quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

A SELVA É AQUI

Se essas imagens não tivessem a assinatura da National Geografic, ou NAT-GEO, o sensacional , e crível canal de tv a cabo, eu não acreditaria nesse filme. A mais bela lição que já vi entre seres que habitam esse planeta. Bem que nós, os humanos, poderíamos tentar copiar o mundo animal. A selva dos homens seria mais agradável.

video

5 comentários:

SERGIO SANTOS disse...

BOMBA BOMBA BOMBA BOMBA
BOMBA BOMBA BOMBA BOMBA

Assédio Moral explicito na Prefeitura de Juiz de Fora
Médicos do Ministério da Saúde com carga horária de 20 e 40hs lotados na secretaria de saúde são obrigados assinar duas folhas de ponto com mesmo horário, um ponto Federal e outro da Prefeitura de Juiz de Fora. Isso pode acarretar transtornos Jurídicos gravíssimos. Como um funcionário pode assinar pontos de Instituições diferentes com coincidências de horários?
Omar contamos com sua força pra acabar com a ditadura na PJF.

Sergio Santos

Emir disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...

Selva mesmo, sem nenhuma piedade e "carinhos" de mãe é o que está rolando no circuito Palácio da Liberdade - Prefeitura de Juiz de Fora para aprovar a licença ambiental pela Supram da estrada que vai passar pelo meio da represa João Penido para ligar a BR-040 (pertinho do aterro da Queiroz Galvão) com a MG-353. Já está sendo conhecida como a "Rota do Lixo" pois atende direitinho à Queiroz Galvão que vai trazer lixo de diversas cidades passando pela nossa represa, para aterrar em nosso município ( e ameçar nossa represa). Quem vai ganhar ($) com isto? O Queiroz, o Galvão e alguns conhecidos políticos locais (que já vêm ganhando desde 2005...)

Anônimo disse...

Assédio Moral

Não é só do Ministério da Saúde,
os servidores da secretaris Estadual de saúde municipalizados estão sendo coagidos e obrigados a assinar os dois pontos.
Vergonha Geral

Julio Sarchis disse...

Incrivel!!!
Parabéns pelo filme.
Algo de bom para pensarmos e esquecer por alguns momentos dos Leopardos e Hienas que devoram nossos cofres públicos.

Júlio Sarchis