segunda-feira, 15 de março de 2010

DECRETO PARA REFLEXÃO, E O IMPOSTO SOBRE AS GRANDES FORTUNAS

Todas os países possuem suas referências intelectuais, representadas por professores, poetas, juristas, cientistas etc., e até mesmo alguns políticos... São pessoas que se colocam , rigorosamente ao lado da Lei e da Justiça .

Muitas vezes, podemos discordar de suas posições ideológicas, mas jamais de sua conduta, de seus princípios éticos e morais. São intelectuais que influenciam a vida e, muitas vezes, o destino das sociedades onde nasceram . Poderíamos citar centenas de exemplos mundo afora. Não é o caso.

No Brasil, não poderia ser diferente, temos também essas referências. Uma delas é o jurista Yves Granda. O Intelectual e jurista paulista, é um homem de ilibada reputação. Participando e opinando sempre sobre os grandes problemas brasileiros, Granda, é respeitado por todos os matizes ideológicos de nosso país.

Na entrevista que veremos a seguir, ele nos brinda com uma crítica severa a um Decreto do Presidente Lula. Assusta, mesmo que por meio de uma analise superficial. Concordo com praticamente toda a sua crítica, salvo quanto a criação do imposto sobre grandes fortunas, para o qual não só concordo , como sou um defensor.

O imposto sobre as grandes fortunas existe em todos os países verdadeiramente capitalistas, mas como ainda estamos em um estágio de capitanias hereditárias, teremos um longo e tenebroso caminho pela a frente para a implementação desse imposto.

Minha tese, é de que a pessoa para ter, o que quer que seja, tem de "suar a camisa". Inclusive para ser herdeiro. Caso contrário, joga tudo fora. Quantas estórias conhecemos de meninos filhos de pais ricos que, ou não estudaram, ou eram preguiçosos, e sem talento para o negócio do pai, jogaram tudo fora ?

Por isso, repito, acredito que somente suando a camisa para se ter um bem material. Inclusive para ser bilionário. Qual o problema ? Vejam o caso do Eike Batista, o empresário mais bem sucedido do Brasil , e um dos dez homens mais ricos do mundo. Tem talento ? Claro !Cidadão de valor !

Mas com todo seu talento de criador de riquezas, deve ser dito também que Eike recebeu o "mapa da mina" de seu pai, ou seja, se ele não soubesse, em que solo se encontrava o ouro, não o teria encontrado! Caso de sucesso, graças a herança. E por isso, seus filhos devem pagar imposto sobre grande fortuna, dado que eles também vão receber, indiretamente, sem nenhum esforço, de presente do avô, o "mapa da mina".

Dentre milhares de exemplos de heranças transmitidas, por força da lei, a familiares despreparados e arrogantes (por ser filho do dono, o herdeiro sempre acha que tem o mesmo talento e que o poder será eterno), o mais eloquente caso do Brasil é o da família Matarazzo.

Industrias Reunidas Matarazzo, o maior conglomerado de empresas do Brasil, empregou, nos anos 50 mais de 100 mil pessoas! Seu faturamento era maior que o orçamento de todo os Estados brasileiro, individualmente.

O Conde Matarazzo, tornou-se o homem mais rico das Américas, recebendo, em sua residência, Presidentes e Reis da Europa. Mussolini o recebia na Itália, Foi ele quem inventou a industria paulista. Vem ser o avô do correto Senador Eduardo Matarazzo Suplicy.

Que fim levou sua incalculável fortuna ? Na briga entre os filhos absolutamente despreparados, arrogantes, sem ambição, e principalmente na vida e nas festas do "high society". Acabaram com tudo, não restando absolutamente nada do que foi o Império Matarazzo. Virou pó!

A herança deve sempre existir e ser transmitida aos familiares. Mas que se tenha talento, e vontade de possui-la. Não basta ser somente , filho ou neto de um poderoso capitalista. Assim, que se pague o imposto sobre grandes fortunas . Nós que admiramos tanto os Estados Unidos, a França, a Inglaterra etc, repito, países verdadeiramente de economia capitalistas, que os imitemos também nesse quesito.

Mas acho que esse imposto deva ser cobrado, somente uma vez, quando da transmissão da herança, e não todos os anos como o imposto de renda. Nesse caso seria injusto, como fala Granda, uma vez que o cidadão já foi tributado em tudo o que produziu , e taxar seu patrimônio, certamente o desestimularia a investir e crescer. Portanto, menos empregos, menos riqueza, menos impostos e como resultante, mais pobreza.

Mas o mais importante desse texto não é a minha opinião: É O QUE FALA IVES GRANDA. TEMOS DE REFLETIR.





video

15 comentários:

Anônimo disse...

Já é ridículo que uma família ou pessoa acumule tanta riqueza. Como possuir 20 casas, 10 prédios, 50 carros, 5 fazendas. Enquanto há pessoas sem teto, sem carro, sem fazenda. Não por incompentência, mas por falta das oportunidades, coisas que ricaços chamam de sorte.
Que os bilionarios tenham as empresas geradoras de riquezas, mas que não aglomerem tantos bens pessoais. Pois está faltando moradias médias ao povo.
Que taxem os ricaços todo mês.
Pois 1 vez ao ano é pouco. Eles gastam fortunas com bebidas se matando. Fortunas com gramas de cocaínas para cheirar nas festas socialites, uma macoinha de vez em quando nas fazendas para relaxar e alucinar.
Porque choram tando quando o Estado busca distribuir renda, ao recolher impostos e com isso fazer escolas, hospitais, pavimentar estradas rurais para os ruralistas familiares, dando ao povo um pouco das riquezas dos ricos?
Afinal quando o Estado recolhe salva a alma desses soberbos, e esvazia um pouco o copo do wisky e limpam as mãos de muitos almofadinhas do branco da cocaína.

Anônimo disse...

A Dinâmica

Desde sua fundação em 1972, a Dinâmica vem se especializando na prestação de serviços terceirizados. Atualmente, mantém em seu quadro mais de 8.900 empregos diretos, sendo, aproximadamente, 4.400 somente no Distrito Federal. Empresa 100% brasileira, a Dinâmica também possui escritórios em São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Fortaleza e atua nas mais respeitadas instituições do País - da iniciativa privada aos órgãos máximos do Governo.

Hoje, orgulha-se de ser referência no gerenciamento de serviços de infra-estrutura, sejam eles técnicos, administrativos ou operacionais, construindo com muito esforço, trabalho e dedicação uma imagem de tradição, ética e respeito perante seus colaboradores, clientes e concorrentes, além de ser reconhecida e premiada como uma das principais Empresas com responsabilidade fiscal e social pelo comprometimento com as obrigações legais.

Anônimo disse...

A Dinâmica também contribui com diversos projetos sociais, sendo uma das maiores contratantes de portadores de necessidades especiais desde 1979, pois acredita que o grande desafio são as ações movidas pela ética, pela inclusão social e a eliminação do preconceito e que capacitar e Incluir um deficiente em um ambiente corporativo é mais do que cumprir cotas, significa quebrar paradigmas.

O tempo investido na qualificação e satisfação dos colaboradores, a busca constante no aprimoramento, utilização de produtos biodegradáveis e equipamentos modernos que minimizam o impacto ao meio ambiente, aliado ao compromisso com o desenvolvimento social, objetivando oferecer a melhor solução em serviços para liberar seus clientes para suas atividades fins, são ações que integram sua Missão.

Os níveis de exigência aos quais submete-se a Empresa são indicativos da qualidade dos serviços prestados. Assim, a Dinâmica conquistou grandes parceiros com estilos bem diferentes e que hoje tem em comum a comodidade da terceirização.

A prefeitura vem contratando esta empresa em praticamente todo setor da administração isto parece ser algo suspeito.

Anônimo disse...

Parabéns ao anonimo que falou e disse. Essa gente rica so pensa neles. Querem correr do fisco creditando isso a fortunas dos herdeiros que podem receber até em vida através dos processos jurídicos. Imagine um herdeiro receber uma bilionária mansão. E depois transformar essa em atividade lucrativa. Imagine que essa renda milhares de moedas e por ter sido transmitida por herança não possa mais ser tributada. Beleza tornou-se fonte de capital não tributado a classe A.
Imagine uma empresa que gere muito capital, e que seja passada por herança. E que depois não possa mais ser tributada no seu capital passivo, e que foi agregado várias reformas a tornando uma gigantesca empresa de capital circulante. Agora imagine ela sendo vendida e o capital sendo aplicado em capital especulativo. Riqueza sem tributação adequada. Estado sem receita para gerar serviços e bens a todo o povo, distribuição de renda interrompida. Uma classe apenas beneficiada.
Ainda bem que os anais da história das hereditariedades provam que riqueza familiar não perdura para sempre, que as natas no decorrer de séculos vão se desfazendo e assim se criando outros espaços de circulação de riqueza, senão seria o marasmo, a continuidade, e a estagnação.
Quantos são descendentes de famílias milionárias, de títulos de nobreza que hoje esperimentam a penúria. É o círculo da vida.
Não dá para perpertuar a espécie familiar no limbo da fartura e das luxúria.
Ontém Lula era um menino paupérrimo de uma família grande, no interior do nordeste, hoje é um homem que tem títulos, e riqueza. Já pensou se só os ricos milionários pudessem ser presidente?
Já pensou se so o pobre que trabalha pagasse todos os dias impostos, ao comprar o fósforo para acender o fogão a gás? É todos os dias se paga impostos, e vem um riquinho médio dizer que temos intelectuais que brilham por querer poupar os ricos dos impostos, porque são tributados todos os anos por seus bens? Ora o pobre cada vez que compra uma caixa-de-fósforo é tributado. Vamos pedir um projeto que o trabalhador não pague impostos por comprar caixas-de-fósforos ao mês. Que so seja tributado uma vez ao comprar o botijão de gás e a primeira caixa de fósforos daí em diante ele não precisa mais pagar impostos.
Sim se o rico tem mansão, o pobre tem de bem o botijão de gás.
Acorda Omar. Assim voce quebra o Brasil e transforma ele numa Etiópia, paralisando o fisco em benefício da classe A. O pior de tudo é você querer os votos dos pobres.

Anônimo disse...

Sr Omar,

A Audi tem 30 encomendas do superesportivo R8, que será vendido a partir de junho, por cerca de R$ 600 mil, mas adianta que só poderá atender a 20 pedidos este ano. O Maserati GranTurismo, com preço a partir de R$ 650 mil, tem mais de uma dezena de consumidores interessados. A Stuttgart Sportcar, representante da Porsche no Brasil, já tem 20 interessados no Panamera, que custará entre R$ 450 mil e R$ 600 mil, mas só chegará no segundo semestre de 2010”.

Quando este pessoal vai perceber que se não houver uma melhor distribuição de renda neste país, vão perder seus carrões...

Anônimo disse...

QUE COMPETENCIA ESSE VITOR VALVERDE TEM PARA MINISTRAR AULA EM UMA FACULDADE, COM CERTEZA NESSA AZEITONA(FJF) TEM CAROÇO, HÁ SE TEM.

Anônimo disse...

O PRESIDENTE DA CAMARA INSISTE NA TAL CAMARA ITINERANTE, QUE NA VERDADE NÃO PASSA DE UM PALANQUE POLITICO ONDE AS PESSOAS QUE QUIZEREM FALAR ALGUMA COISA PRECISAM SE INSCREVER ANTES(NADA DEMAIS) PARA PROGRAMAR O TEMPO, MAS TEM QUE DIZER O QUE E SOBRE O QUE VÃO DIZER ANTES DE SEREM CHAMADAS, AI COMEÇA A RÉPLICA, TRÉPLICA E O COMISSIO TÁ ARMADO PELOS VEREADORES. ME POUPE

Anônimo disse...

Não recomendaria esse Ives Gandra a ninguém, visto que em seu currículo consta sua participação na organização religiosa extremista Opus Dei, ser membro do Instituto Millenium, uma entidade criada por fascistas de S.Paulo, sem contar o fato de um entre centenas de advogados do "banqueiro" queridinho dos tucanos, Daniel Dantas.

Anônimo disse...

Tribuna de Minas, publicação oficial dos tucanos, admite hoje, finalmente a gravidade da situação da Dengue na cidade.

Só que ao invés de cobrar providencias das secretarias municipal e estadual de Saúde, preferiu botar a culpa na população.

Anônimo disse...

VIVA AO SOCIALISMO!!!!!

ABAIXO AOS PILHADORES DA RIQUEZA DO POVO!!!

VAMOS FAZER DESTE PAÍS, UM LUGAR MELHOR.

OBS: Se alguém tem milhões, tenho a cristalina certeza que em algum momento ele se utilizou de métodos traiçoeiros para obté-la.

1-passou a perna em alguém
2-ë político
3-é amigo de político
4-Houve facilidade por algum órgão governamental

E vou mais longe, todas as fortunas, mas todas mesmos sem exceção são conseguidas assim, por aquele que a possui ou por algum ancestral que a amealhou.

IMPOSTOS NESSA GENTE JÁ!!!!!

Anônimo disse...

A riqueza no Brasil de Bilionarios é algo que podemos estranho, pois a nação permanece colonizada por Fariseus que mamam bem na Petrobras, CVRD, ITAIPU e outras empresas estatal e no POVÃO. Vejamos as grandes empreiteiras que navegam e dirigem as grandes concorrencias desde decadas de 50-60-70.

O caso Eike versus suas grandes jogadas com Minérios, direitos de lavras, utilização de ex-executivos das estatais deixa alguns grilos. Sempre tive muitas duvidas sobre empresas que trabalham parasitadas e/ou originadas com informações e DNA de estatal ou com grandes beneficios do governo Federal.

Se houvesse Bilionarios, mas se a justiça fosse MUDA-SURDA-CEGA e justa não teriamos muitas duvidas sobre origem das grandes riquezas. Entretanto, em um pais que nem o Brasil dá para deconfiar até da prpria sombra.

FFGL.

Anônimo disse...

sua fortuna ....com 1 real ...vc ficou bem rico não é santinho...tatatatatatatatat....rararararararar;;;;hhhhhiiii.

Anônimo disse...

Imposto sobre grandes fortunas? Xi! Se cuida, Omar!

jfcontra disse...

QUÁ QUÁ QUÁ QUÁ
O OKMAR VAI GANHAR
VIU GENTALHA

Estrela disse...

Alguém aí sabe qual é o endereço do Bejani? Ele tem email, site ou blog?