMO



ANTES DE MAIS NADA, QUE FIQUE BEM CLARO: NESSE TEXTO, NÃO ME REFIRO AOS MARAVILHOSOS E ESSENCIAIS TRABALHOS DE ASSISTÊNCIA SOCIAL QUE SÃO REALIZADOS PELA AMAC . NÃO ME REFIRO , TÃO POUCO, AOS SEUS FUNCIONÁRIOS, QUE MESMO TENDO ENTRADO PELA JANELA (grande parte), SÃO ABNEGADOS E DEDICADOS SERVIDORES.


NESSE ARTIGO, REFIRO-ME EXCLUSIVAMENTE À AMAC DOS POLÍTICOS QUE A UTILIZAM PARA SUPERFATURAR COMPRAS, PARA DISTRIBUIR CESTAS BÁSICAS COM FINS ELEITORAIS, E PRINCIPALMENTE PARA EMPREGAR , ILEGALMENTE, SEUS AMIGOS E CABOS ELEITORAIS . É DESSA AMAC QUE VOU FALAR , E SUGERIR QUE SEJA BANIDA DA VIDA DA CIDADE.

A AMAC JÁ FOI CAUSA DE DUAS CPIs! E nada, absolutamente, nada foi feito para moralizá-la, para impedi-la de continuar sendo um centro de empreguismo e politicagem de prefeitos.

A última prova inconteste do uso politico nos foi dado, essa semana, pelo dissimulado custódio mattos : teve a coragem de dizer que seus quase 400 APADRINHADOS QUE CONTRATOU EM SEUS PRIMEIROS SEIS MESES DE GOVERNO , eram "necessários" para atender a programas do governo estadual !!! MENTIROSO , CORRUPTO E DISSIMULADO !

Isso é custódio mattos :contratou mais 4oo funcionários para a Amac simplesmente para dar continuidade às suas falcatruas politicas , para pagar suas dívida eleitorais e ajudar a eleger seu filho Deputado Estadual. E vem , com a carinha de sério , dizer que os 4oo apadrinhados eram necessários !!! MENTIROSO, CORRUPTO E DISSIMULADO !

POIS PROVE, SR. CUSTÓDIO, ESSA NECESSIDADE ! DÊ O NOME DE UM POR UM DOS SEUS APADRINHADOS ! DESAFIO O SR. CUSTÓDIO MATTOS A DIZER, ABERTA E HONESTAMENTE, ONDE FORAM ALOCADAS AS 400 PESSOAS QUE ELE COLOCOU NA AMAC ! MOSTRE SUA HONESTIDADE COM A COISA PÚBLICA !DIGA PARA A POPULACÃO QUEM SÃO, E O QUE FAZEM TEUS 400 APADRINHADOS ! VOCÊ, CUSTÓDIO, NÃO PASSA DE UM BEJANI COM CURSO SUPERIOR : CORRUPTO, MENTIROSO E DISSIMULADO !



Vamos aos fatos:


1) PARA QUE A AMAC FOI CRIADA?

A AMAC FOI CRIADA PARA PREFEITO E VEREADORES (NEM TODOS) EMPREGAR AMIGOS E CORRELIGIONÁRIOS , SEM PRECISAR SEGUIR AS LEIS QUE REGEM A CONTRATAÇÃO DE FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS (concurso). Foi criada também para fazer assistência social, com certeza, pois não pegaria bem para prefeitos empregar amigos em uma instituição que não tivesse um nobre objetivo , nesse caso, assistência ao carente e aos mais necessitados, tem sempre muito apelo politico.

Assim, a estratégia foi muito "inteligente" : cria-se uma instituição com o dinheiro público, sendo o prefeito seu presidente e, o único com poder para contratar, ilegalmente, funcionários para a instuição.

Comenta-se que a Amac prestaria seus serviços e poderia executar seus projetos e convênios com a metade de seus mais de dois mil funcionários . Só Bejani, em sua última administração teria empregado mais de 500 pessoas ! Custódio, em seis meses (!) quase 400 !!! Com , e por essa estrutura de cabide de empregos adotada por prefeitos irresponsáveis , que a Amac vem sobrevivendo .

Criou-se, também, um grave problema que, depois de diversas tentativas de equacionamento, explodiu agora: a Amac , funciona, juridicamente , de forma ILEGAL, e os prefeitos, sabiam disso. Mas a aposta deles foi sempre uma só : quem vai ter a coragem de fechar uma instituição que emprega mais de dois mil funcionários e, que, efetivamente, presta relevantes serviços sociais?

Vereadores, Prefeitos e políticos em geral jamais tomariam a iniciativa de fechar a aberração jurídica que é a Amac, ou seja, uma empresa que não é pública, recebe recursos públicos diretamente dos cofres municipais. E pior: o prefeito é seu Presidente! NUNCA a fechariam, mesmo sabendo de sua ilegalidade . Jamais fariam isso ! Não seria bom politicamente. Perderiam votos. Até porque, quem paga a conta não é o vereador, ou o prefeito.

Como sempre, quem paga a conta é o povo . Só o Ministério Público possui essa autonomia (e obrigação legal) para propor o fechamento da ilegalidade chamada Amac.


Mesmo assim, um dos principais protagonistas do problema Amac, o prefeito custódio, com o apoio da maioria dos vereadores da cidade, declarou, oficialmente, que o Ministério Público foi "precipitado nas medidas propostas" (extinção da Amac e cassação dos direitos políticos do prefeito).

Em outras palavras, os prefeitos e vereadores contratam ilegalmente , durante décadas, milhares de apadrinhados políticos com dinheiro público, e quando adverte-se oficialmente o prefeito para a ilegalidade da contratação de mais quase 400 novos apadrinhados, quem está cometendo "exageros e tomando medidas precipitadas" são os promotores ? Por favor, senhores vereadores, poupe-nos dessa demagogia que acaba com o Brasil !


2) COMO FUNCIONA A AMAC, E QUEM PAGA SUAS CONTAS ?


FUNCIONA COM RECURSOS PÚBLICOS REPASSADOS ILEGALMENTE PELA PREFEITURA. Vamos dar um exemplo da esperteza politica, de como funciona a Amac. Você concordaria se um prefeito qualquer , sem autorização da Câmara, criasse uma instituição , por exemplo, para estudar e planejar a recuperação do Rio Paraybuna ? Quem seria contra ? A rigor, ninguém. Hoje, o tema ecologia é fundamental e nobre, assim como a assistência social.

Criada a instituição, o prefeito, ilegalmente, passando por cima da Lei que exige concurso público, começa a nomear e contratar ,exclusivamente amigos, correligionários e parentes para as principais funções da nova empresa pública. Alguns até com boa formação, mas a maioria, por empreguismo puro. ASSIM FOI CRIADA A AMAC.

E pouco importa se milhares de cidadãos que prestaram concurso para ingressar no serviço público da prefeitura de Juiz de Fora, fiquem esperando sentados, e nunca são chamados para tomar posse para o cargo que foram, legalmente, contratados. Que se dane a justiça e o mérito ! E aí, nesse momento, cabe uma simples pergunta: é justo com quem estudou, com quem precisa trabalhar, tanto ou mais do que aquele que entrou pela janela, simplesmente porque é amigo do prefeito ? É justo?



3) PORQUE A AMAC NÃO FOI CRIADA PELAS LEIS QUE REGEM O SERVIÇO PÚBLICO ?

Simplesmente porque , nesse caso, o prefeito, que é também presidente da instituição, não poderia nomear seus cabos eleitorais e amigos. CUSTÓDIO MATTOS, NOS SEIS PRIMEIROS MESES DE SEU GOVERNO, JÁ EMPREGOU QUASE 400 AMIGOS E CABOS ELEITORAIS,!!! Mesmo o Ministério Público avisando que os atos dessas nomeações eram todos ilegais, Custódio, com ouvidos de mercador, continuou praticando a ilegalidade e, por isso, está sendo processado pelo Ministério Público por impobridade administrativa.


Fora isso, fora todas essas ilegalidades, alguém pode acreditar que uma instituição séria pode ter como presidente Carlos Alberto Bejani, e como Superintendente Vanessa Louçasso ? Alguém pode acreditar que uma instituição séria pode ter custódio mattos como Presidente e Josemar da Silva como Superintendente ?E agora, nesse governo, um amigo do Rodrigo Mattos? Alguém acredita nisso ?


4) SE É ILEGAL, QUAL É A SOLUÇÃO PARA A AMAC E SEUS MAIS DE DOIS MIL FUNCIONÁRIOS ? O QUE FAZER ?

PRIMEIRO, PRESERVAR O EMPREGO DE TODOS OS FUNCIONÁRIOS QUE ENTRARAM ATÉ O DIA 31 de DEZEMBRO DE 2008. OFERECER TAMBÉM UM PLANO DE DEMISSÃO VOLUNTÁRIA, COM 12 MESES DE SALÁRIO COMO PRÊMIO PARA OS QUE QUISEREM SAIR. Tudo isso, realizado por um TAC , com aval da prefeitura, sindicatos, Ministério Público e Câmara de Vereadores. Não fariam parte desse pacote de beneficios , e teriam de ser demitidos, sumariamente, todos os que entraram pela janela a partir do dia 01/01/09, ou seja , os 400 amigos do custódio, que mesmo advertido formalmente pelo Ministério Público, nomeou esse batalhão de cabos eleitorais. Por esse motivo (a advertência) , devem ser todos demitidos.


SEGUNDO : EXTINÇÃO DA AMAC. Mas indenizando todos os seus funcionários, e ao mesmo tempo, CONTRATANDO-OS e transferindo, todos eles, junto com os programas existentes, para a Secretaria de Assistência Social da Prefeitura.


TERCEIRO : AUDITORIA EM TODAS AS CONTAS


5) COMO TRANSFERIR OS FUNCIONÁRIOS PARA A PREFEITURA , PARA A SECRETARIA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL , SE A MAIORIA ABSOLUTA NÃO É CONCURSADA , COMO EXIGE A LEI ?

Como se trata de um grave e extraordinário problema, que atinge milhares de famílias, a prefeitura, a Câmara de Vereadores e o Ministério Público, devem e podem propor uma solução não ortodoxa, QUE AFASTE , DEFINITIVAMENTE, A POSSIBILIDADE DE DEMISSÃO : A TERCEIRIZAÇÃO DE TODOS OS FUNCIONÁRIOS DA AMAC, QUE POR MEIO DE UM TAC (TERMO DE AJUSTAMENTO DE CONDUTA) ENTRE A PREFEITURA E O MINISTÉRIO PÚBLICO, GARANTIRIA A PERMANÊNCIA DOS FUNCIONÁRIOS ATÉ A APOSENTADORIA DE CADA UM DELES.



Assim , acaba a farra dos prefeitos que contratam sem base legal, fazendo daquela instituição um verdadeiro cabide de empregos. Por outro lado, o lado bom da Amac continuará existindo, por meio de seus programas essenciais para as camadas mais humildes e necessitadas da sociedade. E, principalmente, preserva-se o emprego de mais de duas mil pessoas, que não teriam para onde ir.

terça-feira, 20 de outubro de 2009

BOMBA, BOMBA !!! MAIS UM PROCESSO DO MINISTÉRIO PÚBLICO CONTRA CUSTÓDIO. MOTIVO: IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA (LÓGICO)

Abaixo, mais um processo contra o prefeito custódio mattos. Para mim , não é nenhuma surpresa. Quem recebe dinheiro do mensalão, mensaleiro sempre será. Em outras palavras, não respeita ninguém. Muito menos as leis, como se vê em mais esse processo.

O mais interessante desse novo processo é a declaração do Promotor Paulo César Ramalho:

" ESTAMOS VENDO UMA REPETIÇÃO DO QUE ACONTECEU NA ADMINISTRAÇÃO PASSADA, COMO A UTILIZAÇÃO SISTEMÁTICA DE PUBLICIDADES, INFORMATIVOS E NOTICIÁRIOS PAGOS COM RECURSOS PÚBLICOS PARA PERSONALIZAR A ADMINISTRAÇÃO, PROMOVENDO PESSOALMENTE O RÉU " .

Para mim, isso não é nenhuma novidade, ou seja, eu venho dizendo que BEJANI E CUSTÓDIO SÃO IRMÃOS GÊMEOS DAS PRÁTICAS POLITICA. As provas aparecem todos os dias, pelos processos do Ministério Público, pelas nomeações dos bejanistas para a equipe do prefeito e, principalmente pelo endosso dos contratos fraudulentos de bejani .

Eis a integra da nota publicada pelo Ministério Público :


MINISTÉRIO PÚBLICO QUER FIM DE UTILIZAÇÃO DE LOGOMARCAS PELA ADMINISTRAÇÃO MUNICIPAL DE JUIZ DE

Legislação proíbe uso de símbolos ou imagens que criem identidade institucional particular

O Ministério Público Estadual (MPE), por meio da 22ª Promotoria de Justiça da Comarca de Juiz de Fora, propôs Ação Civil Pública (ACP) por ato de improbidade administrativa e reparação de danos, com pedido de antecipação de tutela, contra o prefeito do município.

A ação requer o fim da utilização de qualquer logomarca diversa da simbologia oficial em veículos, documentos, informativos e anúncios publicitários dos atos, programas, obras, serviços e campanhas dos órgãos públicos municipais, bem como a proibição de criar outras, passando a observar rigorosamente a legislação em vigor. O MPE quer também a retirada das logomarcas de bens públicos municipais e de placas indicativas de serviços e obras. A ação apresenta pedido de tutela antecipada para determinar a cessação imediata do uso dessas logomarcas, sob pena de pagamento de multa diária de R$ 5 mil.

Personalização da administração

De acordo com o promotor de Justiça Paulo César Ramalho, a administração municipal vem utilizando em documentos, em vez do brasão, símbolo oficial, uma logomarca contendo a expressão “Cidade de Juiz de Fora Prefeitura”, acompanhada da bandeira do município. Diante disso, o MPE encaminhou ao prefeito uma Recomendação. Mesmo assim, uma campanha da administração municipal está sendo veiculada com uma logomarca com os dizeres “Nossa cidade, nossa casa” acompanhada ou não da frase “Quando todo mundo ajuda, fica mais fácil cuidar da cidade”, que nada tem a ver com a simbologia oficial do município. Existe ainda outra logomarca, em forma de claquete, com a expressão “Em dia com a cidade”, a qual é utilizada em peças publicitárias exibidas na televisão.

Ramalho explica que não é vedado à administração pública fazer publicidade de seus atos. O cidadão pode e deve ser informado a respeito das ações governamentais. No entanto, os atos de publicidade institucional não podem ser convertidos em propaganda pessoal ou de um governo. Segundo o promotor de Justiça, “estamos vendo uma repetição do que aconteceu na administração passada, como a utilização sistemática de publicidades, informativos e noticiários pagos com recursos públicos para personalizar a administração, promovendo pessoalmente o réu”.

Legislação

A Constituição Federal estabelece que “a publicidade dos atos, programas, obras, serviços e campanhas dos órgãos públicos deverá ter caráter educativo, informativo ou de orientação social, dela não podendo constar nomes, símbolos ou imagens que caracterizem promoção pessoal de autoridades ou servidores públicos [...]”.

Além das Constituições Federal e Estadual, a Lei Municipal nº 8.463, de 7 de junho de 1994, prevê que “a publicidade dos atos, programas, obras, serviços e campanhas dos órgãos públicos municipais utilizará a simbologia oficial do Município”. E ainda que “é vedada a utilização de artifícios que sirvam para personificar a Administração, ainda que veladamente, de modo especial cores, símbolos ou imagens que criem identidade institucional particular [...]”.

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

JÁ QUE AÉCIO NÃO QUER FAZER, O LULA VAI FAZER.

Tomei uma decisão : vou começar um movimento nas ruas de Juiz de Fora para colher assinaturas em carta que será enviada ao Presidente Lula.

Eu não me conformo em ver a principal obra realizada por Itamar Franco, para Juiz de Fora e Zona da Mata, abandonada, nos dois mandatos de Aécio Neves. Refiro-me ao Aeroporto Regional da Zona da Mata, a maior vergonha de uma administração que tanto propaga ter intodruzido um "choque de gestão" no aparelho do Estado. Para nós, da Mata, o que estamos tendo é um choque de decepção .

À parte a distribuição de ambulâncias, símbolo das politicas públicas indutoras de desenvolvimento economico do governo Aécio , para Juiz de Fora e região , o governo de Minas tem conseguido, sim, criar milhares de novos empregos . Para confirmar os espetaculares resultados , basta dar um pulo em Três Rios, Sapucaia, Paraíba do Sul etc, municípios onde muitas empresas de Juiz de Fora e região estão se instalando...

Não podemos cruzar os braços e só ficar reclamando. É necessário agir contra a decadência economica de Juiz de Fora e toda a Zona da Mata. lutar contra essa situação, significa, também, mobilizar a sociedade, com o objetivo de sensibilizar a todos para os graves problemas surgidos com a inexistência de politicas públicas que façam essa região retomar o seu histórico papel de liderança no Estado.

Que nos sirva como exemplo do descaso do Palacio da Liberdade com nossa cidade e região, a perda do armazem alfandegado de Juiz de Fora para o Triangulo Mineiro , e o abandono das obras do Aeroporto Regional.

Além disso, trata-se de uma inconcebível desconsideração com ex Presidente Itamar Franco, idealizador daquela obra, que é fundamental dizer, é o único instrumento disponível para recolocar, de imediato, Juiz de fora e a Mata Mineira no mapa de novos empreendimentos do país.

Imprescindivel , também, dizer que Itamar deixou o aeroporto com 90% das obras concluídas e, nem assim, passados oito anos (!!!) , o governo de Minas teve a vontade politica para terminá-lo.

Mas por favor, inventem outra desculpa para não concluir o aeroporto ! Dizer que agora acharam um morro na cabeceira da pista, é demais ! POR FAVOR, DESCUBRAM OUTRA DESCULPA PARA TANTA MÁ VONTADE E/OU IMCOMPETENCIA ! DIZER QUE " DESCOBRIRAM UM MORRO " E QUE, POR ISSO, A OBRA NÃO PODE SER CONCLUÍDA , É , REITERO, UM DESRESPEITO AO PRESIDENTE ITAMAR FRANCO. OU ESTÃO QUERENDO DIZER QUE SEU GOVERNO FOI INCOMPETENTE PARA FAZER AQUELA OBRA ?

RESPEITEM A HISTÓRIA DE QUEM JÁ FEZ TANTO POR ESSE ESTADO E PELO PAIS! E HOJE, NÃO SE ESQUEÇAM, SE A CEMIG É DE TODOS OS MINEIROS, E NÃO NÃO FOI ARRASTADA PELA PRIVATARIA TUCANA (*), ISSO DEVE-SE À CORAGEM DE UM MINEIRO, CONSIDERADO PELOS TUCANOS, COMO UM HOMEM "ATRASADO ": ITAMAR FRANCO. SE A CEMIG NÃO FOSSE DOS MINEIROS, O PALÁCIO DA LIBERDADE NÀO PODERIA CONCEDER TANTOS "APOIOS CULTURAIS", COMO FEZ NOS ÚLTIMOS OITO ANOS, DIGAMOS ASSIM.

Por isso, essa semana será lançado uma campanha para coleta de assinaturas em carta que será enviada ao Presidente Lula. A campanha terá o seguinte mote :

JÁ QUE O AÉCIO NÃO FAZ, O LULA FAZ !

MOVIMENTO PELA FINALIZAÇÃO DO NOVO AEROPORTO DE JUIZ DE FORA.

DOIS MANDATOS E O AÉCIO NÃO TERMINOU A GRANDE OBRA DO ITAMAR !

MAIS MIL NOVOS EMPREGOS PARA A CIDADE !

JÁ QUE O AÉCIO NÃO FAZ , O LULA FAZ !




Ao
Exmo. S.
LUIS IGNACIO LULA DA SILVA
DD. Presidente da República


Senhor Presidente,


Os abaixo assinados, cidadãos residentes em Juiz de Fora e de outras cidades da Zona da Mata mineira, inconformados com o descaso e desperdício de dinheiro público aplicados na principal obra realizada para a cidade, e região, por nosso respeitado ex Presidente Itamar Franco , vimos por meio dessa, solicitar a Vossa Excelência que ajude o Governador Aécio Neves a finalizar o Aeroporto Regional da Zona da Mata, abandonado, sr. Presidente, há OITO ANOS !

Certos de que Vossa Excelência atenderá mais essa demanda do povo mineiro, aproveitamos a oportunidade para reiterar, os nossos protestos da mais alta estima e consideração.

ASSINATURAS

1-
2-
3 -
4- ...
10.000 -

A COLETA DE ASSINATURAS SERÁ REALIZADA , A PARTIR DE QUARTA -FEIRA NO CALCADÃO DA HALFELD


* segundo Hélio Gaspari, privataria = privatização com pirataria tucana.

ELE É O HOMEM !!! LULA VAI TAXAR OS MINÉRIOS

Já que o Governador de Minas, Aécio Neves e os nossos representantes no Congresso não lutam pela implantação de Royalties para nossos minérios, o Presidente Lula, mais uma vez, toma a dianteira da história e propõe a criação de taxa de exportação mineral. BINGO !

A criação desse imposto já vem historicamente tarde, até porque ele não atrapalha EM ABSOLUTAMENTE NADA o negócio das mineradoras, particurlamente a Vale do Rio Doce. A cobrança de royalties para nossos minérios é minha grande bandeira política, cuja luta já venho travando já há alguns anos . Ninguém nunca havia falado, abertamente nesse tema, antes de lançar minha proposta quando fui candidato ao Senado.

Hoje já tem deputado que faz até plágio : José Fernando filhinho de papai Oliveira , por total incapacidade de raciocínio, agora é falsificador de idéias , plagiou minha proposta, e anda dizendo que é o responsável e proponente pela implantação dos royalties. Mas tudo bem, o importante é a criação, o mais rápido possivel dessa taxa compensatória aos mineiros.

A implantação dos royaties é a única forma que o Estado de Minas Gerais possui para aumentar sua capacidade de investimentos, sabido que trata-se, de fato, do setor que representa a economia mineira. Os outros setores da economia de Minas Gerais não tem a menor importância macroeconomica.

Quando digo que esse imposto em nada afetará o negócio, muito menos os lucros estratosféricos da Vale, explico porque: existem três mineradores no mundo, que possuem o absoluto monopólio das vendas de minério para os países industrializados (EUA, CEE e China, principalmente). A maior de todas é a brasileiríssima Vale do Rio Doce.

O mundo é "obrigado" a comprar minério de ferro da Vale , ou de mais duas multinacionais. Por esse motivo, a Vale, em 2006, aumentou o preço do minério em 100%, em dólar e suas vendas e lucros cresceram na mesma proporção !!! Ou seja, o mercado teve de aceitar e pagar o que a mineradora brasileira impôs aos seus clientes. Resultado: lucro de USD 10 bilhões !!! Números inimagináveis se a Vale não tivesse o poder de monopólio, portanto, de ditar os preços, e quanto o mercado tem de pagar.

A Vale só faz uma coisa: ganhar o direito da lavra, explorar , extrair e ganhar bilhões. Falta um detalhe: essa riqueza, em sua grande maioria está em teritório mineiro. Precisamos ser recompensados, assim como são os cariocas com seu peróleo. Ponto final.

Obviamente que a empresa é contra os royalties, sob algumas alegações sem sentido, visto que , como já disse, ela possui o monopólio das vendas de minério, em escala planetária. Outro argumento é que os royalties vão aumentar o preço do aço no Brasil: FALSO. O setor minerador pediu (e ganhou) ao governo brasileiro para sobretaxar o aço importado, que estava mais barato que o nacional. Resultado: o produto nacional ficou mais caro para as montadoras de automóveis, que está reclamando. Ou seja, os minérios que a Vale exporta voltam transformados em aço, mais barato que o similar nacional . Portanto, a criação dos royalties não fará os preços subirem internamente.

PARABÉNS MAIS UMA VEZ AO PRESIDENTE LULA. É A REDENÇÃO DE MINAS GERAIS ! SÓ O LULA TEVE A CORAGEM DE PEITAR O SETOR MINERADOR.


sábado, 17 de outubro de 2009

UMA SIMPLES PERGUNTA

DE CUSTÓDIO MATTOS PARA A POPULAÇÃO DE JF DURANTE A CAMPANHA NA TV:

"Em quem devemos acreditar: nesse Omar Peres ou no Aécio Neves" ?

DE OMAR PERES PARA A POPULAÇÃO DE JF, EM 17 DE OUTUBRO DE 2009

"Em quem devemos acreditar: nesse custódio mattos ou no Ministério Público" ?


"URNAS ABERTAS" , à direita da tela.

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

IMPEACHMENT JÁ


Não há mais a menor possibilidade de o prefeito Custódio Mattos continuar no cargo.
Eleito sob graves denúncias de compra de votos, ele vem praticando os piores e mais graves atos de improbidade administrativa desde o dia em que tomou posse. Venho denunciando o atual prefeito, da mesma forma como fiz com os atos desonestos e ilegais de seu antecessor, sr. Carlos Alberto Bejani.


Tenho sido, novamente, uma das poucas vozes desta cidade a denunciar a corrupção desenfreada da administração comandada por um homem envolvido no mensalão. Com comportamento idêntico, desafia a Justiça, promovendo nomeações ilegais de seus cabos eleitorais e endossando contratos corrompidos de Bejani. Aí está o resultado: pedido de impeachment do prefeito Custódio Antônio Mattos pelo Ministério Público.


E não poderia ser diferente, pois passados apenas dez meses do seu mandato, dou dez motivos para a Câmara de Vereadores instalar, hoje, uma CPI destinada a investigar o prefeito e propor sua destituição. Dou um motivo para cada mês de "governo" tucano, a saber:

MOTIVO I -
Mentiu para o povo, na tv, quando declarou que compraria caminhões para o Demlurb e que investiria na autarquia, comprando novos equipamentos. Tomou posse e fez o contrário: alugou os caminhões de empresas, sendo que uma delas de seu ex-superintendente da AMAC, Josemar da Silva, de quem dizem ser sócio;

MOTIVO II - Não contestou, em nenhum momento, o corrompido contrato celebrado por Bejani com a empreiteira Queiroz Galvão, empresa condenada pela Justiça de São Paulo por corrupção, formação de quadrilha e apropriação indébita, tendo de devolver milhões de reais à prefeitura de Guarujá. Ao contrário, Custódio endossou o contrato que cobra o dobro da tarifa que é aplicada pelo município do Rio de Janeiro, e que foi assinado de forma ilegal, sem concorrência, para beneficiar a Queiroz Galvão;

MOTIVO III - não satisfeito com o histórico da Queiroz Galvão, o prefeito assinou novo contrato com a empreiteira, dessa vez no valor de R$ 500 milhões, contrato que, provado e comprovado, é um primor de corrupção e desvio de dinheiro público.

MOTIVO IV - nomeou para sua administração alguns dos principais colaboradores de Bejani, tais como Sueli Reis, Vítor Valverde, Daniel Ortiz e dezenas de outros envolvidos com o ex-prefeito. Loteando cargos e funções, permite que a pesada estrutura de corrupção bejanista continue operando nos bastidores, fazendo negócios;

MOTIVO V - nomeou, ilegalmente, somente na Amac, mais de 300 cabos eleitorais, enquanto centenas de pessoas que fizeram concurso para a prefeitura não são chamadas;

MOTIVO VI - foi notificado pelo Tribunal de Contas de Minas Gerais, por conta de uma concorrência considerada ilegal por privilegiar uma única empresa;

MOTIVO VII - foi notificado pelo Tribunal de Contas da União por irregularidade na obra de despoluição do Paraibuna;

MOTIVO VIII - não abriu a concorrência pública para concessão das linhas de ônibus, conforme promessa de campanha;

MOTIVO IX - mentiu para os funcionários, dizendo que o município não dispõe de recursos para reajustar vencimentos, quando, na realidade, tem hoje uma centena de milhão no caixa.

MOTIVO X - incompetência e corrupção.


A Câmara de Vereadores tem obrigação de instaurar inquérito, como fez em relação a Bejani. E por, fim, pedir o seu impeachment. Ou ele RENUNCIA, como fez Bejani.



BOMBA, BOMBA, BOMBA !!! MINISTÉRIO PÚBLICO PEDE IMPEACHMENT DE CUSTÓDIO II

ABAIXO, O COMUNICADO OFICIAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO DE MINAS GERAIS, PEDINDO O IMPEACHMENT DE CUSTÓDIO E SUSPENSÃO DOS SEUS DIREITOS POLITICOS POR 5 ANOS

MPE pede extinção de associação municipal irregular e responsabilização de prefeito em Juiz de Fora

Identificada como associação civil, entidade responde por todo o serviço de assistência social do município e é mantida por meio de verbas públicas

O Ministério Público Estadual (MPE), por intermédio do Grupo Especial de Promotores de Justiça de Defesa do Patrimônio Público (Gepp) e da Promotoria de Justiça de Defesa do Patrimônio Público de Juiz de Fora, propôs duas Ações Civis Públicas (ACPs) relacionadas ao caso da Associação Municipal de Apoio Comunitário (Amac). Assinam as ações os promotores de Justiça do Gepp – Daniel de Sá Rodrigues, Paula Ayres Damasceno e Ricardo Tadeu Linardi – e o promotor de Justiça da comarca de Juiz de Fora Plínio Lacerda Martins.

Extinção da Amac . Uma das ações, contra o Município de Juiz de Fora e contra a Amac, pede a extinção desta ou, alternativamente, que a associação seja reconhecida como pessoa jurídica de direito público, atribuindo-lhe natureza jurídica de autarquia, com submissão a todos os regramentos próprios do regime jurídico de direito público.

A mesma ação requer o deferimento de medida liminar, para que, até o julgamento final, a Amac fique impedida de realizar novas contratações de funcionários, mesmo que em caráter de substituição, e para que o Município de Juiz de Fora fique impedido de celebrar novos convênios ou efetuar novos repasses à Amac, com exceção daqueles vigentes, que poderão ser prorrogados nas mesmas condições atuais. O Ministério Público pede ainda que seja estipulada multa de R$ 100 mil para cada ato que viole a liminar, caso seja concedida.

Improbidade administrativa. A outra ação, por ato de improbidade administrativa, contra o atual prefeito de Juiz de Fora e contra o superintendente da Amac, pede a decretação da perda da função pública dos requeridos; a suspensão dos direitos políticos por até cinco anos; uma multa civil de até cem vezes o valor das remunerações recebidas por eles; e a proibição de contratarem com o Poder Público ou de receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, pelo prazo de três anos.

O caso Amac . A Prefeitura de Juiz de Fora, em 17 de janeiro de 1985, autorizada pela Lei Municipal nº 6.624/84, criou a Amac como pessoa jurídica de direito privado. Entretanto, segundo os promotores de Justiça, apesar de ser identificada como associação civil, a Amac tem clara natureza jurídica de direito público, já que responde por todo o serviço de assistência social do Município de Juiz de Fora, sendo mantida, quase exclusivamente, por meio de verbas públicas municipais.

De acordo com os promotores de Justiça, “tendo-se em vista a inexistência, no ordenamento jurídico brasileiro, de associações civis com personalidade de direito público e ainda a ilicitude do principal objeto da Amac, resta claro que a lei municipal que autorizou sua criação fere a Constituição Federal, não podendo, portanto, gerar qualquer efeito”.

A fim de resolver extrajudicialmente a situação administrativa da Amac, o MPE apresentou proposta de Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) ao prefeito Custódio Mattos. No entanto, após longa negociação, o Município de Juiz de Fora manifestou seu desinteresse na assinatura do ajuste. Foram então requisitadas informações a respeito da atual situação da associação investigada e, a partir da análise desses documentos, propostas as ACPs.

Natureza jurídica de direito público. Conforme consta nas ACPs, além de outras evidências, a rotina administrativa e funcional da Amac configura prova irrefutável de que a associação integra a administração pública de Juiz de Fora, podendo ser mencionadas, como exemplo: realização de compras por meio de licitação, com base na Lei nº 8.666/93; prestação de contas ao Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais; publicação de atos oficiais na página do governo; representação dos servidores da entidade pelo Sindicato dos Trabalhadores, Funcionários e Servidores Municipais da Administração Direta, Indireta, Fundações, Autarquias, Empresas Públicas e Associações Civis da Prefeitura de Juiz de Fora.

Verbas públicas. Análises de dados referentes ao período compreendido entre janeiro e maio de 2007 mostraram que o Município de Juiz de Fora, por meio de suas secretarias, contribuiu com mais de 93% da receita da Amac. As ACPs destacam que, apesar de o laudo ter avaliado apenas as contas referentes ao mandato de Carlos Alberto Bejani, há provas de que a situação atual da associação é idêntica.

De janeiro a agosto de 2009, o prefeito, como ordenador de despesas, repassou R$ 25 milhões à Amac. O repasse mensal, no valor médio de R$ 3 milhões, é um pouco superior ao valor repassado mensalmente no ano de 2007. Isso demonstra que na atualidade a Amac continua sendo sustentada, quase que exclusivamente, por recursos públicos municipais.

Contratação de pessoal. Ficou demonstrado, por meio de laudos periciais, que a maior parte da despesa da associação é feita com pessoal. Em janeiro de 2007, por exemplo, dos R$2.965.206,71 repassados, R$2.277.448,00 se referiram a custos e gastos com pessoal, o que representou mais de 75% da despesa daquele mês.

Desde janeiro de 2009, o prefeito autorizou e o superintendente contratou cerca de 324 servidores, sem a prévia aprovação em concurso público. De acordo com promotores de Justiça, “o que se conclui da análise dos autos é que a Amac tem sido reiteradamente usada para contratar, nomear e admitir vários ‘servidores’, sem concurso público, os quais prestam serviços nos mais diversos setores do município, extrapolando, inclusive, as atividades estatutariamente previstas de assistência social”.

Contradição. O Ministério Público ressalta ainda a contradição estabelecida na celebração de convênios entre o Município de Juiz de Fora e a Amac, já que o prefeito, na qualidade de representante legal do município, firma convênio de repasse de verbas em favor de entidade que também é por ele administrada.

O prefeito, como diretor-presidente da associação e ordenador de despesa municipal, é quem autoriza a contratação, admissão e dispensa de empregados. O superintendente, por sua vez, é o responsável pelas contratações. Assim, com a autorização do primeiro, o segundo nomeou e contratou inúmeros servidores, sem prévia aprovação em concurso público, o que os torna, segundo os promotores de Justiça, responsáveis pelos atos de improbidade administrativa.

As ações destacam ainda que reiteradas decisões judiciais e administrativas acerca do tema, bem como as manifestações proferidas no curso das negociações para assinatura de TAC, demonstram que tanto o prefeito quanto o superintendente conheciam o caráter irregular da associação.

O Ministério Público busca apenas a responsabilização dos prefeitos que administraram o município a partir de 1997, uma vez que estão prescritas as sanções da Lei de Improbidade Administrativa em relação aos períodos anteriores. Já foram propostas ACPs e oferecidas denúncias também pelo Gepp, em ação conjunta com a Promotoria de Justiça de Defesa do Patrimônio Público de Juiz de Fora, contra os prefeitos e superintendentes dos dois mandatos anteriores.

Assessoria de Comunicação do Ministério Público de Minas Gerais - Núcleo de Imprensa Tel: (31) 3330-8016/8413/8166 16/10/09 (Patrimônio Público/Juiz de Fora – Amac/ ACPs Amac) FM

HOJE A NOITE PUBLICO ARTIGO COMENTANDO A CORRUPÇÃO NO GOVERNO CUSTÓDIO, E A IMPOSSIBILIDADE DELE CONTINUAR NO CARGO. AGUARDEM.

BOMBA, BOMBA, BOMBA !!! MINISTÉRIO PÚBLICO ESTADUAL ACABA DE PEDIR O IMPECHEMENT DE CUSTÓDIO !!!

MOTIVO: IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA !!!

AGUARDEM QUE EU VOLTO COM MAIS NOTICIAS.


A CÂMARA TEM A OBRIGAÇÃO DE INSTALAR UMA CPI E PROPOR IMPEACHMENT JÁ !!!, COMO FEZ COM BEJANI !!!

CASO CONTRÁRIO, VAMOS PARA AS RUAS !!!

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

BEJANI SE FILIA AO PTB , E SERÁ CANDIDATO A DEPUTADO

Agora é oficial: o PTB que pediu para Bejani deixar a legenda, é o mesmo que o convidou para voltar. Carlos Alberto Bejani está filiado ao PTB de Roberto Jeferson.

Esse retorno significa, também, a candidatura do ex prefeito à Deputado. Não se sabe se Estadual ou Federal. Provavelmente o segundo, onde teria maiores chances. Isso porque, certamente, haveria um embate e uma polorização direta entre ele e Omar Peres, provável candidato, também a Deputado Federal. A eleição ganharia um grande foco.

Seria o confronto direto, não entre dois adversários, mas entre duas figuras públicas que lutaram em campos opostos nos últimos quatro anos. Bejani defendendo seus interesses pessoais, utilizando-se da politica, e do cargo de prefeito para amealhar riqueza. Do outro, Omar, acusando e denunciando todos os atos de corrupção do ex prefeito, que foi, para o bem da cidade, obrigado a renunciar para não ser cassado.

Bejani que é muito dificil conseguir 30 mil votos em Juiz de Fora, como candidato a Estadual. Mais ainda, praticamente impossível, quando se analisa os nomes que vão disputar as eleições para uma vaga na Assembléia ( Bruno, Rodrigo, Schecker, Isauro Calais, Rodrigo Mattos, um pastor evangélico, João César Novaes etc. etc.). O médico Rogério Guedim , Presidente do PTB de JF, deverá ser seu companheiro de chapa, concorrendo ao cargo de Deputado Estadual. Forte candidato.

Já para Federal, a disputa seria "mais fácil" . São candidatos, até essa data, 4 politicos .: Júlio Delgado, Margarida Salomão, Marcos Pestana e Omar Peres. Eu torço, honestamente , que Bejani tenha coragem e se candidate. Espero mesmo, pois só assim a população terá a oportunidade de julgá-lo. Dessa vez, para sempre. Teremos o embate entre a corrupção e a honestidade.

Bejani não considera as candidaturas da Margarida e Pestana, páreo para ele. Já Júlio Delgado poderá ter problemas pois já foram companheiros no "campo democrático", como afirmou Júlio quando apoiou Bejani para Prefeito. O embate, reitero, que pode crescer , se encontra no confronto direto com Omar Peres. De minha parte, já falei tudo o que tinha de ser dito sobre o ex prefeito. Mesmo assim, será interessante te-lo como adversário, caso venha ser candidato.

Bejani terá ao seu lado, o apoio e toda a estrutura financeira e politica que ele montou quando prefeito. A Queiroz Galvão, dentre outras empresas, não poderá deixar de apoiá-lo, pois se a empreiteira tem o contrato do lixo de Juiz de Fora, onde cobra o dobro da tonelada que a cidade do Rio de Janeiro, deve esse presente, sem concorrência , ao ex prefeito. Isso custa...

No âmbito politico, Bejani receberá apoio de grande parte de seus amigos que trabalharam com ele (Sueli Reis, Vitor Vitória Valverde, Danile Ortiz e dezenas de outros ) , todos , sem excessão, homens de confiança e trabalhando no primeiro escalão do custódio.

A vitória de custódio é devida, exclusivamente ao apoio de Bejani, motivo pelo qual o ex prefeito tem dezenas de ex colaboradores trabalhando na atual administração, e o principal, todos os contratos assinados pelo ex prefeito, endossados por custódio.

Bejani chamará Sebastião Helvécio e Custódio para apresentar a conta e cobrar a fatura das últimas eleições. Se não receber apoio dos dois, vai colocar a "boca no trombone". Os bejanistas Sueli Reis, Vitor Valverde , por exemplo, serão os primeiros a declarar o voto. Caso contrário, podem escrever, vai voar pena tucana para todos os lados.

Era isso. A partir de hoje o lema é : "volta, volta Bejani ! Volta para os braços desse povo que te ..., vamos ver nas eleições.