sexta-feira, 30 de abril de 2010

E O FUTURO DO BRASIL ?

- JUROS PAGOS PELO GOVERNO LULA PARA OS DONOS DE BANCOS BRASILEIROS EM 2009 : R$ 250 BILHOES ;

- JUROS PAGOS PELO GOVERNO LULA PARA OS INVESTIDORES INTERNACIONAIS EM 2009: R$ 66 BILHOES;

- VALOR DO PAC - O GRANDE PROGRMA DE DESENVOLVIMENTO DO PAIS - R$ 16 BILHOES !!!


Coitado do povo brasileiro. Enquanto discutimos o Brasil, dez familias comandam o pais.

Pobre Brasil

12 comentários:

JC disse...

E no (des)governo fhc? quanto foi investido e quanto foi pago de juros? Em época de eleição é importante dar informação dos dois lados.

Anônimo disse...

Se fosse salario de deputados já estaria aprovado, sessão extraordinária de cinco minutos, e eles aprovavam e iriam comemorar na churracaria mais proxima. Mas como é o aumento de salário dos aposentados, empuram com a barriga, e depois vem ccom a cara mais lavada e dão uma merreca qualquer, com sorriso na TV e vem pedir o seu voto, já que fizeram um esforço concentrado para aprovarem esse aumento.Só que não será anunciado no dia do trabalhador.

luiz penna disse...

É impressionante a quantidade de livros, revistas, filmes e documentários que falam sobre os finais dos tempos. Tudo, decerto, assustador. Alguns leitores podem até comentar “há muita mentira, muito exagero nestas histórias… Prefiro seguir a minha vida como ela é… E deixar o barco seguir o seu rumo”. Legal. Sem grilo… Afinal vivemos em uma cultura que preza bastante pelo “livre arbítrio”. Quem sou eu para me intrometer nisto.

Mas aí me pergunto, o que fazer quando antropólogos, geógrafos, astrofísicos, biólogos e outros especialistas comentam que o fim do mundo está próximo e dão como certo o seu fim exatamente no dia 22 de dezembro de 2012? Eu vi falar sobre isso recentemente, enquanto assistia “O efeito Nostradamus”, no canal History.

Segundos esses doutores o mundo vai acabar mesmo em dezembro de 2012, e a fonte dessas informações seriam a Bíblia, diversas mitologias, hieróglifos aborígenes e outros textos sagrados. Até onde isso é confiável? Ora! São professores e cientistas que afirmam isso. Estão ou não com a razão? O fato é que alguma coisa parece está acontecendo de “anormal” com o planeta. E como!!

Muita gente deve ter visto o filme 2012. Até onde ele é verdadeiro, não sei. As vezes a indústria do entretenimento consegue mostrar que por trás da “loucura”, há revelações sucintas sobre o que pode acontecer em nossas vidas, se não observarmos os toques dados pela natureza.

“Haiti, China e outras devastações que ocorreram há pouco, são pequenas catástrofes perto do que pode estar por vir. Estamos vivenciando um efeito dominó que trará muitos estragos ao planeta”, diz o teólogo Leonardo Boff, um dos estudiosos da questão ambiental no planeta.

Depois de assistir “O efeito Nostradamus” eu liguei para o meu amigo Flávio Flora [advogado, jornalista, escritor e um estudioso da astrofísica] e questionei: “Você acha que o mundo vai ou não acabar em 2012?” Houve um silêncio do outro lado da linha, depois eu ouvi dele o seguinte argumento: “Luiz, de modo geral, somos analfabetos cientificamente. Muita gente tenta aliviar o que ocorre no planeta rindo ou até mesmo debochando da situação. Mas quando as mudanças chegarem, elas serão instantâneas. As pessoas não terão tempo para se proteger se houver grandes catástrofes”.

Até onde isso é verdade? Bem… Que cada um tire as suas próprias conclusões. Não faz muito tempo que alguns documentos escritos pelo físico e matemático Isaac Newton (1643-1727) foram achados. O cientista afirmou nos seus textos, que o mundo terminará de vez em 2060. Aí é outra história.

Anônimo disse...

E depois ainda fala que a tucanada é que é neoliberal. Nunca na história desse país, os banqueiros lucraram tanto. Para os aposentados, não tem dinheiro, mas para a elite, tem. É muito cara de pau esse lula. Farinha do mesmo saco!!

Thiago disse...

Caro Omar...

É revoltante para quaquer um que seja cidadão e patriota de verdade ver mais de 30% do PIB ir para a lama.

O Pac me lembra o Pac-man, aquele joguinho clássico do Atari, devora muita grana mas não dá conta de comer os "fantasmas", ou seja, não consegue realizar os feitos prometidos.

Junto a toda esta cifra de R$332 BILHÕES somemos os gastos com os churrascos para o presidente ficar "torto"; as viagens com toda sua enorme comitiva; as plásticas da mutante com poder de invisibilidade Dna. Marisa; os salários e benefícios dos "companheiros" empregados no executivo em seus novos e ineficientes ministérios; o montante destinado ao Prouni, ao invés de melhor estruturar, ampliar e facilitar o acesso às Universidades Federais - Enem não dá alojamento, moradia nem estrutura para o aprendizado; o montante destinado às medidas assistencialistas que além de acomodar a população, está gerando mais pobreza, que será percebida em médio prazo; o gasto com propagandas desnecessárias e mentirosas pra aumentar ainda mais, o montante que vai pelo ralo da corrupção.

Pobre de nós, os brasileiros que trabalham como mulas pagando altos impostos que em nada resultam de forma concreta e tenaz para o benefício geral da nação.

Olhem a situação da educação pública! De nossas estradas!
Da nada perfeita saúde pública!

E "o cara" ainda é o homem mais influente do mundo!

Sem dúvida...por isso eu o chamo de "mestre-das-ilusões".....

E iludidos caminhamos com a certeza de não muito tarde sermos reféns de um exército de menores infratores.

Um abraço

Thiago Coelho

Anônimo disse...

Como o sr. bem sabe, os juros não são pagos pelo governo e sim pelo mercado financeiro que deita e rola com os juros estratosféricos do Brasil.
Mas quem comanda esta política que permite este lucro bancário imoral é o Banco Central, que o sr. também sabe que age independentemente do governo.

Mas mesmo que o governo tivesse gasto o que o sr. diz, compensaria pelo grande contingente de brasileiros que foi retirado da pobreza absoluta pelas políticas sociais do atual governo. E também pela queda vertiginosa da desigualdade, permitindo, finalmente, a formação de um incipiente mercado interno que tem mantido o nível de emprego e de atividade econômica do país. Não é à-toa que TODOS os organismos internacionais da área econômica declaram que o Brasil foi um dos mais competentes no enfrentamento da crise econômica.

Anônimo disse...

O mundo nunca irá acabar !
Necessitamos é criar mundanças positivas; Exemplo : SUMIR COM TUCANOS LADRÔES.

Professor disse...

Achar que o mundo irá acabar é coisa de ignorantes.O que é preciso é ter vergonha na cara,investir em educação e aprender a votar com sabedoria, para quem sabe,daqui a 50 anos, o Brasil desfrutar o título de potência mundial,dona de um dos maiores aquíferos mundiais, maior produtor de alimentos,commodities e energia limpa.

Somente assim,depois que nossa terrível geração predadora e exterminadora do futuro não existir mais,podemos deixar nas mãos dos futuros brasileiros, o Brasil que comandará o mundo e será exemplo para toda uma geração.

Júlio Sarchis disse...

Estamos pagando caro pela estabilidade econômica, mas melhor assim que na era do FHC, onde se pagou muito mais caro, deu de presente grandes empresas para uns apaniguados, elevou nossa divida a alturas extratosféricas e só conseguiu conter um pouco a inflação, criando uma recessão.
Com todo o custo atual, o Brasil está melhor, com mais empresas, com mais investimentos produtivos e não expeculativos da era tucana.
Não é o ideal ainda, temos muito que navegar para encontrarmos portos seguros. Mas o povo brasileiro é tão burro e merece essa situação que já estão remando contra a maré. Estão guiando o barco para a ilha dos tucanos outra vez! Povo BURRO!!!
Não quero dizer que PT, PMDB etc vão resolver o problema do país, pois são todos farinha do mesmo saco. O que vai resolver nosso problema é o povo. Quando esse povo aprender a votar. E no meu pensar, não se vota mais em partido nesse país, pois todos estão contagiados com ladrões, corruptos, assassinos etc.
Devemos é votar com conciência, votar na pessoa que tem passado limpo, que não compra votos e nem faz promessa em porta de botequim.
Enquanto não aprendermos a votar, teremos um país com mais de trinta partidos mas que se aglutinam em um só, para tapear e roubar o povo, já escravo dessa minoria.
A merda muda, mas os mosquitos sempre são os mesmos.
Enquanto tivermos esses governantes, os banqueiros ficarão mais ricos, pagaremos os juros mais altos, a gasolina mais suja e cara, tarifas telefônicas absurdas para um serviço de péssima qualidade, internet banda larga mais cara do mundo e de pior qualidade, Tv por assinatura de baixa qualidade e preços proibitivos, água de péssima qualidade a preço de água mineral, descontos gigantescos em nossos salarios e uma saúde que só mata, 20% sobre seu salario por 35 anos, para aposentar com menos de 50% do que ganha. Com direito a não ter reajustes decentes. Tarifas energetica com preço de ouro e baixa qualidade, com suas variações nas tensões e apagões. Carros tipo carroça com preços de Ferrari (+ de 50% é imposto, sem contar o efeito cascata).
Tarifas de passagens aéreas mais cara do mundo. É mais barato ir para o alasca que de Juiz de Fora para São Paulo.
Pedágios que são verdadeiros assaltos e estradas que continuam matando.
Para manter um carro popular e velhinho na garagem, gasta-se por ano mais de R$ 1.000,00 em IPVA, taxa de licenciamento, seguro obrigatório e outras coisinhas a mais.
Esse pais terá jeito sim. Terá jeito quando o povo não aguentar mais e mandar esses canalhas (canalhas sim!!!) pra...! deixa pra lá!
Esses politicozinhios não lêem história? Não sabem que todos governantes gananciosos e opressores cairam pela força do povo?
Será que é isso que eles estão esperando?

Povo BURRO!!! Povinho submisso!!!

Brasil para os Brasileiros. Cadeia para os vendilhões da patria.


Júlio Sarchis

Sergio DeMenenzes disse...

Prezado Omar Peres, saudações.


Durante uma cerimônia oficial onde estavam presentes o presidente da república, ministros,a governadora do estado do Rio Grande do Sul,a cúpula empresarial de região sul e o presidente regional da General Motors, a ilustre governadora expressou a comparação do atual estágio econômico nacional, SÉRIO,SEGURO E CONFIÁVEL, com o Brasil de algum tempo atrás, que descumpria e quebrava contratos internacionais.
Bem, o fato acima descrito ilustra a forma como nós brasileiros estamos sendo interpretados pela comunidade internacional. É importante que conheçamos algumas das novas visões que impressionam governos de outros (muitos) países. Apanhamos muito do FMI, realizando "suas lições de casa" com rigor militar. Aos olhos "gringos", passamos a ter muito mais moral. Saímos de um quadro de subdesenvolvimento para a situação de 5ª maior economia do planeta.O tsunami do estouro das bolhas norte-americanas quase não nos afetou.
Tá tudo muito bom, tá tudo muito bem, mas realmente, realmente, o que vemos na "área de serviço" é um total desrespeito com o nome BRASIL! Quem, em sã conciência, admitiria ouvir impropérios contra sua mãe e manter-se impassível? Sem chances! Já no início da frase, o rebate já estaria se dando. À nossa mãe é inadmissível qualquer menção de ofença. Nossa mãe é inatacável! Por ela damos nossas vidas! Vide parte II



Sergio DeMenezes

Sergio DeMenezes disse...

Prezado Omar Peres, saudações

Parte II


Mas porque o Brasil precisa continuar analfabeto? Ordem e Progresso são palavras da mais alta complexidade. A maioria da população não percebe isso. Elege todas as vezes os mesmos representantes. Representantes? Só se fôr de ideais escusos. Perdoem-me àqueles que recusam-se a falar a linguagem da conveniência do "espírito de corpo" que permeia a mentalidade de quase todos os políticos de todos os níveis existentes. O nome Brasil precisa ser urgentemente reinterpretado. Com honestidade, seriedade e civismo. Tudo o que temos assistido antes, durante e após o período autoritário e excepcional, reflete o caráter individualista do político brasileiro. Há muito o país está loteado aos coronéis, oligarcas e representantes dos interesses internacionais (na Amazônia e no Sudeste). Nossas mais significativas instituições (os 3 poderes) vêm, há algum tempo, propalando a necessidade de cortes em sua própria carne. Desde a assumpção da presidência do congresso por um deputado sem qualquer expressão nacional, a instituição selou ali sua notória degração moral.

A "Casa do Povo" estava sendo dirigida por alguém de somenos importância: um deputado do baixo clero! Medidas provisórias sucessivas, inconstitucionais em suas implementações, amordaçaram e imobilizaram a atuação dos legisladores, neutralizando assim, as prerrogativas constitucionais. Não nos esqueçamos do caso do deputado chorão dono do castelo de Goianá que foi inocentado pelo Conselho de Ética.
Uns usam a força de sua atuação política para forjar (autenticar) futuras "Fundações"; outros valem-se da própria imunidade parlamentar para encobrir condenáveis desvios de conduta; outros ainda afrontam a opinião públbica com declarações acintosas sobre o idiotismo do eleitorado; outros, ainda mais, valem -se de conchavos para manterem-se em seus cargos, mesmo sendo reconhecidamente responsáceis por suas ações deliberadas. Dizer que nossa política é assim ou assado já não vale mais como protesto ou desabafo. Afinal, qual é a causa primária da existência da classe política? A constatação democrática do sufrágio universal de uma sociedade? A represenntatividade dos ideais de uma comunidade? O idealismo original de um talento nato?
O Capitalismo Internacional previu os diversos passos que perfizeram sua história até nossos dias. O Brasil, enquanto sociedade de consumo, já atingiu sua maioridade,no entanto, a taxa de obsolescência dos produtos de informática não ultrapassa os 6 meses. Velhice precoce do produto, turbinada pela apresentação de produtos melhores, mais potentes, mais confiáveis e eficientes por um custo igual ou até mesmo inferior. Já não seria hora da classe política oferecer ao eleitorado um padrão semelhante?
Afinal, VOX POPULI, VOX DEI.


Sergio DeMenezes

Anônimo disse...

Enquanto os fanaticos petistas defendem aos berros Genuinos,Delubios,Zé Dirceus,dinheiro em mala,em meia,na cueca,e sei lá mas aonde,o governo Lula vai empurrando com a barriga assuntos como aumento dos aposentados,o fim da anistia para os torturadores,a reforma politica,financeira e eleitoral,mudanças no codigo penal,etc.Esse Lula não fez mas que a obrigação.E dever do governo fazer o que o Lula fez.Para isso,nos otários,pagamos as maiores taxas de impostos do planeta.vamos parar de fanatismo e vamos por os pés no chão.Politico nenhum esta nem ai para o povo.Eles querem e nos tirar o maximo que puder.Como diz o ditado,pagamos impostos de primeiro mundo(Suecia,Dinamarca,Canada,Suiça,etc) e recebemos serviços de terceiro mundo(Angola,Moçambique,Sudão,Nigeria,etc)Esse e o governo petista.Quem discordar disso ou e doido,ou esta ganhando dinheiro as custas do povo,como milhares estão nesse exato momento.