segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

JORNAL IMPRESSO: O ANÚNCIO DO FIM.

Tenho falado, vez por outra, sobre esse tema: o fim dos jornais impressos no mundo, consequência da explosão da internet . Os jornais estão com data marcada (para mim não passa de cinco anos) para saírem de circulação.

Essa semana, com chamada na primeira página, o " The New York Times" , o mais importante, e respeitado jornal do Estados Unidos, anunciou que, a partir de janeiro de 2011, começa a cobrar por sua edição online. Isso significa dizer que "jogaram a toalha". Em outras palavras: a queda de leitores do jornal impresso , para o jornal na internet, obrigou, literalmente, o Times a cobrar pela edição eletrônica.

Depois de venderem a sede , de demitirem centenas de jornalistas, cortar milhões em custos e, anunciarem prejuízos na ordem de USD 300 milhões, e principalmente, pela expressiva queda de faturamento publicitário, o jornal de Nova Iorque, não teve outra saída do que não fosse cobrar pela assinatura do jornal na internet, sob pena de ter de fechar as portas, como já fizeram outros gigantes americanos, em 2008/9, que tiveram suas falências decretadas.

Os jornais americanos, liderados pelo Times, jamais tiveram, em toda a sua história uma queda tão dramática de circulação, que em muitos casos, atinge 50% quando comparados 3 anos atrás. Inacreditável !

Dentro muito pouco tempo, os e-books, já utilizados para leitura de jornais, também serão flexíveis como um papel, fazendo com que o consumidor de jornais impressos possa ter a sensação de estar lendo um "jornal antigo" .

O jornal impresso, terá , em pouco tempo, o mesmo signnificado para a humanidade, como tem, hoje, uma máquina de escrever... Não faz 25 anos que o computador chegou e fechou a Facit de Juiz de Fora.

Tudo isso, essa velocidade do avanço tecnológico , e a mudança nos hábitos assustam. Onde vamos parar ?

Pelo menos uma boa notícia em todo esse processo: se o jornal impresso vai morrer, o jornalismo, e o jornalista estão se recriando, se reinventando. O jornalismo é maior que o jornal impresso. A notícia é maior que tudo.

24 comentários:

Anônimo disse...

Li no seu blog que o Custódio acabou com a versão impressa dos "Atos do Governo", isto significa que ele está seguindo o New York Times!? E a Facit só não voltou a funcionar porque o Bejani "saiu" da Prefeitura pois ele ia trazer de volta não só a Facit, mas a Ferreira Guimarães, a Coca-Cola e talvez até a Fiação e Tecelagem Meurer, a Cia. de Fiação e Tecelagem Bernardo Mascarenhas, a Fábrica de Cobertores São Vicente.

Anônimo disse...

Ótimo, comece em JF dando uma lição de modernidade, acabe com o jornal impresso e mande o Wilkson Cid embora.
Antes que os eleitores te deixem de molho...

JC disse...

Sr Omar Peres, o comentário do anonimo de 24 de janeiro de 2010 23:04 feito no post anterior e que mostra a materia de 2007 é muito grave merece ser mostrado para a população no JFHOJE E MGTV, Juiz de fora vai virar lixeira de outros municipios.
É PARA FAZER BERNARDO MASCARENHAS SE REVIRAR NO TUMULO!!!
De Mancester Mineira a LIXÃO da região.

Boa e BARATA disse...

Hoje em dia,ter computador, não é muito difícil.O duro é ter internet.O povim vai ficar lendo em LAN ou em horário reduzido,isto se ele tiver telefone fixo em casa?Eu,por exemplo,não aguentei pagar um velox 300k e cancelei.Agora,só tô no FREE,um sinal vindo não sei da onde.Dizem que,pros lados do novo shopping,tem tbm sinal livre.Só assim mesmo!
Dizem que,na capital paulista,foi instalado equipamentos,ou antenas,sei lá o quê,que distribui sinal de internet, gratuitamente,num raio de 7 km.Eu ouvi isto num telejornal.Quem sabe o mensaleiro faz isto por aqui?

Jornalista Desempregado disse...

A volta da democracia brasileira teve participação intensa dos profissionais da área de comunicação.Infelizmente, a maior parte dos proprietários dos veículos não empregam jornalistas. Ao ler o jornal diário ou ligar o televisor aparecem trabalhos de alguns profissionais despreparados, sem nenhum dom para o jornalismo.Eu faço uma indagação: por que eles estão lá e eu estou aqui parado? Eles tiveram indicações para conseguir seus empregos (popularmente conhecidas como “peixadas”). Os jornalistas desempregados não tem esta que é talvez a característica essencial na atual conjuntura, possuímos apenas talento e dedicação. Mas, de que valem talento e dedicação se não temos quem nos indique?
Muitos falam que o principal problema do Brasil é a má qualidade da educação, eu tenho educação me falta emprego.Este pequeno texto não é uma carta de renúncia à profissão, apenas meus pensamentos sobre o momento atual.Eu amo o jornalismo e é só por isso que vocês estão lendo estas linhas.

Anônimo disse...

Para mim que nasci no sec. XX e cheguei usar máquina elétrica, e só conheci computador aos 18 anos em órgão federal, tudo é muito rápido, e também assusta.
Só não assusta mais porque minha mente criativa, concebe as inovações. Gostaria até de escrever um filme de ficção sobre o sec. XXI, lá para 2070. Onde eu imagino, que teremos nas residências cristal líquido, a física quântica, os polímeros pois os estudos continuam, nanotecnologia, seres caminhando entre nós gerados a partir de criação genética - um tipo avançado de clonagem e de também modificação da estrutura genética humana, pode ser que as pistas de locomoção mudem totalmente de paradigma para preservar a vida na Terra.
Para tudo uma grande ficção e é!
Mas se dissessem a minha querida avó, sábia mulher, quando tinha 15 anos no início do século XX, que teríamos um telefone que iria sair conosco nas ruas sem fio e que iríamos falar nele com o mundo, talvez ela dissesse "Ah! que imaginação!.
Pois é o jornal impresso está saindo de linha, assim como a máquina de escrever saiu, assim como temos novas versões de máquina fotográfica.
Só espero que não saia de linha os livros impressos, e nem a alimentação habitual, enquanto eu morar ainda na Terra.
Só falta uma revolução, o Homem entender que crie o que criar, não tem como criar a estrutura do Planeta Terra, essa é nossa casa, recrie e renove, para o bem de nossa grande Casa.
Mas tenho uma opinião formada sobre algumas coisas. Penso que tudo que é criado nesse mundo está inserido no Universo, e que a mente humana, capaz alcança e provome execução de formas e elaboração funcional a vontade e a satisfação. O avião voa, porque o Homem foi sábio para perceber com intuição e sensibilidade o plainar das aves.

Anônimo disse...

É verdade, a cada dia evidenciamos que a tecnologia tomou conta do mundo. Hoje a tecnologia é quem dita o caminho. O referido jornal terá que refazer seu planejamento para tentar acompanhar a tsunami tecnológica, senão, será engolido. E assim será para todos os setores. Faço um paralelo com Juiz de Fora, que ainda credita valores há sistemas ultrapassados e vou mais além, vejamos nossa política. vejo com grande preocupação nossa cidade, pois, se ainda permitimos que pessoas incapazes tomem decisões do que fazer com o poder publico, como iremos acompanhgar o avanço tecnológico. Não adianta ter iphone na cidade, e deixar que vereadores que ainda usam ficha de telefone decidam nosso futuro.

WLF

Anônimo disse...

Será que o Lula vai acabar com a edição impressa do Diário Oficial da União? será que o Aécio vai acabar com a edição impressa do Minas Gerais? só mesmo em Juiz de Fora!! cidades como Barbacena, Petrópolis e Cataguases tem seus diários oficiais sob a forma de jornal e não como aqui em espaço alugado em outros jornais. Acho que eles não querem mesmo que ninguém veja os extratos de contratos, editais, etc.

OMAR PERES disse...

INTERNET GRATIS,

Participante diz que "o problema nao 'e ter um computador, mas, sim, poder pagar a conexao para ter a internet. " TOTALMENTE VERDADEIRO!

Os jornais brasileiros, sempre tiveram baixa circulacao )salvo Rio, Sao Paulo e RGS),por falta de poder aquisitivo do consumidor.

Para se ter uma ideia ,em MInas Gerais, todos os jornais juntos vendem, em media, 100 mil exemplares/dia. Divididos por 18 milhoes de pessoas, o resultado 'e praticamente ZERO JORNAL POR LEITOR !!! Ate melhorou um pouco nos ultimos tres anos com o lancamento do Aqui de BH. mas nada que mude essa estatistica.

MINAS GERAIS ESTA EM PENULTIMO LUGAR EM LEITORES DE JORNAIS PER CAPITA DO BRASIL !!! MINAS GERAIS !!!

Com a internet, o processo 'e o mesmo: as pessoas nao tem acesso porque nao tem dinheiro para pagar seu custo mensal! Ponto. Uma pena !

Mas existi saida: varias cidades brasileiras, Barra do Pirai, por exemplo, ja colocaram a intenet GRATUITA PARA TODA A POPULACAO .

Vou dar mais uma dica para o custodio melhorar um pouco o seu governo: PROPORCIONE INTENNET GRATUITA PARA A POPULACAO ! VA ATE BARRA DO PIRAI, E COPIE O PROJETO DAQUELA CIDADE !

DINHEIRO ? PARE DO JOGAR NO LIXO COM A QUEIROZ GALVAO, QUE SOBRA !

Omar Peres

Anônimo disse...

A Esdeva que abre o olho.Nada tenho contra a familia Neves,para falar a verdade não conheço nenhum deles.Mas como uma familia dona de um jornal de grande circulação na cidade(hoje nem tanto),na epoca do escandalo do Bejani,tinha obrigação profissional de revelar tudo para a população,e não omitir serias denuncias,que acabaram levando o ex prefeito para cadeia.Essa cumplicidade do Tribuna de Minas com o poder,e que tira a credibilidade do jornal.Como disse um amigo aqui do blog,tudo em Juiz de Fora e muito amador.Administração municipal,comercio,etc.Os jornais de JF não poderiam ficar de fora.O Tribuna de Minas e o Diario Regional,com todo respeito aos profissionais que lá trabalham,são mediocres.O JFHOJE e declaradamente oposição ao governo,portanto so divulga fatos contra o atual governo,deixando a população carente de informações.Enfim,não existe jornalismo isento,serio,em JF.Nem jornalismo,nem politicos,para falar a verdade ate o povo dessa cidade e uma piada.A gente apanha desse bando de bandidos,e ainda vota e chama os caras de doutor.E Juiz de Fora,poderia ser uma grande e prospera cidade,mas se tornou uma cidade decadente,empobrecida,e um antro de politicos ladrões.

Anônimo disse...

Usando o Google achei o texto completo sobre JF virar depósito de lixo de toda a Zona da Mata e parte do Rio de Janeiro, e ainda apresentam isto como uma grande vantagem!! Vereador Figueirôa, vai ficar por isto mesmo? E dizem ainda que a Queiroz Galvão vai pagar ISS pelo lixo recebido...

http://www.abetre.org.br/noticia_completa.asp?NOT_COD=1052

Anônimo disse...

Senhor Omar Peres.
Graças a Deus tenho minha idade avançada e posso dizer que conheci quase todos os tipos de máquinas, desde as mais antigas, como também na época em que trabalhava trabalhei muitos anos com a FACIT para cálcular, para mim, na ocasião, era a maior novidade mas, não quero dizer com isso que com o aparecimento do micro computador, a vida mudou, aprendi sozinho a manusear meu computador e faço uso dele como qualquer outra pessoa.
No que tanje ao assunto da Imprensa
impressa, não acredito que no Brasil ela chegue ao fim tão cedo, muitos brasileiros preferem o jornal impresso e na maioria das vezes para gaurda-lo como arquivo histórico, isto porque, o computador é confiável até certo ponto, pois com a invasão de virus, em muitos casos os arquivos se perdem, ainda mais que, esse tipo de inutilização de dados, com o desaparecimento dos jornais esses
meios serão usados como meio de vida para aqueles usam este método para utilizá-los como meio de vida.
Pode ser que em países mais evoluidos os Jornais on line consigam sobreviver, entretando no Brasil, estou pagando para ver.
Vou continuar comprando o JFHoje e mais algum jornal que seja honesto e não seja apenas veículo para propagar feitos que não são executados por Prefeitinhos corruptos que nada fazem, pagam os Jornais e garantem sua reputação que, na verdade não existe.

Anônimo disse...

Isso que li sobre os Atos do Governo não está circulando em via impressa, na imprensa, é realmente preocupante. Até onde sei os Atos de Governo tem que sair impressos todos os dias. E tem mais, Juiz de Fora com o número de habitantes há muito comporta um "Diário Oficial", significa imprensa oficial, que é muito mais em conta do que se pagar a empresa privada de jornais.
Além do mais a internet como acabei de ler nos posts dos internautas do blog, não é via de comunicação geral da população conforme explicado, o custo.
A ideia de se levantar a bandeira pela criação da internet gratuita a toda população, é ótima. Eu não sabia que no interior do Rio de Janeiro, Barra do Piraí o governo tinha sido tão igualitário a sociedade, fazendo a distribuição igual de acesso gratuito a população. Isso é modelo de governança, que prima pela igualdade social, sem dúvida.
Parabéns ao governo de Piraí, vou já procurar saber quem é e a que legenda faz parte. De certo não deve ser tucanos. A não ser que seja um atípico.

Anônimo disse...

Senhor Omar.
Em seu comentário neste blog V.S diz que Minas Gerais está em última
colocação na venda de jornais impressos, também pudera, os jornais desse Estado só servem para
atender a demanda de propagar nomes
de políticos, transformando-os em anjinhos quando na verdade não passam de corruptos dos grandes por
isto sua baixa venda.
Jornais têm que fazer como o Novo Jornal on line, errou ele mete o cacete, isto é que deve ser feito, se todos procedessem dessa forma esses maus políticos acabariam antes do fim dos Jornais impressos.

Anônimo disse...

Confirmado Barra do Piraí não é dos tucanos. Nem podia ser, imagine, fazer igualdade social?
O Prefeito está no 2º mandato, é do PP, e foi eleito no 1º mandato pelo PV.
A cidade tem pontos importante de crescimento, é histórica pelo "ciclo do café" e tem preservado fazendas que contam esse episódio econômico e cultural.
Pelo que vi, uma cidade bonita, harmoniosa, claro que como todas as cidades brasileiras requer manutenção e olhar empreendedorista do gestor público.

Anônimo disse...

Alem da internet gratuita é importante a expansão das redes de sinal para internet (TIPO VELOX); pois alta velocidade encontra-se somente na area central da cidade de JF.

A informação não deve ser nada gratuito, acredito que caberá aos blogs manter links com editais e artigos de Jornais QUE SEJAM IMPORTANTE AOS LEITORES.

Esta onda de socializar-estatizar-popularizar levará o mundo a uma situação terrivel, de desempregos e baixas remuneração. A sobrevivência será daqueles que tiverem capacidade criativa e competitiva muito alta.

Anônimo disse...

Para Omar Peres,

Está rolando no blog que o prefeito está chamando as lideranças para uma fala. Não consegui apurar nada ainda. Eu não posso aparecer lá, pois todos me conhecem. Aliás a cidade.
E mesmo os meus.
Mas talvez vc tenha algum trunfo na mão, que seja chegado a alguma liderança dessa que poderá ser chamada, se isso procede, e pedir aproximação e verificação do que está a acontecer. Entende?
Havia um prefeito na cidade, que usava desse artifício, quando precisava conter, ou estimular alguma coisa da ordem da política do seu grupo. Na ocasião eu assisti no pátio da prefeitura a fala do prefeito e dos vereadores e seus seguidores fazendo reivindicação para votar em tal candidato a deputado federal.
Pode ser que o atual prefeito chame as lideranças para tentar sanar o rombo que aconteceu a sua imagem política, e aí vem negociações, pois estamos em ano eleitoral.
Está dada uma sugestão.

Sieg Heil!, Heil BEJANI!, Heil mein Führer disse...

E a Facit só não voltou a funcionar porque o Bejani "saiu" da Prefeitura pois ele ia trazer de volta não só a Facit, mas a Ferreira Guimarães, a Coca-Cola e talvez até a Fiação e Tecelagem Meurer, a Cia. de Fiação e Tecelagem Bernardo Mascarenhas, a Fábrica de Cobertores São Vicente.

O BEJANI IA TRAZER ERA A TURMA DO COMANDO VERMELHO E DO PCC.
aSSIM COMO TROUXE A QUEIROZ GALVÃO, O HIÉ E O CORONEL VALDIR, QUE ALÉM DE TER SIDO FIGURA DE PROA DO DOI-CODE, VEIO AQUI SÓ PRA COMPOR A INTELIGÊNCIA DO BEJANI.
MAS QUE INTELIGÊNCIA MAIS BURRA, SÓ PODIA MESMO TER COMO CHEFE UM BEJANI.
CADA ADOLF HITLER TEM O JOSEPH GOEBBELS QUE MERECE.
OU SEJA:
CADA UM ENFIA NO SEU -"Führer" A SUÁSTICA QUE AGUENTA

Anônimo disse...

Sei nao Omar, quando o cinema apareceu diziam que o teatro ia morre, quando surgiu a TV a rádio ia acabar; o livro não vai acabar, os jornais não vão acabar, acho eu, nem no médio nem no médio prazo, vão ter um publico menor, talvez. Você acha que alguém vai achar alguma graça de levar um aparelho tipo Kindle para ler um jornal de domingo numa mesa da Fiorentina, tomando um chopp e vendo as moças bonitas passarem? E o casal jovem que compra o jornal só pelos classificados para procurar um apartamento para alugar? que graça tem ver isto na Internet? bom é recortar o tijolinho e sair procurando o endereço. E o Diário Oficial da União? se você abre o jornal numa página de repente você bate o olho numa outra coisa que não estava procurando. Será que o Obama vai acabar com o CFR o DOU deles? duvido!! Tenho uma Encyclopaedia Britannica em papel e uma em CD que granhei de um amigo que trouxe dos EUA. Prefiro a de papel, tem cheiro bom, é bom folhear, abrir aleatoriamente, ler um verbete, virar a página, sei não, pode ser coisa de sexagenário, mas eu até os 100 anos ainda vou comprar livros no formato tradicional, ler os jornais em papel pelo menos enquanto existirem

Anônimo disse...

Omar tenho percebido críticas ao seu diretor do JF Hoje eu não tenho lido o jornal, apenas o blog. Não sei se o editorial está defendendo a linha de governo do Custódio.
Entendo que um jornal deve ser independente, e ser imparcial, e que mesmo que vc, seja mais agressivo quanto as críticas ao governo e eu assino junto com vc essas críticas, consigo perceber e entender que o jornal não pode ser tão diretivo, traçando com parcialidade as notícias, e unilateral.
Acho que vc com jeito deveria explicar isso aos blogueiros.
O Blog é um mecanismo de comunicação em massa privativo, já o jornalismo e os jornalistas tem uma postura ética e profissional quanto as notícias.
Verifica, já que há número de pessoas reclamando, se o editorial está tratando as notícias com aspectos tendenciosos, se for o caso, cabe um reprimenda de sua parte, dentro do profissionalismo.
Em todo caso como vc, publicamente está sendo questionado, vale se posicionar e explicar alguma.
Eu não tenho nem conhecimento para dizer se está ou não acontecendo. Não leio o JF Hoje com assiduidade.

Eu disse...

Ao JORNALISTA DESEMPREGADO que disse:"Eu faço uma indagação: por que eles estão lá e eu estou aqui parado?"
É fácil responder, basta ver a repercusão de seu comentário no post anterior.
olivetti, facit, mercedes, coca-cola, mc donalds.....
Educação é diferente de cultura, mas juntos formam profissionais competentes.

Anônimo disse...

Que tal se cada um aqui comentar o seu aumento do IPTU??
O meu foi de 850,00 para 1300,00 reais.. isso claro com o bondoso desconto da prefeitura...
MEU DEUSSSS!!!

Anônimo disse...

JAMAIS O MENSALEIRO VAI TRAZER INTERNETE DE GRAÇA PARA JF, AFINAL A INTERNET, O YOUTUBE, O BLOG DO OMAR E OUTROS CAMINHOS QUE TEMOS DO NOSSO LADO NÃO PODEM SER DESCOBERTOS PELA MAIORIA DA POPULAÇÃO, SENÃO ADEUS FILHOTISMO,BARBOSINHAS,TOTINHO VAI TER QUE VOLTAR A VENDER REMEDIO, SILVANA VAI TER QUE VOLTAR A VENDER CACHAÇA, .....

Anônimo disse...

Essa de jornal impresso acabar,eu não acedito,acredito sim no comodismo dos grandes jornais como O GLOBO,JORNAL DO BRASIL FOLHA DE SÃO PAULO entre muitos outros que só querem ficar postados em bancas de jornais.Eu por exemplo leio todos os dias notícias de qualidade com jornais comprados na padaria da esquina da minha casa, no supermercado e também de pessoas vendendo pelas ruas.E agora eu te pergunto quem é que vai na padaria comprar pão ou no supermercado comprar qualquer coisa e não tem um real ou um e cinquenta ou que seja dois reais para comprar um jornal para ler? A falta de confiança em si e a preguiça está acabando com nossas industrias, nossos empregos e está nos jogando cada vêz mais nas mãos de estrangeiros.Precisamos acordar enquanto ainda há tempo.A internet, bom... a internet é um fator comum em evidencia.