quinta-feira, 27 de novembro de 2008

ESTOU DE VOLTA. AGORA, PARA VALER.

Voltei das férias. Um mês! Por isso, muitas vezes o blog demorou a publicar as postagens. Fui à Europa e aos Estados Unidos. Queria ver, in loco, a dimensão da maior crise da história contemporânea do sistema capitalista. Conversei com amigos, com diversos executivos e empresários europeus e americanos. E ainda tive tempo de participar, em Roma, de um jantar com o Presidente Lula.

Volto revigorado. Intelectualmente enriquecido, e com toda a energia para enfrentar os desafios da vida. Politicamente, ainda mais encorajado para cumprir o papel que me foi designado pela sociedade: cobrar de quem foi eleito, as promessas que fizeram. E denunciar as fraudes, não só as econômicas, mas também e, principalmente, as outras que servem, como sempre serviram, para que a elite política que domina a cidade há mais de quarenta anos, permaneça no poder à custa de acordos espúrios, como foi o caso de Custódio Mattos e sua turma nas últimas eleições.

Começarei lançando, no primeiro semestre de 2009, livro onde contarei, sem paixão ou emoção, tudo o que aconteceu na campanha para Prefeito. Não vou poupar a verdade, sobretudo os detalhes das "técnicas" do então candidato Custódio Mattos, e sobre a responsabilidade direta de Marcello Siqueira, e dos "evangélicos" escolhidos por Deus Vitor Valverde e Sueli Reis, como principais responsáveis pela vitoriosa campanha tucana.

Além disso, mostro as contradições de determinadas decisões jurídicas favoráveis a Custódio Mattos que foram determinantes para liquidar com minha campanha. Um dos casos mais graves, começa com o direito de resposta em que Custódio se sentiu "ofendido" pelo fato do jornal JF ter publicado matéria e manchete sob o título "Vicentão apóia Bejani". O Juiz Luis Guilherme concedeu direito de resposta. Dois meses depois, no dia do debate do segundo turno da TV Panorama, trio elétrico do popular Vicentão, estacionou em frente da emissora, com som e faixas de apoio ao candidato tucano. A Tv não recebeu nenhuma reclamação por parte do PSDB, muito menos Vicentão recebeu notificação judicial por ter dado apoio ao Sr. Custódio Antonio de Mattos, que declarou em sua petição, ser "a imagem de Vicentão prejudicial à sua campanha ". Já no segundo turno, para ganhar, não houve nenhum problema ter o apoio declarado de Vicentão ... O que importava era ganhar. E ganhou. Perdeu a democracia e a liberdade de imprensa, nesse caso, por decisão judicial.

Agora chegou a hora de cobrar, milímetro por milímetro, todos os acordos que levaram o tucando à vitória, e que terão de ser pagos por Custódio Mattos. Como diz um amigo meu, "eles são profissionais e não respondem". Não têm problema, pois não somos justiça. Não somos Ministério Público . Nossa função é contar, cobrar e denunciar todos os acordos tipo "Arizona", dentre dezenas de outros.
Não deixo também de fazer referências sobre o currículo de alguns advogados da campanha tucana. Posso afirmar que o livro será um belo documento sobre eleições no Brasil.

Além do livro, volto com meu único compromisso que, reitero, sempre tive e continuarei a ter: escrever e contar o que a sociedade exige que seja dito. Informar, de forma independente, a verdade. Custe o que custar, doa a quem doer. Sem nenhum compromisso com cargos, eleições ou posições políticas, quero estar sempre credenciado, pela minha independência, a dizer e escrever sempre a verdade.

Por fim, continuem tendo esse blog, como um verdadeiro instrumento de liberdade de expressão. Se quiserem ou desejarem atacar quem quer que seja ou discordar do que for, utilizem esse blog. Mas de preferência, diga o nome, coloque sua assinatura.

No mais, feliz por estar de volta. Vamos à luta...

50 comentários:

Wallace disse...

isso Omar ta certo
pra quem nao tem nada para fazer faz um livro mesmo
,a mas coloque fim nao
Bejani volta daki a 2 anos
abrass

Anônimo disse...

Seja bem-vindo ao seu Blog. Omar fiz um questionamento sobre o Vereador Rodrigo de Mattos e o Bruno. Gostaria que você nos desse um pouco de suas biografias:

1) Onde estudaram?

2) Quando tiveram o primeiro emprego?
Se público ou em empresa privada?

Juiz de Fora precisa desses esclarecimentos.

Contando com a ajuda da Única Pessoa de Peito de Juiz de Fora .

Eleitor do Omar.

Roberto da Justiça disse...

Omar. As notícias de que Custódio e seus parceiros teriam comprado votos no dia da eleição não pararam de circular até hoje. Em que medida isto está sendo investigado e o que pode resultar da análise?

Anônimo disse...

seja bem vindo de volta Omar!!!!
Juiz de Fora o aguardava anciosamente!!
abraço e mãos à obra!!!

junior disse...

Que bom Omar, estavamos sentindo falta.
O sr ainda está com a TV? E a rádio?

abraços fraternos

Junior

Rafael Pontes disse...

Um imbecil que não conseguiu se eleger deputado, senador e prefeito. Intelectualmente medíocre e moralmente despresivel, Sr. Omar Peres, pelo bem da politica e da evolução da nossa cidade, tenha a sensatez de sair de cena, assim como já fez com o seu jornal-auto propagranda logo após a derrta eleitoral. Fui eleitor de Tarcisio Delgado no primeiro turno, e de Margarida Salomão no segundo, sei quem ambos tal qual, Custódio têm imperfeições e deslizes morais, contudo, tenho convicção que nenhum deles seja um fracasso tão imenso quanto o Sr.
Sei também que este comentário não será publicado, por sua intolerância com a democracia, mas, tudo bem, as urnas já disseram abertamente o que estou aqui a dizer.

Anônimo disse...

Muito bem Omar....O dever de pessoas honestas dessa cidade agora é ficar de olho no mandato de Custódio....Estou ancioso, esperando vc lançar esse livro....
Vc que é um homem de influência tem que ficar de olho nesses tucanos....aconteceu muita coisa errada na campanha e vai continuar ocorrendo se ninguém fizer nada...

LUIZ VALLE disse...

OMAR!!!
Está "pipocando" no Brasil todo, denuncias que houve manipulação nos votos em várias cidades, as urnas eletronicas não são confiáveis, o TRE não é claro quando é chamado a se explicar , ele se auto-fiscaliza... quer dizer... é uma Zona total... seria muito bom que em Juiz de Fora tb levantassemos essas suspeitas, pois alem de compra de votos, que foi um escandalo , ainda ha a possibilidade das urnas terem sido manipuladas de forma a favorecer um ou outro candidato... ta na hora de alguem de coragem, comprar essa briga e tentar esclarecer essas coisas. seja bem-vindo a JF, e vamos à luta, tentar colocar essa cidade em dia e esses políticos retrogrados, canalhas e sem escrupulos no lugar que eles merecem... o LIMBO politico!!!

CUstODIO disse...

Alguém já ouviu falar em Rafael Pontes?
POr acas alguém sabe quem é esse imbecil?
Ah já sei ele é o ilustre QUEM?

eguinha pocotó disse...

HUmmmmmmmmmmm nesse livro vai sair a historia dos motoqueiros sem contrato?
e a dos sacos de cimentos?
ah, mas a dos celulares de presente pelo voto vai?
e da mala preta?
detalhes sórdidos impolpaveis....
agora o todinho dança
vai lacraia vai lacraia

Jairo de Souza da Fonseca - Advogado disse...

Caro Omar:

Gostaria que em seus artigos sobre as eleições que se passaram o Sr. colocasse bem claro para a população, quem foi o único rosto do PMDB a aparecer contra os tucanos no segundo turno. O único que não se vendeu e não se curvou a interesses muito bem oferecidos pelo Governo do Estado. Já não é a primeira vez...Quem deu a "cara a tapa" foi o Dr. João Cesar Novais Observei bem...Foi para a televisaõ e falou...
Na penúltima campanha João era primeiro suplente e ofereceram a cadeira a ele para apoiar Custódio no segundo turno. Também não aceitou. Tarcísio só declarou apoio quando as pesquisas já sinalizavam a derrota de Margarida, como que para valorizar o apoio de seu tão estimado filho e lhe descolar a imagem. Pense nisso!!!

Um abraço, seja feliz, Jairo.

Anônimo disse...

è isso ai Omar!
Gostei do Tom e da disposição.
Estamos ai pro que der e vir.
A LUTA CONTINUA.
Fernando

Anônimo disse...

O leitor acima que perguntou do Rodrigo Matos, ele trabalhava na Esdeva, até se tornar vereador esse foi seu ultimo emprego e o Bruno é cria do Itamar.

Anônimo disse...

Sr.Omar,

1. Procure investigar também como os chefes do tráfico de drogas foram aliciados pela tucanalha para virar os votos nos bairros onde a candidata do PT ganhou no 1º turno;

2. Verifique tbém como a vereadora recém-eleita, a inexperiente Ana do Pe.Frederico, foi intimidada pela tucanalha ao tentar apoiar a Margarida no 2º turno. E, certamente, os tico-ticos da vida;

3. Cheque cuidadosamente para quê o Marcus Pestana se afastou da secretaria de saúde e veio armar para a tucanalha. Ele é mestre em muitas coisas, digamos, pouco convencionais numa eleição.

4. Se a "justiça" eleitoral fizesse uma perícia nas urnas eletrônicas encontraria coisas difíceis de serem explicadas. Daí a rapidez na apuração dos votos e na proclamação do "eleito". Antes que alguém desconfiasse de alguma coisa.

3.

Anônimo disse...

Que é isso vc não conhece o Rafael Pontes?
Engraçado, nem eu!!!!!!!!111

pelo jeito ele é um ilustre desconhecido.

Carlos Alberto B disse...

O rafael pontes é parente proximo do walllace.
moram perto na campos pires.
e se conheceram no ceresp

Sidney Shadow disse...

GUEMINHO:

prepara o lombo!

o "home" veio "frevendo"

sua batata ta assando
agora só rezando pra São Ladi

Anônimo disse...

Omar,

Espero ansiosamente por seu livro.Poderia nos adiantar sobre parte do Pestanha, a prisão do Rodrigo de Mattos, O Grande Marcelo Siqueira e Cia Ltda. É só o Omar para bater e fazer esta turma sentir dor!
Du bigode......Eu falei, e você não acreditou. A Justiça não é na cega em Juiz de Fora. Mas, vamos reconhecer não só tolos residem em Xisdifora.

Anônimo disse...

Se o espaço é democrático, cada um pode expressar seus sentimentos, não?
Inclusive o despeito e o ressentimento.

Aguia - O caçador de tucanos disse...

Começa o encaixa encaixa tucano:

Vem pra ca, vai pra lá...
é dificil acomaodar todos os amigos, mas com seu jeitinho e o nosso dinheiro o CUstÓDIO consegue...
Tribuna - painel

ÚLTIMOS DETALHES

O prefeito Custódio Mattos está se dedicando em tempo integral às articulações para montagem do secretariado, sobretudo em razão do tempo, que a partir de agora, começa a ficar curto. Como sua idéia é anunciar a equipe na primeira semana de dezembro, as conversas se intensificaram. Ontem, por exemplo, ele só interrompeu os contatos para participar de um almoço com empresários, promovido pelo colunista César Romero, da Tribuna, em parceria com a Claro. As especulações eram de que ontem ele definiria sua secretária de Saúde. Pode até ter batido o martelo, uma vez que receberia a atual gerente regional de Saúde, Eunice Caldas de Figueiredo Dantas. Ela ficou na vaga do médico José Laerte, eleito vereador pelo PSDB, ora em recuperação depois de duas intervenções cirúrgicas. Ele seria o nome mais cotado para o posto, resolvendo ao mesmo tempo duas demandas do futuro prefeito: pela sua competência ocuparia uma das pastas estratégicas do Governo e ainda abriria espaço para o vereador Romilton Faria, que ficou na primeira suplência da coligação PSDB/DEM.

a fila dos amigos está andando...
a hora ta passando...
e as obras que começariam no dia seguinte a vitória...
bem essas como sempre
NADA.

Águia - o Caçador de tucanos disse...

Manda quem pode
Obedece quem bate continÊncia...

Sinal verde

O prefeito José Eduardo Araújo disse que só depende do seu sucessor, Custódio Mattos, o sinal verde para fechar o acordo de venda da folha de pagamento da Prefeitura e outros serviços por cerca de R$ 20 milhões. Ele assegurou que com esse dinheiro paga a folha de dezembro, o 13º dos servidores públicos e até os fornecedores. Logo que assumiu a gestão da Prefeitura, ele cancelou o antigo contrato e abriu negociações.

de bejani a custódio o Zé careca só sabe beijar, a mão
sorte deles não serem tres e no rosto...

quem com ferro fere... disse...

fez pro zé e recebeu troco do outro zé..

Os servidores públicos municipais vão receber o 13º salário de forma integral até o dia 15 de dezembro. A garantia de pagamento foi dada ontem pelo prefeito José Eduardo Araújo (PR), que disse não ter especificado a data por questões técnicas. “Já temos os recursos para pagar o 13º salário de forma integral para todos os servidores. Falta resolvermos alguns detalhes para anunciarmos a data.” Já em relação a folha de salário e aos fornecedores...
bem isso fica pro custodio...

Pois é....
Na sua primeira e catastrófica administração, o custódio deu o cano e largou tudo pro Zé raimundo tarcisio delgado pagar...
agora o zé careca pagou ele com a mesma moeda
nada como um dia depois do outro...

pastores x mgm disse...

Correm boatos e como sempre com um fundo de verdade, que o MGM seria fechado por acordo do prefeito eleito (fraudulentamente) com os crentes e evangélicos que o apoiaram.
É de se surpreender, pois além de importantes serviços a comunidade, várias pessoas da futura administração frequentam o ambiente.
menos os enrustidos que comemoram a traição a cidade na Europa, de peruca e baby doll.

Anônimo disse...

Mesa festiva

Aniversariante desta quinta, Vítor Valverde acaba de retornar de um giro pela Europa. Ontem, no almoço da Chimarron, ele comandava uma mesa com nomes da equipe de transição do prefeito eleito Custódio Mattos. Também presente o marqueteiro da campanha tucana, Cláudio Barreto.

vamos ver até quando...

Anônimo disse...

Boa Noticia

O Omar voltou!
Agora vai começar o maior corretivo que essa cidade já viu.
Prometeu tem cumprir.

viu Custódio?
Você teve fazer tudo que fêz pra não deixar o Omar chegar lá.
Agora será a sua vez de provar do não do mesmo veneno, mas do mesmo remédio...
quem já curou JF do Bejani...

Luís Alberto Santos Pinto disse...

Acho muito engraçada essa nossa cidade.
Na eleição passada, o PT de Margarida (a então salvadora de JF nessas eleições) jorrou dinheiro e apoio ao Sr. Bejani. (chegamos aonde chegamos).
O Sr. Omar peres (que hj se diz inimigo do Custódio e critica o governador), pouco antes do início do processo eleitoral, esteve em Bh pedindo apoio aos dois e enaltecendo a figura do Custódio.
Critíca as decisões judiciaois, mas não assume que agiu de maneira errada, com ataques pessoais desnecessários ao invés de REALMENTE, utilizar o pouco tempo que tinha para a construção de propostas coerentes.
Por fim, os petistas só não ganharam as eleições porque a soberba lhes subiu a cabeça no primeiro turno (Não trabalharam mais).
Não venham dizer que foram comprados que levaram o tucano a prefeitura, pois, ele saiu de 28% no primeiro turno para 52% no segundo. (os petistas é que não souberam como cativar os eleitores dos outros adversários e cresceram somente 7%.
Aprendam a perder!!!!

cidinha disse...

bom dia, Omar!
Mandei para vc. na semana passada um texto solocitando que vc. o colocasse no seu blog.Acredito que teve problema no envio, o qual farei novamente. Hoje o Forum Permanente de Participação Politica ira se reunir e estaremos distribuindo tb a população este material.Estaremos em toda a cidade,atraves dos movimentos sociais que compõem estes Forum que é supra-partidário, mas tem uma direção com certeza de esquerta e de oposição.
Este é o texto aprovado pelo forum :
A POLÍTICA MACABRA E O EVANGELHO TRAÍDO

1. Nota introdutória

Todo o trabalho pela realização do ecumenismo, desencadeado pelo 2º Concílio Ecumênico do Vaticano passa, obrigatoriamente, pelo respeito recíproco, e tem como principal objetivo a união das forças vivas das sociedades e das igrejas na construção da justiça do reino de Deus (cf. Mc 1,15; Mt 3,15). Sem a devida atenção a estes princípios fundamentais, todo o esforço empreendido ao longo desses mais de 40 anos corre o grave risco de arrefecer.
A partir deste pressuposto, urgem algumas considerações relacionadas a um certo “culto evangélico” durante o qual o candidato eleito, Custódio Mattos, PSDB, agradeceu o apoio recebido desta parcela da população juizforana (cf. Tribuna de Minas, 20/11/08, pg. 03):

2. Não tomar o santo nome de Deus em vão (cf. Dt 5,11)

O candidato eleito confessa a “emoção de ter sido escolhido por um povo que foi escolhido por Deus”. Muito bonito, mas sem nenhum fundamento estatístico e/ou bíblico. Ora, se a matéria estiver correta ao dizer que Custódio estava diante de dois mil evangélicos que participavam do culto, e mesmo se levarmos em consideração os outros cinqüenta mil que, conforme estimativa dos pastores, votaram nele, teremos aí uma soma de cinqüenta e dois mil. Esse número não representa nem 10% da população da cidade, de acordo com o senso do IBGE para 2008. A pergunta, então, é: o prefeito “eleito” governará apenas para menos de 10% da população que, conforme afirma, terão “todo espaço e apoio”? E como ficam os/as demais eleitores/as, não só católicos, mas de muitas outras crenças, e até mesmo os/as que não expressam sua fé através de religião, ou simplesmente optaram pelo ateísmo? Estarão excluídos do mandato do tucano?...
No que diz respeito à apelação (não há outro termo: é apelação mesmo!) para legitimar e consagrar a sujeira, apresentando o argumento de “ter sido escolhido por um povo que foi escolhido por Deus”, o que o tornaria, mesmo indiretamente, “escolhido” por Deus, é o cúmulo da ignorância bíblica e da pretensão (aliás, bem característica dos tucanos), que acaba redundando em blasfêmia e heresia. Alguém como Custódio, com a tradição politiqueira e carreirista, como é conhecido em Juiz de Fora e no país, julgar-se escolhido por Deus?! Para quê? Para ser o “salvador da pátria”, como se apresentou durante todo o período da campanha? Para “ser um instrumento da crença” dos evangélicos? Talvez seja isso o “fim dos tempos” que nossas avós profeticamente anunciavam... “Crer”, para quem tem dificuldade de transitar pelo terreno resvaladiço da fé (cf. Pascal), é acolher e realizar, na história, o projeto de Deus que não condiz, absolutamente, com a mentira, desonestidade, corrupção, compra e venda de votos, e todas essas mazelas, nossas velhas conhecidas, cuja finalidade é substituir o projeto de Deus por projetos humanos estupidamente gananciosos.
Entretanto, ouvir tudo isso de quem não tem nenhuma preparação, nem intelectual, nem bíblica e, menos ainda de testemunho de vida, é compreensível, embora não seja justificável. Porém, ouvir e ver irmãs e irmãos que se autodenominam “evangélicos” desviar-se de sua vocação e missão, trair o Evangelho de nosso Senhor e, como Judas, vender e entregar Cristo por dinheiro, é o pacto mais abominável com o reino, não de Deus, mas do diabo que é, por excelência, aquele que divide (cf. Mt 4,1ss; Lc 11,14ss; 1Cor 1,13), merecendo a profecia do Senhor: “...ai daquele que trair o Filho do Homem! Seria melhor que nunca tivesse nascido! (Mc 14,21).

3. Quem é minha família? (cf. Mc 3,31-35)

Esta última campanha eleitoral foi reveladora de muitas surpresas para Juiz de Fora que, por sua geografia estratégica privilegiada (próxima a grandes “capitais culturais” como Rio de Janeiro, São Paulo e Belo Horizonte), deveria manifestar, sobretudo em suas lideranças, mais abertura e esclarecimento para dialogar com o diferente. Poderíamos tomar aqui diversos exemplos, mas por questão de tempo e espaço, vamos ater-nos à avalanche de discriminação que atravessou a campanha.
Foi divulgada a idéia, que acabou por transformar-se numa espécie de lavagem cerebral, da obrigatoriedade de ter constituída uma família para ser um bom governante, no caso, um bom prefeito. Ora, mesmo que, sociologicamente falando, família seja “a sociedade doméstica, que compreende todos os parentes entre si” (pai, mãe, filho, irmão etc.), do ponto de vista cultural, filosófico, bíblico etc., a realidade família não pode ser reduzida à mera concepção sociológica, sob pena de perder sua afinidade e identidade até mesmo com o caminho e a proposta de Jesus. Ao ser questionado sobre sua família, que o estava procurando, Jesus é o primeiro a recusar a concepção redutora, retrógrada e elitista de sua sociedade hipócrita, mostrando que a família verdadeira ultrapassa e supera os limites da família burguesa, confinada ao circuito restrito do lar: “Quem é minha mãe e meus irmãos?... Quem faz a vontade de Deus, esse é meu irmão, minha irmã e minha mãe” (Mc 3,33.35). Mais, Jesus nunca se casou, portanto, não constituiu família. Então, desta teologia (cristologia) tucana, que não passa de ideologia para justificar e garantir o poder custe o que custar, deve-se concluir que Jesus foi um líder alienado e inútil? Que curioso! Mas se Jesus não teve família e, por isso, não presta, não será, pelo menos, uma grande contradição querer transformar “Juiz de Fora em uma cidade de Jesus”? Neste caso, não seria melhor buscar alguém casado para confirmar com mais legitimidade a discriminação desses nossos “evoluídos” políticos? E os “evangélicos”, que estão de acordo e compactuam com todas essas contradições? Mas não são os próprios evangélicos que não reconhecem a família de Jesus? Não são os evangélicos que não reconhecem a sua mãe, Maria? Que motivação terá levado essas irmãs e irmãos a mudarem agora, mais apropriadamente falando, no 2º turno, de opinião? Convicção evangélica ou “livre e espontânea pre$$ão”?...

4. “Vocês são como sepulcros caiados” (Mt 23,27)

Se há algo que Jesus nunca fez e tampouco autorizou alguém a fazer é discriminar. A discriminação venha de onde vier, e seja direcionada a qualquer pessoa, e por qualquer motivo, não tem, absolutamente, nenhum fundamento bíblico ou evangélico! E ainda, usar a família em sentido estrito para reproduzir ideologias e atitudes discriminatórias é, não só covardia, mas leviandade. No contexto de uma sociedade dividida, classista, burguesa, elitista, como ainda é a nossa, família, seja enquanto conceito ou realidade é algo extremamente relativo. Há quem não tenha uma família sociologicamente constituída e que, no entanto, fez da escola, do trabalho, dos amigos, do povo, sua grande e legítima família, à qual serve com disponibilidade e alegria. Como também há quem tenha família sociologicamente constituída que, porém, fez dela um “egoísmo emparedado”, motivado pelo individualismo, pelo absolutismo, pela disputa de poder, pela desonestidade e pela ruptura de todo e qualquer vínculo com os interesses da coletividade. Cidadãs e cidadãos lúcidos e honestos de Juiz de Fora saberão, com certeza, distinguir entre as famílias dos engravatados que aparecem unidinhos e bonitinhos pra inglês ver, mas que são como os sepulcros caiados denunciados por Jesus que, “por fora parecem bonitos, mas por dentro estão cheios de ossos de mortos e podridão!” (Mt 23,27). E, a imensa maioria das famílias pobres, honestas, decentes, trabalhadoras que, ao contrário, e mesmo sem o reconhecimento da sociedade ou das igrejas, lutam para que nossa cidade volte a ser respeitada na dignidade reconquistada de cada cidadã e cidadão.

5. O culto amaldiçoado

Culto à personalidade para consagrar a injustiça foi, é e será sempre abominado pelo Deus bíblico que é o Deus da Vida! A sentença não é nossa, mas é dele: “...Estou farto dos holocaustos...Parem de trazer ofertas inúteis. O incenso é coisa nojenta para mim...não suporto injustiça junto com solenidade. Eu detesto suas luas novas e solenidades. Para mim se tornaram um peso que eu não suporto mais. Quando vocês erguem para mim as mãos, eu desvio o meu olhar; ainda que multipliquem as orações, eu não escutarei. As mãos de vocês estão cheias de sangue (Is 1,11b.13a.c.14.15).
oi

Roberto disse...

Duvido que esse Rafael Pontes que vomitou aqui,seja o Rafael Pontes que todos conhecem,pelo simples fato que ele jamais baixaria a esse nivel.Quanto ao chororo dos petistas,faça um favor a voces mesmos,vão fazer estrelinhas para proxima eleição e deixem de encher o saco.A eleição acabou,e mais uma vez o PT,pelo menos aqui,se ferrou.E o grande guru barbudo,rei soberano,incontestavel e de uma honestidade jamais vista,determinou a sua equipe economica que fique do lado dos bancos(tadinho deles),na guerra dos contribuintes,que tinham poupança em janeiro de noventa(plano verão),que tentam recuperar suas perdas.Para quem,em sua primeira campanha,se mostrava indignado com o poder dos banqueiros no Brasil,essa foi de lascar.Não sou eu que estou falando,foi toda a imprensa brasileira.

jorge disse...

Minha Gente, mais um "coronel" está indo para o " limbo político.
Tereza Teófilo, especial para A CRÍTICA
A juíza Maria Eunice Torres do Nascimento, presidente das eleições de 2008, cassou os registros de candidatura do prefeito eleito Amazonino Mendes (PTB) e do vice dele, o deputado federal Carlos Souza (PP). Determinou ainda o impedimento da expedição dos diplomas de ambos pelos crimes de captação ilícita de sufrágio por conta da distribuição aleatória de vales-combustível, distribuição de material de propaganda eleitoral realizados, conforme investigações da Polícia Federal (PF), no final da noite de 4 de outubro, véspera do 1º turno das eleições municipais.No parecer, a magistrada condena Amazonino e Carlos Souza ao pagamento de multa individual no valor de 50 mil UFIR´s, aproximadamente R$ 92 mil. A decisão é em primeiro grau e ainda cabe recurso. O caso será levado à apreciação da Corte do Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE/AM).O assessor da presidência do TRE, Rui Melo, disse que, caso o Pleno mantenha a decisão de 1º grau, a vaga de prefeito será preenchida por Serafim Corrêa (PSB), segundo colocado nas eleições municipais.Investigação A sentença da juíza Maria Eunice, publicada ontem, foi motivada por uma representação eleitoral proposta pelo Ministério Público (MPE/AM) que investigou, com a ajuda da PF, o caso de abastecimento de veículos no Posto de Combustível Recopel-DNP, localizado na avenida Djalma Batista, ao lado do Motel Cobra's. O estabelecimento pertence ao empresário Haroldo de Lima Ale. O fato foi denunciado pelo presidente do TRE, desembargador Ari Moutinho da Costa, que por residir a menos de 100 metros da localização do posto, viu a aglomeração de carros por volta das 23h e acionou a fiscalização da PF.Dentre as provas que fazem parte do processo estão: 419 requisições de combustível com a inscrição "Eleições 2008 - Amazonino Mendes", apreendidas pelos agentes. Elas estavam em poder do gerente do Posto, Mário Jorge de Medeiros Moraes Neto; um DVD com imagens dos carros sendo abastecidos e cabos eleitorais fixando adesivos do então candidato a prefeito Amazonino Mendes em vários veículos, notas fiscais rasuradas e depoimentos contraditórios foram alguns dos elementos que, segundo o MPE, evidenciaram a prática dos crimes eleitorais conforme os artigos 30 e 40 da Lei 9.504/97, a Lei das Eleições.A sentença ressalta que, com as perícias, foi possível a Polícia Federal identificar que as requisições apreendidas junto com os cupons fiscais possuem um número de CNPJ de comprador que não corresponde ao da coligação "Manaus - Um futuro melhor", de Amazonino, mas da empresa Petroman Representação e Comércio Ltda, cujos sócios-proprietários são os mesmos da empresa vendedora Alexandre Ale dos Santos e União Transportes Ltda. A coincidência levou a juíza a concluir que houve doação de combustível pelo proprietário, em troca de voto e apoio à Amazonino no pleito de outubro de 2008."Todos as provas documentais, periciais e testemunhais, bem como a alegação da defesa corroboraram para essa decisão. Houve infringência à legislação eleitoral. É uma situação muito grave. Esperamos que seja feita realmente a justiça, prevalecendo a legislação eleitoral vigente", declarou a promotora da 58ª zona eleitoral, Maria Eunice Lopes Bittencourt.

Anônimo disse...

A primeira mensagem é uma incógnita. Só ele sabe o que quis dizer. No fim, cita pessoa que reflete bem seu nível e dos mancomunados em interesses escusos na "city", a tal, ELITE VAGABUNDA! Duas palavras que realmente, refletem uma verdade escancarada.
A segunda, é ausencia total de informação. Só ele não sabe!
O quarto e o setimo, precisam corrigir urgente, seu portugues. AnCioso, é duro de ler heim!
O Rafael, pela sua imbecibilidade, pouco se pode dar crédito. É desses que não enxerga um palmo a frente. Fracasso é relativo, sei que se referiu ao aspecto politico, porém no aspecto empresarial vc poderia compara-los?
Apesar de não ter concordado com certas posturas do ex candidato Omar Peres, entendo-o.
Sua postura se aflorou, ao perceber que a tal elite, se incomodou com a sua chegada.
Investir numa cidade onde os politicos que a dominam, fizeram seu terreiro, onde um prefeito preso corrompeu a tudo e a todos, não é facil.
Entendo o empresári. Não tem sangue de barata.
Vem mostrndo a cara, enfrentando, o que aliás, não é caracteristica aqui na cidade.
Gente obtusa, sem identidade e provinciana. No fundo, suburbio do Rio.
Lamentavelmente, as pessoas se escondem no anonimato e não descem do muro. (não serei eu que me identificarei, afinal, a empresa não me perdoaria e eu, não tenho aqui o menor interesse, a não ser, deixar de conviver com essa gente mediocre). Mas deixarei duas boas amizades, que daqui tambem não são.
Conto os dias para 2009 chegar e regressar. Isso aqui é duro.
Um ôvo! Tres anos dessa minha transferencia profissional aqui, foram de um retrocesso de 10.
Alguem comentou tempos atras, sobre um tal conto da rua Halfeld. Nunca li algo tão verdadeiro.
A unica diferença é que quando aqui cheguei, não vim por opção, a empresa solicitou-me.
Como a havia visitado rapidamente, tive a exata sensação do que relata o conto da dita rua.
DEIXO MINHA SUGESTÃO AO EMPRESÁRIO.
AQUI EMPREENDEDORISMO NÃO TEM ESPAÇO. Me surpreende sua insistencia.
No fundo acho que está é se divertindo, mas, para isso existem outras opções bem melhores.
QUE VENHA JANEIRO DE 2009!
Minha contagem regressiva, creio iniciou-se uns seis meses após minha chegada.

jorge disse...

Eu costumo ler todos os jornais da cidade para que possa ter um senso crítico sobre os conteúdos ali expostos.
Hoje, na Tribuna on line, um leitor escreveu uma carta para a seção"Boca no Mundo", onde ele questionava a emenda do Vereador Rodrigo de Mattos, filho do Prefeito eleito, sobre o subsídio para ex-prefeito, alegando que ele está legislando em causa própria.
Só que,mais uma vez esse jornal num "exemplo de democracia", publicou esta carta nessa seção que, na verdade deveria se chamar " Boca restrita a poucos", uma vez que ela não existe no jornal escrito e, consequentemente nem todo mundo lê.

Anônimo disse...

Omar porque vc não conta em seu ´´livrinho`` de onde vc tirou essa ideia de colocar o tremzinho na av rio Branco ? aonde vc comprou esse baseado ??????? vou querer um pouco tbm +!!!!!!!!
um abraço d seu amigo anonimo

OMAR PERES disse...

Prezado Rafael Pontes,

Que agressividade ! Logo com uma pessoa, segundo você, tão insiginificante como eu! Que perda de tempo! Inveja? Não acredito. Você é "muito seguro". No fundo, acho que você gosta de mim, é meu admirador, mas está com ravinha por algum motivo. Continue enviando posts para o blog. Teus textos fazem sucesso. Obrigado.Abraço,
Omar

OMAR PERES disse...

Prezado Luis Alberto,

Não ataquei ninguém durante a minha campanha. Mostrei sim, e mostraria novamente, a incoerência da elite politica dessa cidade, que sem limites, não poupa nenhum instrumento ou acordo disponivel para se manter no poder.

Por outro lado, meu poder não se origina no voto. Daí a minha independência para falar o que considero ser polticamete correto. Minha independência foi construida, conquistada. Daí também nasce a minha liberdade de expressão, o que para muitos é sinônimo de "agressividade". Afirmo-lhe que não é verdade. Sou simplesmeten, reitero, independente e livre para pensar, escrever e por consequência apontar incoerências, denunciar acordos espúrios, roubo do dinheiro público etc. Isso, geralmente, não agrada...

AGRESSÃO DE VERDADE, LUIS ALBERTO, É NÃO TER LIBERDADE! É MENTIR PARA O POVO PARA SE MANTER NO PODER. COMO AGORA, EM QUE JUIZ DE FORA TERÁ UMA ADMINISTRAÇÃO COM BICO TUCANO, MAS COM O CORPO DE BEJANI. ESSA SERÁ A FACE DO GOVERNO DE SEU CHEFE CUSTÓDIO MATTOS. ISSO SIM É AGRESSÃO À DEMOCRACIA, E, POR ISSO, CADA VEZ MAIS A DESCRENÇA DA SOCIEDADE NA POLITICA.

O resultado social final desse "vale tudo" para ganhar é o enfraquecimento do Estado e da Nação. E o país fica cada vez mais pobre. De idéias e de gente.

Omar

OMAR PERES disse...

"Trenzinho"

Anônimo me pergunta de onde tirei a idéia do "trem na Av Rio Branco". Muito simples: de Amestedam, de Bruxelas, de Lisboa etc., e também de Sevilha, cidade espanhola do tamanho de Juiz de Fora.

Mas não querendo abusar da sua inteligência, gostaria de esclarecer que minha proposta não era colocar um trem na Av. Rio Branco. Tratava-se da recuperação de um ramal ferroviário já existente, transformando-o em um metrô de superficie, à exemplo do que fizeram as cidades supra citadas. Seriam utilizadas modernas locomotigas leves, baratas, movidas a energia eletrica. Portanto não poluentes. Minha proposta, trazia, a modernidade para o setor e resolveria o grave problema de transporte coletivo de Juiz de Fora.

Mas começo, depois de ler a sua mensagem, a refletir sobre esse sistema usado em quase toda a Europa (metrô de superficie), que funciona em cidades, digamos, um "pouquinho" mais desenvolvidas que Juiz de Fora.

Começo a acreditar que toda elas estão equivocas. Sua preocupação me faz "refletir".Mas também lá não existem eleitores "inteligentes como você" para eleger prefeitos competentes , e que não sabem como funciona o maravilhoso sistema de ônubus da Av. Rio Branco de Juiz de Fora! Azar daquelas cidades...

Anônimo disse...

Um nobre deputado federal é autor de um projeto de lei que propõe o pagamento de uma taxa (mais uma...) pelos proprietários de animais de estimação. Segundo ele, a principal justificativa é que vários milhões de reais são gastos todo o ano para alimentá-los e tratá-los, com tudo do bom e do melhor, enquanto várias crianças abandonadas minguam nas ruas, a pão e água. O montante arrecadado com essa taxa seria, então, revertido para assistir a esse contingente desvalido.

Há uma certa “justiça poética” nessa propositura, ainda mais quando constatamos que muitas pessoas dedicam mais carinho e atenção a seus animais do que aos próprios filhos. Algumas chegam trocar lambidas explícitas e apaixonadas com seus “filhinhos” em praça pública e partilhar a mesma merenda, boca-a-boca, ao mesmo tempo em que reagem enojados ao toque de uma criança de rua, que lhes pede algo para comer.

“Seja mais humano! Seja menos canino! Dê comida pro cachorro, mas também dê pro menino!” – dizia o “hit” de Duardo Dusek, há alguns anos.

Existem, sim, sérios desvios, distorções e excentricidades em nossa sociedade, mas o problema não é o exagero financeiro e afetivo com que alguns proprietários cuidam de seus fiéis amigos: é a infinitamente pródiga “criatividade” de nossos parlamentares em descobrir maneiras de aliviar nossos bolsos sem nunca serem afetados. Graças a essas “idéias brilhantes” o povo está cada vez mais “no mato, sem cachorro” ou como “gato em teto de zinco quente”. Às vezes dá a impressão que para eles tudo se resolve com tributação, mesmo contrariando e traindo a confiança de seus eleitores. Nesse ponto, não há dúvida: os cães são muito mais confiáveis e fiéis! Além disso, bem tratados e vacinados, eles não pegam nem transmitem hidrofobia. Já nossos políticos nos mantêm permanentemente espumando de raiva! Aliás, seguindo essa linha, o comportamento da maioria dos políticos está mais para gato, que para cachorro.

Faz sentido! Afinal, dizem que os caninos apegam-se aos donos, enquanto os felinos preferem a casa. Os cães gostam de estar ao lado do dono o tempo todo, sofrem quando ele se ausenta e fazem festa espalhafatosa quando ele chega. Os gatinhos adotam um estilo mais sorrateiro, somem e só aparecem quando querem algo. Os cachorros não esquecem seus donos, em qualquer circunstância! Já os gatos...

Independentemente disso, e por melhores que sejam as intenções do deputado, taxar e sobre-taxar os proprietários de animais de estimação não vai resolver o problema das crianças carentes, nem nenhum outro problema do Brasil. 40% de carga tributária sobre o PIB já é mais do que suficiente e humanamente aceitável! O dinheiro público é que precisa ser corretamente destinado e fiscalizado! Senão, continuará sendo desviado pelas “cachorradas” de “menores carentes” eleitos pelo voto popular.

Se os políticos quiserem, de fato, destinar mais recursos para programas sociais honestos existem outras formas muito mais objetivas, rápidas e politicamente menos desgastantes. A redução dos cargos de vereadores já é um belo exemplo. Se juntarmos a isso a doação “espontânea”: de 50% dos salários de todos os parentes e apadrinhados de políticos que ocupam cargos por indicação; de financiamentos de campanha eleitorais; dos cortes de remuneração dos parlamentares faltosos; do dinheiro de fraudes e propinas repatriado de contas no exterior; e dos recursos gastos em convocações extraordinárias do Congresso teremos, seguramente, verba suficiente para financiar um grande e efetivo programa de reinserção social - ou, ao menos, desemperrar o que já devia estar andando! Estas seriam medidas extremamente populares, no melhor sentido, e que deixariam totós, bichanos, crianças de rua e contribuintes igualmente felizes!

Agora: se taxar os proprietários de animais domésticos for, realmente, o método ideal para a sensibilização onerosa da sociedade quanto a problemas sociais, então, por que não aplicar a mesma fórmula aos nossos políticos, às vezes tão insensíveis, alheios e infiéis aos que os sustentam?

Será que eles - tão bem tratados e alimentados com o dinheiro do contribuinte - vão querer roer esse osso?

Luís Alberto Santos Pinto disse...

Prezado Omar,
Enquanto você realmente mostrava o que você entendia por “incoerência política” através da sua “novelinha”, verdadeiramente não havia porque as pessoas se manifestarem.
Agora, dizer que você não atacou, covardemente, a pessoa do então Deputado Custódio Mattos e que este o perseguiu durante a campanha é querer se “vitimizar”.
Você, caro Omar, o chamou de corrupto, o associou a votações contra direitos dos trabalhadores que jamais se realizaram e pior, tendo a mais plena consciência de que ele não praticou nenhuma dessas ações. Isso sim é que realmente me deixa perplexo e atônito.
As divergências POLÍTICAS são salutares para o desenvolvimento do processo democrático brasileiro, pois, refinam pensamentos e formas de conduta. Contudo, REVANCHISMO, VAIDADE E MENTIRAS só servem para degradar, ainda mais, a crença de todos nós de que somente fazendo POLÍTICA é que iremos conseguir melhorar este país.
Não é hora de enfrentamentos pessoais, é hora de união.
Todos os candidatos disseram que nossa cidade passou pela pior experiência política de sua história. Desta forma, devemos nos unir em torno do avanço de Juiz de Fora, fazendo, se assim desejar, uma oposição digna, construtiva, que realmente agregue algum valor, que tenha frutos positivos para a sociedade como um todo.
Caro Omar, o poder não está no voto, no dinheiro, na influência e tampouco na força. Na verdade, ele está na união de pensamentos e vontades em busca de realmente conseguir fazer a diferença para melhorar um bairro, uma cidade, um país e quem sabe até o mundo.
Juiz de Fora deu seu primeiro passo, pois a vontade da maioria de sua população elegeu uma pessoa, que você bem sabe, comprometida e com vontade de fazer o bem, de ajudar, de trabalhar, enfim de melhorar e muito a nossa cidade.
Ao contrário do que você possa pensar e dizer, sou completamente a favor da liberdade de expressão, porém, a liberdade de um termina aonde começa o DIREITO DO OUTRO.
Respeito e muito a sua história de vida, a maneira que você construiu sua independência. Agora, em meu humilde entendimento, você deveria respeitar um pouco mais a história e a maneira que as pessoas que estão a sua volta conquistaram a independência delas, às vezes de maneira tão ou mais digna do que a sua.
Quanto ao governo daquele que você intitula como meu “chefe”, e o qual eu intitulo de PREFEITO ELEITO, tenho certeza que ele vai lhe surpreender e muito pela transparência, eficiência e honestidade que sempre pautaram a sua vida.
Mais uma vez, sem falsas palavras, o parabenizo por sua trajetória empresarial e reafirmo que, na atual conjuntura política de nossa cidade, o povo fez a melhor escolha elegendo o Deputado Custódio Mattos para Prefeito de nossa cidade.
Luís Alberto

Anônimo disse...

comentei no transparenciajf agora aqui tambem que a partir de 1º de janeiro sugiro colocar um marcador de tempo referente a 2 anos e seis meses em dias que seria contado retroativamente para a execulção das obras prometidas em seu plano de governo alem e logico das assinaturas nas comunidades; este blog tem a obrigação de fazer isto pelo bem do povo e tristeza de custodio.

junior disse...

Omar,porque senhor é tão prepotente e arrogante!
Senhor se acha um homem tão culto e tão conhecedor dos problemas do mundo inteiro.Então te faço uma pergunta:O que senhor esta fazendo em Juiz de Fora?Ou melhor o que senhor pretende em Juiz de Fora?
Não sei se o senhor percebeu mas aqui em Juiz de fora o senhor não ganha nem pra sindico de prédio...
Para de ficar perseguindo os outros porque,o senhor não é melhor que eles.
Posso te dar um conselho de amigo,porque o senhor não vai morar numas dessas cidadezinhas da Europa ou dos Estados Unidos na qual o senhor enche a boca pra falar,quem sabe la o senhor vai se da bem,porque aqui meu amigo o senhor não vai arrumar nada.

Celio disse...

eu quero sabe sobre os evangelicos na eleiçao de juiz de fora;;sr. omar;;meu email celiofelixsilva@yahoo.com.br

Anônimo disse...

Omar,

Correto sua atuação, determinação e incansável labor para ver se a democracia e a justiça realmente exista nesta cidade.

Desta vida só não podemos levar falsas intenções, por isso nossas verdades são elos com o destino.

Sabemos que em JF existem fatos e ações de imprudências permanente contra a democracia e justiça, com manobras para fazer do povo um monte de ingenuos manipulados por falsas expectativas e mentiras grotescas.

Oxala JF investigue em profundidade
todas estas questões sobre as eleiçoes; pois já fomos governados por bandidos e não desejamos que novos ocupem da nova administração da cidade.

Marra.

Flavio Villela disse...

É duro mas é real! Enquanto muita gente hipocrita especulava e falava muita merda sobre sua viagem, vc jantava com nosso presidente e o dono da FERRARI!!!

hehehehhehe, muita gente deve ter ficado maluca com as fotos.

Muito bom vc voltar, ja estava fazendo muita falta para aqueles que te gostam.

beijo coração

Flavio Villela

Anônimo disse...

Dr. Raphael Pontes - A campanha do seu candidato foi ajudada por um instituto VOXPOP, que caluniou e discriminou, sendo inclusive, presa uma entrevistadora com uma pesquisa discriminatoria. Por isso, pergunto-lhe:

Você é casado?
Você tem filhos?
Pelas bobagens que escreve percebi que você nunca votou em Tarcísio ou Margarida.
Você está na Cúpula no Novo Governo?
Eu estava no Bar do Afonso outro dia e ouvi uma pessoa comentando sobre o BLOG, quando diZIA usar o pseudonimo de RAPAHEL PONTES.... AHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAH. TI PEGUEI RAPHAEL!!!!!

Flavio Leal disse...

Omar,
as urnas de JF lhe mostraram que quando você ataca, seu percentual cai. Ou seja, seus simpatizantes não gostaram de sua postura.
Os que o inaltecem são míseros gatos pingados, "grande minoria", e atá parece que são seus concorrentes ou desafetos, pois o jogam no limbo e você afunda ainda mais.....
Esqueça os ataques. Diz que não ataca ninguem e retruca ferozmente contra o tal Rafael Pontes, Luis Alberto e o anônimo do trenzinho...
Pelo amor de Deus... tenha bom senso... as cidades que você menciona possuem características geográficas completamente diferentes de JF !!!!!
Lute pelo bem da população e não para o mal de poucos.
Tenha responsabilidade social nas suas empresas, utilize seus meios de comunicação em favor de causas como meio ambiente, desenvolvimento social etc...
Seja grande, Seja HONESTO, seja Juizforano !!!!

Anônimo disse...

Omar, por favor investigue a PJF, mais precisamentwe a SEcretaria de Educação pois ainda estão ocorrendo casos de npotismo, ou será que marido ser superior imediato da esposa não seria nepotismo? Qual sua interpretação da súmuila do STF sobre este assunto?

Sheila disse...

Seja bem vindo novamente Omar.Eu gostaria de saber se você tem planos de colocar a rádio no ar novamente.Do mesmo jeito que era e principalmente com os mesmos locutores e programações.Está fazendo uma falta enorme.

Anônimo disse...

O Senhor Raphael Pontes desapareceu?
Foi identificado e a máscara caiu!
Favor, arranjar outro NIck. E, quando for ao minho tucano(BAR lá na RIO BRANCO)beba com moderação e fale menos bobagem! Ti identifiqueiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Patrícia disse...

Que bom que está de volta... Moro em SJDR, mas me formei em Medicina na UFJF em 1998, tenho um carinho imenso por JF e torci muito por você nas eleições (apesar de não votar em JF)... Espero um dia ter o prazer de conversar pessoalmente com você, quando vai estar novamente em Tiradentes? Um grande abraço, Dra Patrícia Rodriguez

Anônimo disse...

Pessoal só uma informação:

O RAPHAEL PONTES é frequentador assíduo do AFONSO. Com um detalhe ele só toma sua cervejinha perto do freezer sem se assentar. E, quando bebe fala bobagens e alto. Finja que vá ao banheiro e pronto!Por isso, quem quiser identificá-lo . Vá lá! É só observar!!!!

Raphael em minha próxima inserção darei seu nome !!!!

Descanse em paz!!! E, que o Custódio de Jesus, que foi escolhido pelo povo de Jesus. Salve sua alma.Pois, a administração já nasce podre!
Em tempo, o AFONSO TEM UMA CERVEJA MARAVILHOSA E UM EXCELENTE BOLINHO DE BACALHAU.

DIZEM QUE PARA SER SECRETÁRIO EM JF TEM QUE MORAR NO BOM PASTOR. POR ISSO, INDICARIA O AFONSO PARA DIRETOR DA CEASA...

CELIO SILVA disse...

EU COMO BRASILEIRO ESTOU COM VERGONHA DOS POLITICOS DE JUIZ DE FORA SR° OMAR ,EU PERGUNDO AO SR°SERA SE O SR° NÃO FARIA AS MESMAS COISAS QUE ELES ESTAO FAZENDO OU NAO , A BIBLIA RELATA QUE MALTIDO E O HOMEM QUE CONFIA NO OUTRO ISTO E VERDADE;ESTA E A MINHA OPINIÃO.