terça-feira, 26 de outubro de 2010

JF HOJE : O FIM DE UM SONHO ? NÃO ! SÓ MUDANÇA DE RUMO.

Sempre adorei a imprensa escrita. Sempre tive o sonho de fazer um bom jornal. Quando cheguei a Juiz de Fora , entendi que poderia realizar esse sonho. Cidade de porte médio, "economia forte", 500 mil habitantes etc.etc.

E assim, mesmo com muitos pareceres desfavoráveis de amigos jornalistas, criei o Panorama. A idéia inicial era fazer um jornal com uma redação que teria a única obrigação de cobrir a cidade. O resto das matérias seriam fornecidas pelo mercado.

O projeto mudou, cresceu e, fizemos um grande jornal. Durou nem mesmo um ano, tamanho o brutal prejuízo. Nunca vendemos mais que 4 mil exemplares. A média era de 3 mil. Tudo isso com o apoio publicitário da TV.

Um verdadeiro desestimulo, um banho de água fria, pois fizemos um jornal maravilhoso, crível.
Motivo do insucesso: falta de leitor de jornais na cidade, e absoluta falta de publicidade. Tão simplesmente.

Fato: a população de Juiz de Fora não lê jornais. Prova disso é que a venda de todos os jornais do país, mais os locais, NÃO ALCANÇA 8 MIL EXEMPLARES/DIA DE VENDA, EM JUIZ DE FORA!!! Ou seja, somente 1,5% da população adquirem, diariamente, um jornal !

Não me fiz de rogado: mudei de rota. Estudamos tudo o que aconteceu e buscamos alternativas. Decidimos fazer o formato tablóide, mais "moderno", uma tendência mundial. Mesmo sucesso editorial, mesmo fracasso de vendas.

Trouxemos consultores, os melhores do país, para tentarmos entender o que estava acontecendo. Gente especializada em logística, em vendas etc. Não houve nenhuma mudança significativa. Mesma venda, mesmo brutal prejuízo.

Partimos então para uma outra grande tendência mundial: o jornal gratuito. Aumentáriamos o número de leitores e, consequentemente, conquistaríamos anunciantes. Bingo ! "ABSOLUTO SUCESSO ". Fazia-se filas quilométricas para receber o jornal Panorama gratuito. Só teve um problema: mesmo com média de 15 mil exemplares distribuídos gratuitamente, o mercado publicitário não reagiu. Em outras palavras, mesmo com 50 mil leitores diários, o jornal continuava não sendo um veículo que atraia o anunciante, que prefere, sem discutir, a mídia TV.


Com prejuizos insustentáveis, desativamos o gratuito e, fizemos então o popular, que teria "mais apelo" por ser barato e de simples linguagem. Nada aconteceu de importante. Venda de 3 mil exemplares em média, sem reação de anúnciantes (que não existem).

Foram 7 anos de luta para fazer um sonho se tornar realidade, ou seja, fazer um bom jornal. Dediquei todo meu tempo a esse projeto, uma vez que a TV é uma empresa consolidada.

Nesta caminhada, todos que participaram do projeto, deram o melhor de si. Foram anos de duro trabalho, visando um só objetivo: viabilizar um jornal sem recursos públicos. Se tem uma coisa que me orgulho é poder dizer que fomos um jornal independente de prefeitura e de governos. Essa será a minha grande e boa lembrança.

Chegou a hora de parar. Se eu visse alguma perspectiva de futuro, certamente continuaria insistindo em perder alguns milhões a mais. Essa perspectiva, literalmente não existe.

Nesse projeto, ninguém trabalhou mais que eu trabalhei. Muitos trabalharam tanto quanto. Mas não mais. O que perdi, se ganha. Mas fica uma enorme saudade de um sonho não realizado, de jovens jornalistas plenos de entusiasmo e esperança para a profissão que escolheram. De minha parte, a consciência tranquila por ter feito o que podia ser feito.

O JF Hoje deixa de ser impresso, se tornando eletronico a partir de segunda-feira. Estará diariamente em portal na internet. Muda os conceitos. Será um jornal opinativo , exclusivamente sobre os principais temas da cidade. Vamos continuar independentes, com vários colunistas, livres para expressarem suas opiniões sobre os principais temas que afligem Juiz de Fora.

A migração do jornal impresso para a WEB é uma realidade em todo o mundo. Os principais jornais americanos e europeus enfrentam esse grande desafio. O desafio que o JF hoje toma para si e, inicia, assim, uma nova fase.

Agradeço a todos os leitores do jornal que nos prestigiaram, mas que, certamente, continuarão com a gente. Aos colaboradores que deram o melhor de si, o meu muito obrigado. Não houve erros. Não desvio de conduta. Fizemos o que tinha de ser feito.

A vida continua e novos desafios também. É o que nos move.

39 comentários:

Rogerio Moraes disse...

MEU QUERIDO AMIGO

NÃO É HORA DE LHE FALAR QUE EU LHE AVISEI, POIS SERIA COMO MEXER NUMA FERIDA.

SE VC TIVESSE UMA FÁBRICA OU UMA LOJA QUE NÃO TIVESSE FATURANDO DOERIA MENOS.
MAS, VC NÃO VENDIA, NEM FABRICAVA TELHAS, PANELAS, TECIDOS OU PINICOS. VOCÊ OFERECIA AOS CARIOCAS DO BREJO, NOTICIA, INFORMAÇÃO E VERDADE. SOBRETUDO VERDADE.
E FOI POR FALAR A VERDADE NUMA TERRA DE MENTIROSOS, FALIDOS E ENGANADORES, QUE ESSE EMPEENDIMENTO NÃO DEU CERTO.
NÃO TINHA ESPAÇO NO SEU PERIÓDICO, PARA COLUNISTAS DO CONLUIO SOCIAL, OU PARA QUE AS SOCIALTES PERIGUETES DESFILASSEM SUAS ROUPAS, COMPRADAS EM 6 VEZES NA LIQUIDAÇÃO COM O CARTAO VENCIDO.
TODOS TEM NESTA ROÇA UMA INCRIVEL INVEJA DOS SEUS CARROS, DE SUA POSIÇÃO SOCIAL, DAS CONTAS QUE PAGA NOS MELHORES RESTAURANTES.
SÓ INVEJA.
E O PIOR É QUE ELES SABEM QUE QUANDO FECHA UMA PORTA, ABRE UMA JANELA, E QUE A SUA ELE ABRE SOBRE PARIS.

DEIXE ELES COM SEUS custódio, bejanis e tarcisios.
DEIXE QUE SE AFOGUEM NO FEL DA SUA PRÓPRIA COVARDIA.

E QUANDO ESTIVER LÁ, SOB O CEU DE PARIS E EMBAIXO DA TORRE EIFFEL, NÃO SE QESQUEÇA DE TOMAR UM BOM DOM PERIGNON, SAFRA 1955 E3M MINHA HOMENAGEM.

NO MAIS JUIZ DE FORA É ISSO AÍ.
PRA FAZER SUCESSO SÓ SAINDO DESTA BOSTA.

Anônimo disse...

GRAÇAS A DEUS.
Assim é fim das pornografias daquel jornalzinho de 5º categoria. Saiba que povão não se interessa por leitura somente por porcarias, vagabundagens e BigBrothers... merecem passar tudo o que passam pela falta de cultura e seu jornal não acrescentava em nada.

Menos uma procaria no mercado.

Anônimo disse...

Omar Peres,

O Jornal sempre foi e ainda é uma veículo de comunicação, mas as classes menos favorecidas não possuem dinheiro para compar o jornal. Acho que você politicamente NÃO deve se afastar desta fatia de população...

Sua experiência com o jornal gratuito também foi inviável mas gostaria de fazer uma sugestão ao nobre político e empresário.

Você já percebeu que nas bancas de jornal sempre tem pessoas comuns paradas lendo a página frontal dos jornais do dia? Durante o dia estas pessoas se revesam de forma ininterrupta...

A minha sugestão é a de você emitir uma impressão LIMITADA pelo numero de bancas de jornais com o objetivo não de venda e também não de distribuição gratuita. Mas sim para ser lida diariamente pelos que não podem comprar o jornal e ficam parados nas bancas de jornal lendo...Um resumo jornalístico, voltado a atualidade política da cidade como foco principal.

Anônimo disse...

Caro Omar,

"O nosso presidente nunca trabalhou, tanto que ficou chateadíssimo com o segundo TORNO...".


"A última mulher a dirigir o Brasil foi a Princesa Isabel. E proclamou a abolição da escravatura", agora a tia Dilma se eleita vai proclamar a abolição ou libertação da mulher dos deveres na cozinha e na cama...

Se a tia Dilma for eleita, imaginem os visitantes "na posse" Venezuela, Irã, Bolívia, Peru, Honduras, Paraguai....O Barak Obama vai mandar um representante a tis Hilary pois não quer nunca mais ver a cara do LULALÁ....

Anônimo disse...

Os aduladores são como as plantas parasitas que abraçam o tronco e ramos de
uma árvore para melhor a aproveitar e consumir. (Marquês de Maricá)

Anônimo disse...

Omar Peres,

A luta valeu ! Lembro-me de uma corredora na maratona das Olimpíadas, quero crer, de Moscou, que num esforço sobrenatural, chegou eu último lugar, mas, que teve o reconhecimento mundial dos telespectadores, que chegaram às lágrimas, por tamanha obstinação.
Reconheço, que foi o seu esforço, principalmente pelo Jornal Panorama/JFHoje é que tivemos a derrocada da corrupçao do Bejani e na luta contra o Tucano de bico grande e IPTU enorme, que o sonho de ver um jornal independente lutou e combateu o bom combate. Realmente, tem hora para parar...Mas valeu !
No que me toca, reconheço o seu esforço. Parabéns !
Marcial Fontes
ex-vice-prefeito do Bejani (89/92)

Anônimo disse...

E uma pena.Ao mesmo tempo,o fim do jornal impresso e inevitavel.Pode durar um pouco mais,um pouco menos,mais seu fim esta proximo.A um tempo atras,vc mesmo disse isso aqui.Olha o exemplo do JB,um dos mais tradicionais meio de comunicação brasileiro,hoje so existe na internet.O caminho e esse mesmo.O que realmente não da para entender e essa revolta,magoa,odio,que esse senhor,Rogerio Moraes,tem pela sua cidade,se é que JF seja a cidade de Rogerio Moraes.Todo esse rancor faz mal a saude,pode ter certeza.Tanto fisica, quanto mental.O nosso amigo Rogerio Moraes não deve esquecer que a eleição do Custodio foi decidida por uma minima vantagens de votos.Deixando claro que a metade da cidade não concordava com sua eleição.Mas ele ganhou,fazer o que?matar o homem?Eu não sou falido,mentiroso,e tão pouco engano as pessoas.Conheço o Omar Peres muito pouco,tive a oportunidade de trocar meia duzia de palavras com ele na epoca da eleição,votei nele,voto de novo se ele for candidato a prefeito,e torço para que seja,e posso garantir que tenho por ele admiração,respeito e gratidão,por tudo que ele fez por nossa cidade,principalmente no caso Bejani.Esse favor Juiz de Fora vai ficar devendo a ele o resto da vida.Mas inveja caro Rogerio Moraes,não tenho de jeito nenhum.Posso não ter um carrão importado,nem viajar ao exterior tres,quatros vezes por ano.Mas posso te garantir que levo uma vida confortavel,produtiva e feliz.Pode me xingar a vontade.Ja disse isso aqui uma vez,e volto a repetir.As ofensas que recebo das pessoas que discordam de mim,não me dizem nada.Por isso uso o anonimato.Não por covardia,isso seria ridiculo,mas por precaução.Veja o exemplo da BR440.Quando defendi a sua realização aqui no blog me chamaram de idiota,que eu não sabia de nada,que eu era funcionario da prefeitura,que estaria ganhando dinheiro com a obra,e outras idiotices.Finalmente a justiça manteve a construção,ja que o Comite Diga Não a Juiz de Fora,desculpe,a BR440,não queria sua realização de jeito nenhum.Ja pensou se um sujeito desse comite me reconheçe na rua e desconta em mim toda sua raiva pela decisão judicial?Por isso viva o anonimato e a liberdade de expressão.E para terminar,tem muita cidade espalhada por ai,querendo ser uma roça como Juiz de Fora.Tenha um bom dia,caro Rogerio Moraes.

Anônimo disse...

O Presidente Lula completa hoje 65 anos no auge da popularidade.

A pesquisa Datafolha revela que nada menos que 83% aprovam seu governo, 13% o consideram regular e apenas 3% acham que é ruíam ou péssimo.

É a glória!

Rogerio Moraes disse...

NÃO TENHO ÓDIO POR JUIZ DE FORA.
MUITO PELO CONTRÁRIO:
TENHO NOJO DESSE POVIM CARA DE BUNDA QUE SE ABAIXA TANTO.
TENHO É VERGONHA DOS MEUS CONTERRANEOS.
VOTAM NUM LADRÃO DA BAIXADA. NUM MENSALEIRO LADRÃO E NUM CORONEL DA ROÇA.
COMEM MERDA E ARROTAM CAVIAR.
DEVEM OS CABELINHOS DO ÂNUS E TIRAM ONDA.

NÃO SOU DONO DA VERDADE - MAS MUITO MENOS UM COVARDE.

SE QUISEREM ME DAR PORRADA PELAS MINHAS OPINIÕES QUE VENHAM.
A CHAPA AQUI É QUENTE, TEM CAF[É NO BULE E LENHA PRA QUEIMAR...


AGORA SER ANÔNIMO, ISSO É COISA DE MARIQUINHAS...

PREFIRO APANHAR, MAS ASSINO O QUE EU ESCREVO.

Luiz Valle disse...

..sabe qal é seu problema
Omar??...é querer ter uma visão européia para esta merda de roça que é Juiz de Fora!!!... isso aqui não tem soluão não, aqui tem que mudar tudo, implodir, construir outra cidade, com outro povo, outra mentalidade e outros ideais.... aqui é a cidade do "come sardinha e arrota caviar", de um povinho brega, sem cultura e metido a besta!!!.... Juiz de Fora não tem solução!!!!... melhor saída e a BR 040!!!!

Eurico Moura disse...

Pobre "pessoalzim" limitado esse, NUNCA TEVE na cidade,espaço para se manifestar livremente.
Não há.
Aqui se publica praticamente tudo, principalmente contra, permissão dada inclusive a corajosos anônimos, oportunistas de plantão, mediocres, covardes, que vem traçando o perfil que tomou conta da cidade, provinciana mas ao mesmo tempo, ixperta.
Imbecis que a transformam cada dia mais, numa cidade motivo de chacota em todo Brasil; quando a mesma é LEMBRADA!
Nunca viram jornais no feitio do JFHoje!
Almofadinhas de plantão, babacas de viseira, que pouco ou nada sabem pois, dificilmente saem de seu perimetro de conhecimento.
Na verdade, os tempos mudaram e hoje, em xiz di fora, "TA TUDO DOMINADO".
É noisx galera, da elite a pobreza.
Mas, mesmo assim, meu coração entristece ao assistir a tudo isso.
Deveria ser humilhante, mas, perdeu-se a vergonha, senso, brio e por aí afora.
POBRE JUIZ DE FORA POBRE, VOCE NÃO MERECIA ISSO!
NO PASSADO, SUA GENTE SE ORGULHAVA DE VOCE. HAVIAM NOMES, hoje ...

Thiago disse...

Caro Omar...

De certa forma o brasileiro não possui em sua cultura o hábito pela leitura. O grande BOOMM da informação se deu, para as massas, no Brasil com o rádio e com a TV. É muito mais fácil ver e ouvir do que ler.
Mas olhe por esse prisma: "o jornal, mesmo que no ciberespaço, ainda existe. E o seu blog meu amigo...já tá quase com 1MILHÃO de acessos...
MUDANÇA é o que há de permanente nesta vida...
A net rompe distâncias e fazendo um "webnew" bacana, aberto a comentários, como o seu blog, vc vai ver.

Um grande abraço

Thiago Coelho

Vilma Valim disse...

Omar: O Rogério tem razão. O povo de Juiz de Fora só lê as manchetes dos jornais expostos nas bancas.

SIMONE TAVARES disse...

CARO OMAR!
PRIMEIRO QUERO AGRADECER A OPORTUNIDADE DE TRABALHAR NO JF HOJE. JORNAL QUE NUNCA DEVEU EM NADA AOS OUTROS JORNAIS DE JF. AO CONTRÁRIO DE QUE MUITOS PENSARAM EU NÃO FUI CONTRATADA POR SER NAMORADA (ATÉ ENTÃO)DO SEU IRMÃO MARCELO, E SIM PELA MINHA COMPETÊNCIA, MINHA DEDICAÇÃO E MEU CARINHO PELO MEU LOCAL DE TRABALHO. POIS QUEM ME CONHECE E MUITAS SÃO ESTAS PESSOAS, SABEM QUE VISTO A CAMISA E DOU O MEU SANGUE PELA EMPRESA QUE ESTOU. INFELIZMENTE O SONHO ACABOU! FAZER O QUE? EU MAIS DO QUE NINGUÉM SEI DE TUDO O QUE FEZ PARA MANTER ESTE JORNAL EM PÉ, MAS AS PESSOAS DESTA CIDADE NÃO ESTÃO ACOSTUMADAS A ARROJOS E EMPREENDEDORES COMO VC. O QUE FICA É A SENSAÇÃO QUE ME ROUBARAM UM FILHO, ESTOU MUITO TRISTE, MAS COMO VC MESMO DISSE É SÓ UMA MUDANÇA DE RUMO! OBRIGADA POR TUDO, AOS LEITORES MEU MUITO OBRIGADA TAMBÉM POR NOS PRESTIGIAR ESTE TEMPO TODO E AOS POUCOS PUBLICITÁRIOS QUE CONFIARAM NO JORNAL VAMOS COM A GENTE AO RUMO NOVO E AOS DEMAIS MUITO OBRIGADO PELOS MUITOS NÃO(S)QUE RECEBI E PODE TER CERTEZA, VCS SÓ ME FORTALECERAM COM ISSO! ENFIM PRA QUEM FICA UM ADEUS E PRA QUEM VAI, UM ATÉ BREVE!!!
JF HOJE COMPROMISSO COM A VERDADE!!!
SIMONE TAVERES - GERENTE COMERCIAL COM MUITO ORGULHO DESTE JORNAL QUE FOI A VOZ DE UM POVO QUE SE CALOU DIANTE DE TANTA CORRUPÇÃO!!!

Anônimo disse...

O fim do Jornal é realmente de se lamentar. Não pelo conteúdo, e sim pelos profissionais e por um espaço que se fecha. Agora, Juiz de Fora não consegue se desenvolver por causa de pessoas que denigrem a imagem da cidade. Essas pessoas sim deveriam pegar o rumo da BR-040 como sugeriu outro. Não precisamos de mais abutres agourentos. E quanto aos profissionais que aqui trabalham, temos sim muitas pessoas competentes e que apostam em viver aqui sem dever nada a ninguém que vive nas desenvolvidas capitais.

REVOLTADO da MATA disse...

PREZADO MR. OMAR, SERÁ ALGUMA COINCIDÊNCIA O JORNAL PARAR DE SER IMPRESSO COM O FIM DAS ELEIÇÕES ?

Eurico Moura disse...

Gostaria de deixar registrado no JFHoje, em sua última edição, se ela ocorrer mesmo dia 29, data de meu aniversário, a seguinte mensagem:
O blog, xadrezdejuizdefora.blogspot.com
neste momento onde se vira mais uma página da história dessa querida cidade, AGRADECE o jornalismo de seus profissionais, que trabalharam todo esse tempo de sua existência por uma cidade mais justa, humana e feliz.
Lamentavelmente, os mais diversos segmentos, não acolheram por motivos claros e conhecidos, o JFHoje.
Na esfera do esporte local, carente de informação e apoio, perde-se este espaço importante nessa luta, diria, inglória.
Para quem acredita na modalidade esportiva Xadrez como opção de desenvolvimento e evolução, fica mais essa lacuna na cidade.
Sorte a todos profissionais e aqueles mais ousados, meu oferecimento de apoio, na busca, aqui na região.

Jùlia Moraes disse...

Ao anônimo que tem medo de levar porradas se falar e assinar:

É por isso que eu respeito tanto meu pai. E quanto mais porrada ele toma, mais alto ele grita.
Ser homem é isto, ter coragem.

Pena seus filhos não poderem dar este testemunho.

Alias, será que eles tem algum respeito pela sua covardia?

Anônimo disse...

Omar
E a tv Panorama DIGITAL HDTV ? Até agora... O Ministro Hélio Costa já entregou a outorga e nada ? Uberlândia ,São Carlos Campinas ,Ribeirão Preto , Londrina, Santos.... A caipirada da Zona da Mata já se endividou para comprar plasma , Lcd e Led e não tem uma tv digital aberta ? Fora o comércio que vai rolar para os que não compraram com o conversor integrado ... Dá uma posição Omar !

JC disse...

Parabens Omar, pela iniciativa de trazer a JF o jornal independente que mostra a noticia como ela é, sem interesses excusos, porém, como voce mesmo identificou no seu post, em Juiz de Fora faltam anunciantes, e isso é visto na TV com poucas propagandas diversificadas, nos clubes, implorando com pires na mão por algum patrocinio, nos esportes amadores onde o paitrocinio prevalece. Mas, é claro que Juiz de Fora não tem anunciantes, pois, não existe aqui GERADORES DE RIQUEZA, isto é, a economia forte que voce achou que existia por aqui é coisa do passado, hoje a cidade é mais prestadora de serviço, isto é, CONSUMIDORA DE RIQUEZAS. Veja quanto as grandes empresas investem em publicidade, se não estiver sendo leviano, talvez ZERO REAIS.
Esta é a realidade de nossa cidade, pobre, formada por miseraveis centralizadores do poder e da renda da cidade.

Rogerio Moraes disse...

Os incomodados não se mudarão!

MORREREMOS DE PÉ E LUTANDO.
OS ACOMODADOS É QUE CALEM A BOCA.

Abaixo a covardia disse...

ih tem gente (se é que se pode chamar anônimo de gente né?) que tá nervosinha pelas verdades ditas pelo Rogerio.
Garanto que todos eles, morrem de inveja dele.
O que sobra nele falta nessa badalhocada morna.
Mas quando se vê a filha dele tendo orgulho do pai, cabe uma pergunta:

E nas suas casas?

Na hora de fazer bobiça, vcs também são anônimos?
Será mesmo que diante de tanta hipocrisia, seriam vcs mesmo os pais de seus filhos?
M I S T É R I O !!!!!

Isso aqui tá parecendo a cornolândia.

Anônimo disse...

AH,só mais uma coisa: como o Vogêrio nao conseguiu o emprego de assessor de deputado federal ai, coloca o véio pra distribuir JF hoje nas versoes finais, pelo menos pra dar uma ocupação pro bom velhinho que curte uma canabis

Anônimo disse...

Cara Julia Moraes,em primeiro lugar tenho muito orgulho de não passar para os meus filhos nenhum sentimento de raiva,rancor ou autoritarismo.Para vc ver como e facil ofender as pessoas de graça,sem nenhum motivo,e so ler o comentario de um cidadão que assinou ABAIXO A COVARDIA,se referindo a opção do anoniato,e chamando quem faz essa opção de corno,e assinou ABAIXO A COVARDIA.Sem comentario não é?Posso te garantir que meus filhos tem muito orgulho de mim,hoje são dois adultos formados(medico e advogado),tem suas familias e meu primeiro neto esta chegando.Faço a opção pelo anonimato porque assim o blog permite.Não por medo de tomar porrada.Acho que seu conceito de coragem e covardia esta um pouco deturpado.Mas para te falar a verdade,nem sei porque estou dando tanta importancia para toda essa bobagem.Não conheço vc,nem seu pai.Fico feliz de vc poder ter orgulho dele.E sempre muito bom saber que nossos filhos nos respeita.Por mim,cara Julia,essa discussão acaba por aqui.

Rogerio Moraes disse...

ANÔNIMO É MUITO MACHO COM MOCINHAS...
MAS SÓ COM ELAS, E MESMO AINDA SIM ANÔNIMO.

Anônimo disse...

E vc Rogerio Moraes e muito macho na internet.Tem um ditado que diz que cachorro que late não morde.E isso ai.Vc quer baixaria,vamos para baixaria.Vamos começar xingando a mãe de quem?Ou chamando de mariquinhas quem?Vc acha que sua falta de educação e grosseria mete medo em alguem?Fala serio.Não te conheço e nem faço questão nenhuma em te conhecer.Cara feia faz medo so em criança cumpade.

Rogerio Moraes disse...

BEM, EU TODOS SABEM QUEM SOU!
TEM PEITO CAI DENTRO.

AH DESCULPE ESQUECI, VC É COVARDE.

Wilian disse...

Caro Omar Peres,
Com todo respeito,mas sou obrigado a fazer uma crítica contra a sua pessoa.Eu o vejo como um homem extremamente extrategista e vingativo.
Digo isso por estas duas razões:
O senhor criou a Rádio Panorama em um projeto ousado,com uma programação eclética e um modelo de estúdio até então nunca visto na cidade.Para isso comprou o canal em que funcionava a
antiga(RÁDIO ALVORADA)e contratou locutores conhecidos da Solar.
A emissora apresentou uma boa aceitação na cidade,tinha uma programação agradável,mas curiosamente saiu do ar no dia 31/10/2008,26 dias após sua derrota nas urnas.
Agora,o mesmo acontece com o Jornal JF Hoje,que publica sua última edição 26 dias(novamente) após essa segunda derrota eleitoral.
Fico a pensar se a extinção desses dois veículos não seria uma forma de vingança contra o público por não ter te elegido para os cargos disputados.
Ou então se você decidiu acabar com eles porque não lhe serão mais politicamente úteis.
Para mim não tem outra explicação.

Anônimo disse...

Afinal, esse blog é do Omar Peres ou do Rogerio Moraes ? Que merda hein!

Rogerio Moraes disse...

AS VEZES É ATÉ DE COVARDES!!!!
TÁ ABERTO A QUEM QUISER FALAR.

MAS QUE TEM MAIS CANALHA, COVARDE, E ANÔNIMO SEM VERGONHA, ISSO LÁ É UMA GRANDE VERDADE.

Anônimo disse...

Se o Omar peres realmente mudar de ideia e quiser sonhar com uma possivel candidatura nas proximas eleições,a primeira mudança que tem que ser feita e impedir esse mal educado do Rogerio Moraes de mencionar o nome do Omar.Com um cabo eleitoral desses fica dificil Omar.O homem ta com a macaca.

Anônimo disse...

Ora Ora Rogerio Moraes, não vá me dizer que você nunca postou como anonimo, vá catar ninho de curujinha, ou melhor vê se arruma um serviço.

Rogerio Moraes disse...

QUEM ARRUMAR SERVIÇO EU?????????

PRA QUE, SE O OMAR ME SUSTENTA.
OU COMO É QUE VC ACHA QUE EU GASTO 10.000 DOLARES POR MES..........


KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

Marcos Paulo disse...

Eu fico pensando,o que faz um camarada chamar um outro que ele não faz nem ideia de quem seja,de canalha,sem vergonha e covarde?E o pior,por motivos ridiculos.Não conheço pessoalmente ninguem aqui do blog,não estou defendendo nem Rogerio Moraes,nem o sujeito que defende o anonimato,mas uma coisa e certa,violencia,mesmo que num simples blog,pode terminar tomando proporções sem controle.Exemplos disso e que não faltam por ai.A primeira consequencia e espantar pessoas que realmente querem discutir os problemas do dia dia de JF de maneira seria e serena.E uma pena,ja que o blog do Omar Peres e sem duvida o mais popular de JF.

luizpenna disse...

Algumas dicas de livros para se entender a questão da crise do jornalismo no mundo.

1) "Showrnalismo - a notícia como espetáculo", de José Arbex Jr;
2) "O jornalismo canalha - a promíscua relação entre a mídia e o poder", de José Arbex Jr;
3) "Jornalismo - o quarto poder", de Marc Paillet;
4) "Os elementos do jornalismo - o que os jornalistas devem saber e o público exigir", de Bill Kovach e Tom Rosenstiel;
5) "Manual de comunicação - conceito de jornalismo", de Michael Kunczik.

Recentemente estive com o meu amigo Jairo Faria, doutor em comunicação, que viaja pelo mundo para compreender de forma inteligente o funcionamento da impressa no mundo. Ele, que por sinal é um excelente professor universitário, me disse que o Japão, com todo o seu aparato tecnológico, não perdeu o interesse pelo jornal impresso. "Alguns deles chegam a ter uma tiragem diária de mais 1 milhão de exemplares", explicou Jairo.
O Le Monde Diplomatique Brasil, pouco lido em Juiz de Fora, publicou uma matéria sobre essa crise no jornalismo impresso e faz uma análise bastante equilibrada sobre as funções do jornalismo eletrônico e do impresso. Ambos tem muito o que oferecer. O eletrônico, obviamente, será mais factual e, por sua vez, o impresso mais análitico. Tanto é que há jornais na europa, buscando esse caminho. Muitos tem optado em fazê-lo semanal, com matérias mais profundas e articuladas; assim não perderia a sua força como produtor de informação.
O que falta mesmo, na minha avaliação, é uma sensibilidade maior dos donos de jornais em estarem atentos ao conceito de sustentabilidade. Tenho amigos que trabalham no jornal O Tempo e no Estado de Minas, que dizem que o maior problema são os TIOS PATINHAS, que conduzem as suas empresas como se fosse uma padaria ou um açougue; outra questão é a visão de mercado, que insere nas suas redações um pessoal extremamente "técnico", mas sem cultura literária ou artística. "São meros papagaios", diz um amigo meu que foi um grande editor em BH.
Um conhecido meu, que foi redator da revista Palavra [projeto criado por Ziraldo que depois passou para o comando da super poderosa Angela Gutierrez] comentou que falta uma ampla visão para se construir algo voltado nas potencializar das forças populares. "A maioria dos empresários, formada por uma elite emergente[que prefere carros e boas casas do que livros] é que atrapalha o processo de desenvolvimento do jornalismo. São sonâmbulos".
Bem, vejo que esse tema é extremamente complexo e precisa ser mais debatido.
Enquanto isso, estou aqui terminando de ler o livro "Rumos do jornalismo cultural", que traz ensaios maravilhosos de grandes pensadores sobre as possibilidades de mudanças no modelo gráfico e de conteúdo no material impresso [seja revista ou jornais]. É um projeto consistente, que tem o apoio do Itaú e da Lei de Incentivo a cultura.

Anônimo disse...

Com a eleição da Presidenta Dilma Rousseff, o senador Itamar Franco ficará na oposição ou vai esperar novas instruções de seu mentor Aecinho?

Anônimo disse...

Jornais vão morrer em 2017 nos EUA



Conhecido como "futurista", o australiano Ross Dawon estima má notícias para os jornais. Ele prevê, por meio de gráfico, que em 2017 os impressos estarão exitintos nos EUA, fato que deverá acontecer dois anos depois no Reino Unido, Islândia e Canadá . A informação é do blog The Wall.

Ross atribui a previsão negativa ao avanço de telefones celulares, computadores, tablet, leitores digitais e a própria ida do conteúdo para o online. Além da tecnologia, o australino cita também a economia como fator importante no processo de mudança.
Entretanto, a previsão do australiano é menos drástica para mercados menos desenvolvidos.

Países como Argentina e Mongólia, por exemplo, devem manter viva a aposta nos impressos até 2040.




Fonte: newsletter Adnews Newsletter

Wendel Moreira disse...

Omar,
parabéns pela mudança para a Internet, apesar de você ficar triste com o insucesso do jornal impresso essa é uma tendência real.
Começaram muito bem, dando de 10 no tribuna, que é necessário logar pra ler notícias, além do design.
Para terem sucesso é necessário trabalhar o marketing digital agora. Ontem mandei algumas sugestões através do fomulário de contato do portal, mas não me responderam ainda, espero que entendam e usem as dicas.
Abraço

Antonio Carlos disse...

Espero e desejo ver você disputando as próximas eleições. Também espero que você não desanime e continue a noticiar atos obscuros que ocorram em nossa cidade. Acho que estamos num processo político horrível em nossa cidade, mas sei que esta fase passara e para isto precisamos de pessoas que continuem firmes e convictos de seus ideais. Mesmo que não venhamos vivenciar isto, ainda assim é preciso deixar a semente plantada para futuras gerações.