segunda-feira, 27 de abril de 2009

O FIM DOS JORNAIS

Você já imaginou acordar e nao ir a banca mais próxima para comprar seu jornal preferido , pois ele nao é mais vendido ? E que você , ao abrir a porta , nao vai mais encontrar o exemplar de sua assinatura na soleira de sua porta? Pois, meus amigos, saiba que isso já está acontecendo em muitas cidades dos Estados Unidos e da Europa. Nesse artigo, mostrarei o que vai acontecer com a informaçao impressa , jornais, livros e revistas e, quais instrumentos vao substitui-los.

Já tenho a minha data para o "fim" dos principais jornais do mundo: TODOS "ACABAM" EM 2015, ou seja, DAQUI HÁ CINCO ANOS. Explico: a internet , sua velocidade e o impacto da tecnologia da informacao, mudaram por completo o hábito da leitura e como as novas geracoes se informam e recebem as noticias de nosso cotidiano.

Os jovens de até 30 anos "nao sabem "o que é um jornal impresso. Todos leem, sim, o GLobo, Folha e o JF, Tribuna etc., mas pela internet. Nao foram habituados a ler jornais impressos como foi a minha geraçao. Repito, os jovens desconhecem e nao reconhecem o jornal impresso como um produto de seu interesse. O computador "é o seu jornail". Com uma vantagem : sao gratuitos na internet!

Com o advento da Internet , temos assistido a um verdadeiro "terremoto" nas estruturas operacionais dos principais jornais americanos e europeus. O caso do The New York Times, é emblematico, pois trata-se do mais importante jornal americano , que assiste sua tiragem diminuir, em média, 5% todos os anos. Somente no primeito trismestre desse ano, a tiragem já caiu 15% e a receita publicitária 30% !

O NYT já vendeu sua sede para quitar dívidas e ainda continua devendo USD 400 milhoes. Seu prejuizo operacional em 2008 foi de USD 300 milhoes e, nenhum analista do setor consegue ver uma luz no final do túnel para essa conta que nao fecha (queda de tiragem e de receita publicitaria, contra manutencao dos custos). A triste e preocupante realidade da "dama cinzenta", como é conhecido o jornal, nao se difere da maioria dos grandes jornais americanso e europeus.

O homem mais rico do mundo, o mexicano Carlos Slim, dono no Brasil da Claro e da Embratel , acaba de emprestar USD 250 milhoes ao New York Times. Se nao entrassem esses recursos, a situacao ficaria insustentável e o pior poderia acontecer. Slim cobrou de juros 14% ao ano. A taxa média para empréstimos nos Estados Unidos gira em torno de 4% ao ano... Tudo isso para sustentar uma empresa que possui 1400 jornalistas em suas redacoes e escritórios em mais de 27 paises cujo produto principal é jornal impresso.

Destino já previsto para centena de outros jornais impressos teve o LOS ANGELES TIMES E O CHICAGO TRIBUNE, dois dos maiores americanos: pediriam sua própria FALENCIA. Com essa metologia, conseguiram continuar com as portas abertas e, ficam, por um tempo determinado pela justica americana, sem a obrigacao de pagar seus credores. Mesmo assim ambos jornais continuam perdendo milhoes e quando acabar a protecao judicial ningué sabe o que vai acontecer.

Sam Zell, dono do Los Angeles Times e do Chicago Tribune é um dos maiores investidores do setor imobiliário no mundo, inclusive em Juiz de Fora, onde sua empresa é sócia de um shopping. A empresa jornalistica de Sam Zell é responsavel pelo maior calote da históira já deixado por uma empresa de comunicacao: Los Angeles Times e Chicago Tribune devem aos seus credores mais de USD 12 bilhoes!

Outro jornal americano, com mais de 150 anos de existência, o Rocky Mountain News , de Denver, com quatro premios Pulitzer também já nao existe mais. Nao imprime mais jornais e sua ediçao agora é eletrônica.

Para fechar o triste e caótico quadro do mercado: em 2007 os jornais americanos faturaram USD 50 bilhoes em publicidade. Em 2008, USD 39 bilhoes ! Queda de mais de 20% ! O Presidente da França, Nicolas Sarkozy já anunciou um pacote de USD 600 milhoes em subsidios para os jornais franceses.

Em Juiz de Fora, cidade com mais de 50o mil habitantes, nao se vende mais do que 10 mil exemplares de jornais por dia, incluindo os locais , e todos os demais diários nacionais (Globo, JB, Folha, Estadao, Estado de Minas etc.). Ou seja, pouco mais de 1% da populacao lê jornais em nossa cidade!!!

Sempre foi assim e sempre será assim em Juiz de fora e em Minas . Por diversos motivos. Primeiro deles é porque nao existe mercado publicitario expressivo e que sustente o custo operacional de um grande jornal, muito menos dois, ao contrário de outras cidades do interior do Paraná, Sao Paulo e Rio, onde a economia forte, é sustentada pela iniciativa privada; segundo, as empresas sao altamente dependente de verbas publicitárias dos governos municipais e do Estado, o que, na maioria das vezes tira a indendencia editorial do jornal (...) e, por fim, o principal, a falta de poder aquisitivo da populacao de Juiz de Fora e de Minas.

Se um cidadao que ganha salário mínimo (80% da populacao ativa da cidade e do Estado) quiser comprar um jornal diário, terá de gastar quase 10% de sua renda no consumo desse produto. Portanto, impossivel , para a grande maioria da populaçao a possibilidade de se informar por jornais. Em Juiz de fora, os cidadaos se informam pelo MG-TV, cujo share alcanca 80 % dos televisores ligados naquele horário. É de graça e cobre todos os assuntos com isençao e qualidade jornalistica.

Mas os jornais vao mesmo acabar? É possivel vivermos sem nos informarmos pelo instrumento de comunicaçao mais conhecido da humanidade? A resposta é: NAO, NÓS NAO PODEMOS VIVER SEM JORNAIS. MAS, SIM, NOS VAMOS VIVER SEM OS JORNAIS IMPRESSOS , QUE SEGUNDO MINHA PREVISAO, ACABAM EM CINCO ANOS .

Acabando as ediçoes impressas, que produto irá substitui-los, já que os jornais nao vao acabar? A resposta, já está no mercado: O JORNAL E O LIVRO ELETRONICO QUE JÁ ESTAO SENDO VENDIDOS ! Trata-se de um aparelho eletrônico, do tamanho de um livro normal e com a espessura de um lápis. Já existe vários modelos a venda no mercado. Sem nos esquecermos que hoje, podemos receber as principais noticias do mundo , on line, por meio de nossos celulares.

O mais vendido jornal/livro eletrônico é o "kindle". Custa cerca de USD 300 . Cabe em sua mala ou simplesmente você o carrega como um livro ou mesmo um jornal. Com o kindle, você acessa todos os jornais do mundo. E a coisa mais impressionante: você pode colocar mais de mil livros em sua memória !!! Em outras palavras, você, com seu kindle é uma verdadeira biblioteca ambulante.

O governo da Italia, anunciou esse mês , que já em 2012, portanto "amanha", nenhuma criança daquele país utilizará mais livros nas escolas. Todos alunos receberao, gratuitamente, um computador laptop, onde estarao arquivados todos os livros referentes ao seu ano letivo. Passando de ano, a criança recebe um novo disquete com todos os "livros". Ou seja, em dois anos, a Italia, e provavelmente toda a Europa, eliminará os livros impressos para os estudantes estudarem e aprenderem. De fato, imaginem uma aula de geografia, onde os alunos estudem o Brasil: todos ligam o computador, acessam o "googlemap", e vao aprender sobre nosso país, "passeando" pela capital Brasilia. E assim o livro de geografia nao servira sequer para decorar a bibilioteca da escola...

Para "carregar" sua biblioteca, o Google e a Amazon já vendem a maioria dos títulos,os "livros" mais vendidos no mundo. Fora a pirataria que existe na internet.

Por tudo isso, principalmente pela realidade imposta pela internet, OS JORNAIS DO FUTURO SERAO ELETRONICOS. As ediçoes impressas vao acabar. Mas aquele leitor que desejar ler o seu jornal impresso ainda vai poder faze-lo: terá em sua casa uma impressora pessoal que fará o jornal ser produzido como "antigamente" . Mas serao somente os nostálgicos e "velhos" como eu e o Wilson Cid que teremos essas máquinas antigas e ultrapassadas. Nossos filhos e netos estarao ligados diretamente na Internet.

Mas com o fim do impresso, de onde virá o faturamento dos jornais para bancar o jornal eletrônico? Virá, em primeiro lugar, da cobranca da assinatura eletrônica, que substituirá a assinatura do exemplar impresso, tese defendida por Rupert Murdoch, o maior empresário de comunicacao do mundo, dono do Wall Street Journal, dentre centenas de outros títulos ao redor do mundo. Em seguida, a publicidade, assim como acontece com os impressos, será a outra grande fonte de receitas para as empresas jornalisticas.


Por tudo isso, pelo fim do jornal impresso que se aproxima, vou comprar quatro exemplares do kindle, o jornal eletronico . Vou levar um para mim, um para o Roberto Goncalves, um para o Wilson Cid e outro para o Juracy Neves. Temos de comecar a nos conscientizar que estamos ficando velhos. Nao para ler jornais. Mas para faze-los.

58 comentários:

Roberto disse...

PRO JURACY NEVES ERA MELHOR VOCÊ TRAZER UM ALFARRÁBIO. OU UM PERGAMINHO. NA VERDADE, TALVES UMA DAS CARTAS DE TIRADENTES, POIS NA REALIDADE ELE NÃO ESTÁ PRECISANDO DE TECNOLOGIA, MAS SIM DE LIÇÕES DE CIDADANIA.
QUEM SIMPLESMENTE SE CALOU NO MAIOR EPISÓDIO DE SUJEIRA DA CIDADE, NÃO PRECISA DE DE KINDLE, PRECISA SIM É TER COMPROMISSO COM
QUEM LÊ AQUELE PASQUIM.
COISA QUE VAMOS COMBINAR SOBRA QUI NESSE BLOG.
AGORA PARA O WILSON, ACHO QUE VALE A PENA, POIS UM CHOQUE DE MODERNIDADE TALVEZ ACORDE, OS VELHOS NEURÔNIOS, E O FAÇAM VER COM MAIS CLAREZA, OS NOVOS CONCEITOS POLITICAMENTE CORRETOS.

Anônimo disse...

Já que publicidade será fonte de recursos dos jornais digitais, você podia abrir a publicidade qui neste blog.
Garanto que ia ter mais lucro do que com o JF hoje.

Anônimo disse...

Exelente artigo Omar,o mundo esta mudando muito rapido e as vezes as pessoas nao percebem isso e são pegas de surpresa

JOSE CARLOS OLIVEIRA disse...

Sr. Omar:
Parabens pela explicação.
Gostaria, na condição de ser também radialista há 39 anos, pedir a V.Sa., uma analise sobre o rádio (especialmente o prestador de serviços) - o popular AM, como conhecemos, amamos e gostamos de fazer.
Hoje ja coloco meus quadros de rádio (comentários, dicas, noticias,etc) em meu site, com minha voz.
Será esse o futuro (amanhã) ? O que o senhor pensa a respeito ?
Cordialmente
José Carlos Oliveira

Anônimo disse...

Que tal tambem o fim da classe politica. Acabam-se as camaras de Vereadores e o congresso. A politica seria tratada virtualmente.Seria tratada os projetos de leis atraves de Chats e caberia ao chefe do governo a promulgação das leis que realmente interresariam> Não teríamos gasto algum com os salários, nem escanda-los de passagens ou propinas. Tudo seria transparente e virtual. Não seria uma maravilha?

Anônimo disse...

Eu já trabalho em casa, aqui em Juiz de Fora, para uma empresa do Rio de Janeiro. Vou ao Rio uma vez ao mes, ou quando há necessidade. Por uma porta VPN, tenho acesso ao sistema de computadores desta empresa. Portanto, não somente os jornais impressos, que tendem a acabar. O trabalho tradicional, em alguns segmentos, com certeza, tambem esta com seus dias contados. Não será mais necessario, manter uma estrutura para os funcinários, algumas atividades poderão serem cumpridades em seus lares (Home Office). Vai chegar o tempo que vamos sentir falta de nossas velhas rotinas. Ah, tambem ainda, prefiro o jornal impresso, sem contudo ler os jornais pela internet.

Júlio C. sSarchis disse...

Omar, compro ocasionalmente o JF e tenho assinatura do Tempo, mas acesso seu blog diariamente. Será realmente frustante acordarmos de manhã e não termos mais o velho e bom jornal para manusear-mos.
Porém, por outro lado, veja que maravilha: Nossas florestas serão mais conservadas, teremos menos papéis em nossos aterros sanitários, se fabricarão menos tintas tóxicas como as utilizadas em impressos. E em se tratando de livros didáticos no Brasil, se adotarmos a postura da Itália, acabaremos com a máfia das editoras e das escolas que cada ano muda uma virgula em um livro para que o do ano anterior não possa ser aproveitado por outros.
Realmente a terra gira, o trem não pode parar e novas tecnologias são criadas. O empresariado deve se adaptar às novidades e muitas vezes até se adiantar a elas. Lembremos que quando os bancos começaram a ser automatizados, todo mundo colocou a boca no trombone, mas hoje a realidade é outra: em qualquer esquina você tem um terminal bancario funcionando todos os dias do ano e quase vinte e quatro horas por dia. Ganhou o povo. Hoje podemos tirar escrituras, documentos, comprar passagens de onibus, avião, trem, navio e até em disco voador pela internet. A informatica veio para ficar, a computação acelera a passos largos e quem não conseguir acompanhar vai ficar para trás.Ou como aconteceu comigo, vai se dar mal (depressão, sindrome de pânico, ansiedade) pois diariamente se muda a conduta e normas na minha empresa e cada semana que passa temos novos programas de computador que temos que utilizar, mesmo sem o devido treinamento.
É o preço da globalização e das "METAS" que nossos padrões nos impõem.
Viva nossas matas! Viva os psiquiatras! viva a globalização, e morra a humanidade.

Júlio Sarchis.

Luiz Valle disse...

perfeito seu artigo,,, mas um livro impresso, o contato com o papel do jornal, vai nos fazer muita falta... eu vou sentir saudades....não é tão bom o cheirinho de um livro novo???

Anônimo disse...

Caro Omar,

Bom dia.
O pessoal da Tribuna deveria ter lido seu artigo antes de investir quase 1,5 milhões de dólares em uma nova rotativa para o jornal!!!!!!!!!!!

Anônimo disse...

Meu caro Omar Peres,

sugiro que crie um outro blog para reflexões "filosóficas" e globais pois já deve ter notado que o pessoal que vem por aqui quer discutir questões locais, por exemplo a licitação no valor de R$ 125.000,00 que a PJF quer gastar com a compra de camisetas do Programa Poupança Jovem. Se é para poupar vamos começar por aí, para que gastar dinheiro com camisetas?!

Fernando Albuquerque (só me quenqudro como anônimo, não sou blogger, não sei o que é URL...)

Cláudia Figueiredo - A VOZ DA MULHER disse...

Omar,
sua reflexão é muito pertinente ao mundo moderno. Este assunto é hoje a principal discussão no mundo acadêmico. As pesquisas em comunicação hoje investigam a comunicação sob a interface tecnológica. A convergência de mídias para a internet já é uma realidade tanto para impressos, quanto para o rádio e a TV. As empresas de comunicação precisam mesmo acompanhar estes avanços.
Os e-books também já são bastante explorados. Eu mesma leio livros através de downloads no meu computador pessoal. Pena que não é um notebook para eu levá-lo por onde eu for. Já vi na internet esta tecnologia que você menciona no seu texto. Poder carregar livros e conhecimento e lê-los em qualquer lugar, é uma das maiores vantagens do aparelho e do programa de computador.
A internet é uma ferramenta que, se bem utilizada, poderá promover uma democratização da informação ainda pouco experimentada no Brasil.
Parabéns pelo excelente artigo.
Um abraço,
Cláudia Figueiredo

Anônimo disse...

Senhores venho através deste pedir que nos ajudem a questionar alguns fatos que ocorrem as escuras na Guarda Municipal e o pior, qualquer guarda que questiona fica marcado!!!



Falta de estrutura - Hoje na Guarda sofremos um grande descaso por parte da administração ou talvez falta de Voz do nosso Chefe de Departamento – o que nós achamos que é ainda pior – pois falta Viaturas na Guarda, as que temos, duas, eram carros da prefeitura que estavam parados e na época da inauguração dos serviços da guarda foram recondicionadas e quebram constantemente pois são muito velhas. São substituídas por viaturas da PJF mais velhas ainda (sem freio de mão, vidros não fecham, embreagem com problemas, portas não fecham direito). Temos problemas de uniformes, não temos blusa de frio e capa de chuva e temos que trabalhar a noite e com frio não podemos vestir uma blusa de frio por cima que somos chamados atenção e nos ameaçam por saberem que estarmos em estágio probatório. Alguns Guardas tem apenas um uniforme, uns receberam o segundo uniformes a aproximadamente um mês.

O tão anunciado agasalho e capa de frio já é anunciado desde janeiro. E quando chega????? Toda vez que começa a esfriar começa o movimento de anotar as medidas de todos para receber as blusas de frio e a capa de chuva... mais até hoje nada.

Atualmente nas praças a medida que foi tomada é que os Guardas do turno de 18:00h as 00hs fazem horário de 15:00hs as 21:00hs porém e no HPS, Rodoviária, Regional Leste e n escola no centro onde os Guardas fazem segurança a noite??? Isso vai adiantar alguma coisa??



Burocracia dos Cabides de emprego - No setor administrativo junto com nosso chefe de departamento Sr. Major Mendes a um excesso de Guardas pois não há nenhum serviço lá na sede da Guarda para tantas pessoas uma vez que a prefeitura já tem todo seu corpo na área de licitação, na área de pessoal - vale transporte, entrega de contra cheque, treinamentos (Escola de Governo), informática e etc. Esses guardas não tem o que fazer e é comum encontrar esses Guardas acessando chat através do programa de computador MSN, site de relacionamentos Orkut, estudando com livro, apostilas ou cadernos em cima do teclado do computador e ai quando chega alguém eles guardam rapidamente a fim de “despistar”.

A Guarda hoje conta com 4 comissionados, o chefe de departamento Sr Major Mebndes e três funcionários, um responsável pela entrega de contra cheque e vale transporte (feito uma vez por mês) –Sr. Thiago- e outro responsável por fazer a escala (também feita uma vez por mês) –Sargento Aquino- (Segundo nos é passado ele é Sgt do Exercito “e está mamando na prefeitura”) e o outro Tenente Elói (ninguém sabe o que ele faz só sabemos que ele já foi pego dormindo dentro de uma kombi na sede da Guarda um dia a tarde e segundo sabemos ele Guarda a manta de dormir no armário da Guarda. Isso mesmo ele leva uma manta de dormir para o serviço....)



Mais comissionados – na Guarda existem os “Supervisores Administrativo, Operacional, Inteligência, Capacitação e SOU (Sala de Operações da Unidade) e Supervisor de Moto. (foram nomeados dia 22/04/06 e vão ganhar em torno de R$700,00 a mais que os outros Guardas)



Supervisor Administrativo + auxiliar – função: responsáveis pela escala e licitações e uniformes... mais e os funcionários da PJF que já fazem esse serviço? Não é redundante?



Supervisor Operacional (São seis) + auxiliar/motorista, função: ir nos postos de serviço dos Guardas bater papo e pedir para assinar uma folha de ponto, dormir na sede quando estão de serviço a noite e nada mais. (detalhe: os guardas que estão trabalhando se for pego às vezes sentado para descansar as pernas é chamado a atenção!! Os Guardas sempre vê essa situação quando acontece alguma falta e não tem dupla e tem que ir trabalhar na sede de noite ai pega os “Anginhos” no 10º sono).

Não seria mais fácil e mais barato um motoboy ir recolher essas assinaturas? Ou então deixar a folha de ponto no local onde o Guarda trabalha e o mesmo levar ao final do mês na prefeitura???

Motoboy = uns R$10,00 por dia e por mês R$ 300,00 e dois Guardas Supervisor R$1.147,00 + R$ 700,00 + Motorista R$1.147,00 = ao montante de R$ 2.994,00 ABSURDO!!!!! Bem... pelo jeito é mais fácil alguém mamar nas “tetas” da prefeitura!!!



Supervisor de Inteligência + auxiliar/motorista– Função: ninguém sabe o que faz, investiga o que? Que nunca sabem de nada... vão perguntar os guardas que estão trabalhando nas ruas o que aconteceu... sempre depois do fato ocorrido.

Única coisa que sabemos é que esse supervisor mora próximo a Sede da Guarda Municipal e recebe cerca de 150 vales transporte por mês e o Major Chefe de Departamento sabe disso e não faz nada!!!!

E os vários Guardas com problemas na justiça???? É só pegar a lista de Guardas e pesquisar um a um no site do TJ MG.



Supervisor de capacitação + auxiliar - Função: Capacitação onde? Qual foi o dia que a guarda fez algum curso de capacitação?Sou Guarda e nunca fiz um curso. Será que existe outra Guarda Oculta que faz cursos de Capacitação e os Guardas da PMJF não sabem?????



Supervisor da Sala de Operações da Unidade – Função: supervisiona os atendentes de telefone, será que os Guardas não sabem atender telefone? E o supervisor administrativo?... E numa situação de trabalho na rua o Supervisor da SOU nunca sabe o que fazer. Será que o chefe de Departamento não vê isso????



Supervisor de Moto – As motos fazem ronda em dois horários ( três motos por turno), uma turma de manha até as 14hs e outra de 14hs em diante e o supervisor trabalha de 8hs as 18hs (com duas horas de almoço) – Função: Estudar na Sede da Guarda para concurso do Ministério da Fazenda oito horas por dia com o caderno/apostila em cima do teclado do computador e quando alguém tenta falar alguma coisa ele faz a cabeça do Major e faz com que a pessoa seja colocada em outro lugar para na ver ele “mocegando”!!!



EXISTE UMA CAMPANHA DE ECONOMIA NA PJF, SERÁ QUE O CHEFE DE DEPARTAMENTO DA GUARDA MUNICIPAL TOMOU CONHECIMENTO DE TAL CAMPANHA?



ABSURDO!!!

Um Guarda foi intervir numa determinada situação onde os andarilhos estavam numa praça fazendo baderna, bebendo, sujando a praça, mexendo com mulheres, crianças, pedindo dinheiro e ameaçando as pessoas que passavam no local. O senhor Ten. Eloi chegou ao local e reconheceu um dos andarilhos e imediatamente mandou ele voltar para praça e disse que não tinha problema nenhum ele continuar fazendo o que ele estava fazendo. Isso mesmo!!!! Fazer baderna, bebedeira em praça, sujar, mexer com mulheres e crianças que passava pelo local, pedir dinheiro e ameaçar as pessoas que passavam pelo local!!!



Sem falar nas escalas privilegiando alguns guardas, que segundo nosso chefe de departamento tem escala privilegiada quem faz faculdade. Ah um tempo foi questionado em uma reunião o porquê de tantas pessoas que não estudam e estão nessa escala privilegiada da Guarda, trabalham 6hs de segunda a sexta feira e não trabalham sábados domingos e feriados e emendam feriados igual setor administrativo da PJF, nosso chefe de departamento teve a cara de pau de dizer o seguinte: “essas pessoas tem problemas mais graves que estudar”. Nossa a Guarda tem muita gente com problema mesmo!!! São peixes!!!.



Ainda existe o Regimento interno que foi feito a portas fechadas na prefeitura e nenhum guarda participou de nada... porque isso? A ninguém explica!!!



Há um racha na Guarda, alguns Guardas que estavam na função de Supervisores “mesmo sem nomeação” que brigam para que o requisito para escolha de supervisão seja as primeiras colocações, ou seja, eles nunca querem largar o cargo, tentam a todo custo que o cargo comissionado de supervisor seja “vitalício” e os outros que estão abaixo das notas nunca vão ser supervisores, vão passar trinta anos na Guarda e nunca vão ter nenhuma chance de ser porque só serão os primeiros.

E a maioria exige que seja feito uma seleção interna para escolher os Supervisores ou então deixa para livre nomeação e exoneração do comandante da Guarda como forma de que todos tenham as mesmas chances.



E o despreparo dos nossos superiores? O Major não sabia que os Guardas fizeram treinamento para usar armas de fogo, não sabia que nosso curso foi de aproximadamente de sete meses, não sabia que praticamente o mesmo curso que um soldado da PM faz nós fizemos, não sabia que NÓS NUNCA FIZEMOS TREINAMENTO PARA UTILIZAR GAZ DE PIMENTA, ISSO MESMO, NUNCA!!!!

E a Supervisão de Capacitação??? Onde ela está? E a Supervisão de Inteligência?? Será que ela não é inteligente o bastante para informar isso ao Chefe de Departamento???

O Sou Guarda e tenho vergonha de dizer, mais tem que ser dito, o despreparo é geral!!! É uns querendo arrumar um jeitinho de ganhar um dinheirinho a mais com a supervisão e só isso!!

Qual o serviço que a Guarda Municipal tem para ter tantos Supervisores??? Onze (11) Supervisores para 138 Guardas – 11Supervisores = 127 Guardas. Para que isso??? Ninguém explica!!!



Se vocês puderem entrevistem alguns supervisores vocês verão que eu estou dizendo.

Alguns desses Supervisores tiveram problemas no curso de formação, não chegavam no horário, não faziam barba conforme era orientado, tinha supervisor que tinha problema de relacionamento com os demais. e porque eles agora vão ser Supervisores e nunca vão sair da Supervisão só porque fizeram melhor pontuação na prova???

Supervisor, Paulo César, Emilce e Izabel tem até medo de conversar com os outros na rua... Vão Supervisionar o que??? Para ouvir o que eles falam tem que quase pedir para falar num microfone.

Sei que está muito difícil para nós Guardas municipais e gostaria que alguém fizesse estes questionamentos aos nossos chefes porque se nós fizermos ficamos marcados e estamos em estágio probatório e temos medo de represália. Todos que não concordam com isso tem medo essa era realidade. Por isso que ninguém abre a boca e fala.

Estou a disposição para tirar dúvidas via e-mail.



Grato pela atenção,



GM da PMJF

SINSERPU disse...

PJF mantem reajuste zero, e Sinserpu mobiliza
categoria para nova paralisação
Representantes da Administração Municipal mantiveram-se irredutíveis na decisão de não conceder qualquer reajuste salarial para seus servidores durante o terceiro encontro entre as partes, na manhã de segunda-feira, dia 27 de abril. Também ficaram acertadas reuniões com os sindicatos representantes dos servidores, separadamente, na manhã desta terça-feira, para avaliação das cláusulas sociais da pauta de reivindicações.
Uma nova rodada de negociação sobre índices de reajuste com todos os sindicatos acontecerá no final do dia desta terça. O Sinserpu convoca os trabalhadores à nova paralisação das atividades quarta-feira, com assembleia às 10h, no Terreirão do Samba, onde serão definidos os rumos do movimento.
No encontro com os sindicalistas, na manhã de segunda, representantes da Administração sustentaram o discurso da crise financeira vivenciada pelo município. Para o Sinserpu, porém, falta sensibilidade ao Executivo, uma vez que os vencimentos dos servidores municipais estão defasados, estando o menor salário abaixo do mínimo. O sindicato argumenta que a Prefeitura foi abastecida financeiramente por impostos como IPTU e Fundo de Participação dos Municípios. Questiona, ainda, o motivo pelo qual a Prefeitura não solicita ajuda ao governador Aécio Neves, que prometeu total apoio ao prefeito no período da campanha eleitoral. O Sinserpu avalia também que em todas as administrações, durante as negociações salariais, as estimativas da Prefeitura são sempre negativas e ao final do ano constata-se superávit que poderia ser revertido em melhores índices de reajuste para o trabalhador.

Anônimo disse...

Concordo totalmente com o anonimo que sugere o fim dos politicos.Ja pensou que mundo maravilhoso que seria se não existisse vereador,deputado est e fed,senador,ministro,etc.O novo mundo que esta surgindo adptaria uma forma de administração publica totalmente confiavel,em que todos os contribuintes saberia exatamente para onde estava indo seu dinheiro.Seria simplesmente fantastico.Pena que esse sonho so existe na cabeça das pessoas honestas e trabalhadoras,e temos que admitir que no Brasil e uma pequena parte da população.

Anônimo disse...

Omar Peres, tem que trazer um para seu amigo Rogério ENCOSTADO de Morais senão ele vai ficar com ciúmes. E como ele já anda dizendo por aí que você politicamente não tem mais futuro, para ele pular do seu barco logo logo não demora.

Anônimo disse...

Entramos na era dos supercondensadores.O Computador é o maior e o mais fantasico condensador.

No computador condensaremos praticamente tudo da nova era; Exemplo : Comunicações diversas como Radio-Jornal, Lazer, Musica, Movimentação Bancaria, agendamento, Pagamentos, Conversas, Reuniões, Trabalho, Telefonia e outras questões.

Entretanto, ainda não descobrimos um condensador que possa triturar-moer-fritar e criar chips de politicos Humanoides competentes e éticos. As últimas experiências realizadas forneceram chips que fediam muito.

Em Juiz de Fora poderá ser feito geração de Humanoides Politicos, misturando Bejanis, Todinhos, Vicentôes, Bruninho Camargo Correa, etc. Os bloqueiros podem imaginar os Chips dos Humanoides Politico que JF pode produzir?

Bloqueiro de Monte Verde.

Anônimo disse...

Gostei da sua resposta, que você nã tem nada com cálculo de tarifa, com nada. Mas você deveria colocar no mesmo espaço que a licitação não tem 25 anos, mas deveria ser honesto, falar sobre as obras que os empresários fizeram, mais de R$50.000.000 em obras. Então, deveria, pelo menos, citar isso no seu jornal. Você é empresário, não deveria fazer esses comentários negativos contra eles, muito menos contra fatos que possam prejudicar os empresários que tanto contribuíram para Juiz de Fora. Você pode não acreditar, mas tenho simpatia por você, acho que você é muito predador e adora escândalos e mentiras. Gostaria de te ver na prefeitura, mas para isso, vou te dar alguns conselhos: aponte o caminho a ser seguido, pare de falar mal dos outros, mostre as soluções que você vai conquistar o apoio de todo povo de Juiz de Fora.

OMAR PERES disse...

Tarifas das passagens

Novamente, anônimo envia mensagem dizendo que eu deveria citar obra realizada pelos empresários de ônibus no valor de R$ 50 milhoes. Pedido antendido.

Só gostaria de saber os motivos que levaram esses empresários a fazer essa obra. Diz que nao tem 25 anos a última licitacao. Nesse caso, favor informar a data exata.

Anônimo diz que gosta de mim e que gostaria de me ver na prefeitura, mas que sou predador, mentiroso e que gosto de escandalo.

Nao, nao gosto de escandalos, tipo video que apareceu no jornal nacional, onde aparece empresário de JF dando dinheiro para o Bejani. Por isso, posso afirmar que predadores e mentirosos sao outros.

Por fim ,nao falo mal de ninguém. Só exponho as contradicoes e mentiras dos homens publicos que mentem e se contradizem!

Mostrei novos caminhos para Juiz de Fora. Concorri a prefeito e perdi. Agora,minha funcao é cobrar dos vencedores. Tarefa fácil, pois sao mentirosos e, nao estao cumprindo absolutamente nada do que prometeram.

No mais, tá tudo bem.

Abraco,

Omar

Anônimo disse...

O titulo deste post deveria ser "As previsoes de Nostradamus".
Se realizaram ou não ???

Anônimo disse...

O BLOG ESTÁ CHATO, POIS OS FUNCIONÁRIOS DA PREFEITURA DEVERIAM MOSTRAR AS CARAS NAS GREVES E NÃO ENCHER O SACO COM SOLICITAÇÕES EM BLOGS.

POR FINAL EU TORÇO PARA O TODINHO REDUZIR A METADE DO QUADRO DA PMJF, POIS ALEM DOS CABIDES TEM MUITO CHUPA SANQUE QUE NÃO HONTA EMPREGO PUBLICO.

VIVA O TODINHO.... AINDA SERÁ O NOSSO GOVERNADOR !!!!!

Anônimo disse...

Omar,
Já estamos na era do fim dos jornais, pelo menos em Juiz de Fora, onde não temos um Jornal contribuindo de fato com os interesses da população. Vou citar como exemplo algo nítido que está acontecendo aos olhos de quem quiser ver na recém criada SEL, onde o nome deveria ser alterado para guarda-roupa, afinal não passa de um cabide de empregos onde todos os péssimos funcionários continuaram lá
*e para completar entraram mais um monte, abuso. O interessante mesmo é que o guarda-roupa vive vagando por aí todos os contratados pelo tal secretario insuportável continuam nos seus empregos e aparecem lá de vez em quando 5 minutos por semana.. basta ir lá para ver e confirmar. O esporte da jf já era ruim e quem disse que não poderia piorar? Cadê nossos jornais que não tocam no assunto?

Anônimo disse...

Nas questões ligadas à Assistência Social, não somente a Câmara dos Vereadores mas também os Conselhos Municipais dos Direitos da Criança e do Adolescente e de Assistência Social têm de cobrar resultados efetivos da implantação desses novos serviços, nos quais falou a nova Secretária de Assistência Social da PJF. Estabelecer prazos e cobrar resultados, a fim de comparar graus de efetividade, eficiência e eficácia com o que se tinha e foi desmanchado...
Outro detalhe se repararem bem, esses serviços estão muito mais voltados pra Secretaria de Educação do que pra Assistência Social, todos eles, exceto Agenda Família, têm caráter educativo e têm prioridades voltadas para a Educação, inclusive pelas características de ingresso pela escolaridade.
O Agenda Família então é importantíssimo,como não há recursos do Governo Federal nem do Estadual, o custeio sai do município e requer um grande investimento... As famílias do bairro escolhido escolhem as prioridades dentro da sua vulneravilizada e nisso mistura-se, obras na casa, reformas, cestas básicas, certidões, assistência jurídica... enfim é caro e custa dinheiro... nem discuto o seu viés assistencialista que a meu ver é retrocesso.
Se informem, cobrem, analisem e vejam se as "trocas" realmente valeram à pena.... entrevistem funcionários, vejam se o que realmente foi falado está funcionando....dizem que não... não sei. Os funcionários estão soltos, sem referência, fazendo apenas uma tarefa, sem realmente acreditarem que tudo mudou para melhorar.
Na AMAC então nem se fala, a tristeza é generalizada... ninguém sabe quem é quem mais, acabou-se o controle da gestão, a cada dia um fumcionário novo ( cargos de confiança), enfim... um verdadeiro CAOS.

Edson Basilio disse...

Parcialidade por parcialidade, fico com os blogs... são mais criativos e declaradamente parciais, não se dizem imparciais.

Anônimo disse...

Números

Atendendo a pedido dos próprios sindicatos, Vitor Valverde apresentou projeção do suposto impacto do reajuste nas contas do município com base no IPCA. Considerando a manutenção do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) nos mesmos patamares do ano passado, a folha de pagamento em 2009 representaria 52,6% da receita corrente líquida de Juiz de Fora. A Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) estabelece como limite máximo 54% e como limite prudencial 51,3%. Os sindicalistas questionaram os percentuais dizendo que todos os anos os governos fazem estimativas altas e quando os orçamentos são executados os índices de comprometimento com a folha caem. Para Valverde, os números são claros e não comportam especulações.

O secretário voltou a mostrar o fluxo financeiro de 2009 elaborado e apresentado na segunda reunião da campanha salarial pela secretária da Fazenda, Maria Helena Leal. O documento prevê para este ano uma arrecadação menor do que as despesas, não considerando a hipótese de reajuste. Somente com a folha de pagamento do funcionalismo, a Prefeitura deve gastar R$ 313 milhões ao longo do ano. "Os números estão aí da forma mais clara possível. Se houver possibilidade de alocarmos recursos para aumentar os salários, vamos fazer, mas quero que vocês me mostrem".

Volto a proposta de separar despesa com pessoal efetivo das despesas com cargos de confiança, comissionados e terceirizados pois é nítido o aumento destes cargos nesta administração.

Anônimo disse...

Quando foi falado neste blog que Comando da Guarda era do SARGENTO V3 vitinho val verde, ninguém acreditou, depois é que chegou a notícia informando isto aí todos ficaram assustados. Quanto a falta de equipamento já era de esperar pois aquele elefante sem rabo não iria nunca se preocupar com seus comandadados (se é que pode falar em comando por parte do v3), um administrador público tem que se procupar com seus funcionários primeiramente dando-lhes treinamento, condições mínimas de conforto, uniforme, agasalhos e motivação para o desempenho de suas funções de atendimento ao público. Estas pessoas que foram colocadas na Guarda segundo alguem aqui neste BLOG, elas foram indicadas por um coronel e que nunca trabalharam na Polícia sempre foram parasitas. Pobres Guardas é lamentável ver a quanto caminha a humanidade...

Anônimo disse...

NOSSSSSSSSSSSA É RIDÍCULO VER AQUELE ELEFANTE SEM RABO (VITINHO) TENTANDO EXPLICAR O INESPLICÁVEL QUANTA ARROGANCIA... VOCÊS VÃO PAGAR PARA VER????? A MANHÃ VAI SER OUTRO DIA. JÁ DIZIA CHICO BUARQUE.

MARCUS PAULO

Roberto disse...

INCOMPETENTE COMO ELE SÓ:

O secretário voltou a mostrar o fluxo financeiro de 2009 elaborado e apresentado na segunda reunião da campanha salarial pela secretária da Fazenda, Maria Helena Leal. O documento prevê para este ano uma arrecadação menor do que as despesas, não considerando a hipótese de reajuste. Somente com a folha de pagamento do funcionalismo, a Prefeitura deve gastar R$ 313 milhões ao longo do ano. "Os números estão aí da forma mais clara possível. Se houver possibilidade de alocarmos recursos para aumentar os salários, vamos fazer, mas quero que vocês me mostrem".

MAS NÃO É EXATAMENTE PARA ISSO QUE ELE ESTÁ SENDO REGIAMENTE PAGO.
COMO PODE PEDIR QUE OS OUTROS MOSTREM O CAMINHO PRA ELE.
É MESMO UM IDIOTA ESSE VITOR VALVERDE.

Roberto disse...

SÓ PEDINDO PRO MENSALEIRO MENTIROSO:

Sob pressão

A secretária de Assistência Social, Silvana Barbosa, há cerca de 30 dias no cargo, foi enfaticamente questionada pelos vereadores, sobretudo em razão da falta de respostas conclusivas na audiência pública de ontem, e também pela transferência de projetos da área social para outras instâncias. Os vereadores criticaram, principalmente, a competência da secretaria de Educação sobre as creches e da de Esportes sobre o programa Bom de bola, bom de escola.

Novo debate

A falta de conclusão levou o peemedebista José Sóter Figueirôa a propor uma nova reunião, dentro de um mês, com a participação do que chamou de atores sociais que não foram convidados para o evento de ontem. O líder do Governo, Isauro Calais, e a secretária, Silvana Barbosa, concordaram com a proposta, mas enfatizaram que só poderiam dar uma resposta depois de conversarem com o prefeito Custódio Mattos.

SERÁ QUE QUANDO FOI FAZSER QUELE MONTE DE TATUAGEM E PINTAR O CABELO DE VERMELHO DASPU, ELA PEDIU PRO LICENÇA PRO MENSALEIRO.
E O ISAURINHO CALAIS, SERÁ QUE PEDE PRA IR NO BANHEIRO OU ISSO ELE PODE SOZINHO.

Ayslan disse...

o Rogerio de Moraes, ao contrario do foi dito nunca foi um encostado, ao contrario de vários amigos do Omar. Quase todos que participaram da campanha e alguns que vivem as custas do seu jornal.
E esses sim é que acostumados a trair, recebem salário fazem um trabalho de qualidade discutivel, e ainda por tras falam cobras e lagartos do chefe.
Conheço o Rogerio a muitos anos e nunca vi ele falar que o Omar não tem futor politico, muito pelo contrário, é o maior incentivador e defensor do Omar.
Se doeu algum copmentário que ele fez a respeito, cobre dele pessoalmente e arque com as consequencias disso. Mas querer fazer intriga não cola, de bobo o Omar não tem nem cara, ao contrario do resto do seu straff.
Que além de cara ainda faz o papel.

Roberto disse...

DINHEIRO TEM E MUITO O QUE FALTA É VERGONHA NA CARA DO CUSTÓDIO:

O problema da população
de rua também esquentou as
discussões. O vereador Júlio
Gasparette (PMDB) disse que
há “uma invasão de moradores
de rua na cidade” e que na Rua
da Bahia “já não se passa mais
ninguém”, devido à gravidade
da situação. Silvana Barbosa
respondeu dizendo que não faltam
vagas em abrigos da cidade
e que o serviço de abordagem
é feito diariamente.
— O trabalho é muito delicado,
o serviço é difícil de ser
executado porque não podemos
forçar ninguém a ir para o
abrigo — explicou.
Ela adiantou que a Prefeitura,
em convênio com a Fundação
Banco do Brasil e a Universidade
Federal de Juiz de
Fora, irá construir um Centro de
Triagem para abrigar os catadores
de papel, mas deixou
em aberto a retomada das
obras do Restaurante Popular.
— O projeto está sendo avaliado,
mas não é prioridade do
prefeito agora. Apesar de a Prefeitura
ter o dinheiro para a obra,
a manutenção é muito alta.

ISSO TODO MUNDO SABIA, TA NA CARA.
AGORA FALAR QUE NÃO TEM DINHEIRO É FALTA DE VERGONHA MESMO.

Roberto disse...

MAIS UMA MORTE NAS COSTAS DO CUSTÓDIO:

O Samu foi acionado para
prestar socorro à vítima.
No entanto, ao chegar ao
local do acidente, a equipe
apenas constatou o óbito do
aposentado. O comerciante
José Maria Tomaz disse
que tentou solicitar atendimento
para o ciclista na
Policlínica do bairro, mas
não conseguiu.
— O acidente aconteceu
na porta da minha loja. Fui
buscar socorro na Policlínica
e me falaram que não havia
ambulância para buscá-lo.
Quando saí em busca de
atendimento, ele ainda estava
agonizando no chão —
afirma o comerciante.
Até o fechamento desta
edição, a perícia técnica da
Polícia Civil era aguardada.
O caso será encaminhado
para investigação na 3ª Delegacia
Distrital, responsável
pela Região Norte de Juiz
de Fora.

SEM HOSPITAL, SEM AMBULANCIAS, SEM PESSOAL, SEM MERDA NENHUMA.
O MENSALEIRO DO CAPETA, ABANDONOU A ZONA NORTE A PROPRIA SORTE, DIZEM QUE É VINGANÇA CONTRA O CASTELAR...
MAS QUEM SOFRE É QUEM NÃO TEM NADA COM PEIXE.

Anônimo disse...

SOU DO TEMPO DO ÊPA,GOSTO MUITO DE LER, E ACHO QUE A HUMANIDADE TAMBÉM ESTÁ COM OS DIAS CONTADOS, A GLOBALIZAÇÃO É DEZ:UM ESPIRRA LÁ NA ASIA E CONTRAIMOS PNEUMONIA AQUI NO BRASIL.CERTO DIA ENTREI NUM CHAT E FUI DIGITAR CERTO E LOGO A RAPAZIADA CHIOU ACHANDO QUE VINHA BOMBA, FIQUEI DECEPCIONADO, PERDEMOS A NOÇÃO DO QUE É BOM COM EFETIVIDADE, AGORA O DEZ É CADA DIA UMA COISA NOVA, NÃO HÁ MAIS TEMPO PARA NADA,TAMBÉM A HUMANIDADE ESTÁ POR UM FIO.

Edson disse...

Basta fazer um passeio em nossas memórias e voltar 20 anos atrás e lembrar como era nossa vida. Não tinhamos internet, celulares, computador era coisa de banco, dirigiamos orgulhosamente nossos Chevettes 1.6 S de 60hp, nossas parabólicas competiam em tamanho com as da Embratel. Parece tão distante. Como será daqui a 10 anos? Li certa vez que em 2025, 90%
do PIB japones estariam baseados em coisas que ainda nem foram inventadas. Futurologia? Muita gente, ao ler, na década de 80 um livro chamado A Terceira Onda, de Alvin Toffler, torceu o nariz:
_Tá chutando!
Mas muito do que acontece, estava lá. Quem tem uma expectativa de vida de mais uns 30 anos se prepare
para o futuro. Há coisas inimagináveis vindo por aí.
Abraços.

Anônimo disse...

"A UNIÃO DO REBANHO FAZ O LOBO IR DORMIR COM FOME".

por tanto funcionários da pmjf não aceitem negociar em se-pa-ra-do.

Anônimo disse...

A AMAC tem uma dívida entrono de 100 milhões, hhhhh, só que não fala, deve ser acordo e isso deve ser de muito tempo, talvez da época do JOsemar/Cú todinho/ Maeire e cia.... esta cidade está uma vergonha... Há, os funcionários da EMPAV estão realizando obras de favores da sede Receita no Manol Honório, a Receita é federal, não é? Tem que ter contrato de prestação de serviço, se não, é ilegal.
Êta cidadizinha...

jorge disse...

Hoje foi publicada uma carta no Jornal on line que, não posso afirmar, mas acredito ser da Secretária de Governo do Custódio/Bejani, Sueli Reis.
Embora não tendo a certeza de que foi ela mesma quem escreveu, pois existem várias pesssoas com esse nome, esta carta, é no mínimo, irônica, cínica, ou cômica. Ela comenta sobre o artigo que o Presidente da Cãmara escreveu sobre a perspectiva de uma possivel candidatura de Itamar Franco ao Senado Federal
onde diz: " Itamar transpira civismo e amor por Juiz de Fora e pelo Brasil.Aliás, civismo e amor estes, que estão faltando em váriosos atores políticos de nossa cidade, que deveriam se unir nesse momento de recuperação ética e financeira do município..."
Faça-me o favor!! É muita cara-de -pau!! Em que planeta essa pesssoa vive? Será que ela se inclue nos "sem´-ética?Como pode falar em rexcuperação ética uma pessoa que participou e participa de governos complicados como o de Bejani e de Custódio. Governo estes que nem sabem e nem praticam o rela sentido da ética e do amor pela cidade.
Mais abaixo ela fala:"Depois ainda perguntam porque Uberlândia e alguns outros municípios de Minas têm uma economia mais pujante do que a nossa. A resposta é simples. Os atores políticos de lá estão sempre unidos quando se trata do interesse maior da cidade..."
O que essa pessoa esqueceu de esclarecer na sua carta é os atores políticos que estão atuando no governo, ou seja, a panelinha tucana, desconhece o que é união em prol dos interesses maiores da cidade, uma vez que o projeto neo-liberal desse governo é puramente individualista e sequer se preocupa com o interesse da coletividade. Cada um está preocupado com o seu próprio bolso e com os seu interesses individuais baseados em cargos e cabides de emprego.
Portanto, nos poupe, D.Sueli!! Pode ter certeza que o seu discurso parece uma verdadeira colagem!! Ou seja, a falácia é uma, e as ações são completamente diferentes!!

Anônimo disse...

Ao final deste dia provavelmente passará dos 390500 visitantes no blog, a velocidade de acesso melhorou muito, mas ainda esta faltando um pouco mais para estar à altura de nosso objetivo maior que todos aqui sabem. O texto em questão tem tudo haver com esta observação; o blog hoje incomoda e muito com as noticias atualizadas algumas bem apimentadas em todo momento; um bom ouvido com o olhar invisível e investigativo esta em qualquer lugar e hora ninguém estará livre da verdade; Isto sim é inovação. Um abraço e bom dia a todos.

Lélio

OPOSIÇÃO CUTISTA disse...

VITÓRIA!
Os servidores municipais conquistaram uma grande vitória. Uma assembléia lotada, com mais de mil servidores, mostrou a insatisfação da categoria com a administração tucana.
A direção do Sinserpu e a Oposição CUTista mostraram maturidade e responsabilidade ao se unirem para lutar contra o inimigo comum, a Administração Custódio Mattos (PSDB). Essa unidade levou também à unidade da CUT e CGTB, na luta contra os tucanos.
A vitória foi tão grande que fez até com que o PT se manifestasse e divulgasse uma nota pública sobre a administração tucana.
Agora não podemos vacilar. Temos que dar uma resposta mais contundente a essa administração. Vamos fazer uma ASSEMBLÉIA UNIFICADA dos servidores e deflagrar a GREVE GERAL NA PJF.
Vamos em frente companheirada, firmes na luta para enfrentarmos a tucanada.
Reajuste Zero, é GREVE!


ASSEMBLÉIA UNIFICADA DOS SERVIDORES MUNICIPAIS
CONSTRUIR A GREVE GERAL NA PJF

Anônimo disse...

Os VALVERDEs já estão monopolizando a linha de materiais de construção em juiz de fora imagine no decorrer deste governo ABC e PAVAN alem de inúmeras outras lojas que se cuidem.

Anônimo disse...

Pois é Omar, eu me lembro daqueles meninos descalços (chamados de pequenos jornaleiros, mas na realidade crianças exploradas) que saiam correndo pelas ruas gritando "Iááaario, Iáaaario Mercantil, Iáaario". E da Gazeta Comercial que tinha os mais competentes litonipistas da cidade (sim litonipistas e não linotipistas), pois as palavras vinham truncadas, com sílabas trocadas e de repente uma matéria terminava assim (continua na página 4), bom você ia na página 4 e não tinha a continuação. Era comum também ter que virar o jornal de cabeça para baixo pois o litonipista para poder ler. Mas era divertido. Bom, os jornais estão acabando e o seu blog está parado. Greve na PJF, Queiroz Galvão na espreita, Todinho vai gastar R$ 125.000,00 para distribuir camisetas do Poupança Jovem. Sem o seu blog estamos em aquelas informações de coxia, enfim do jeito que os que estão no poder gostam.

Ocireu disse...

Postei hoje, dia 28, no topico do dia 25, "Missão impossível" por se tratar de assunto pertinente, mas, vou inserir o link aqui tambem, pois merece e serve para que, o brio e posição clara do cidadão da imprensa televisa de Florianópolis, sirva de exemplo e modelo para atos e atitudes em Juiz de Fora.
Como disse lá, é olha que por aqui onde estou, os deputados fazem pela cidade. Mas como diz o Omar, o sul...
http://mediacenter.clicrbs.com.br/templates/player.aspx?uf=1&contentID=59705&channel=47

Eurico Moura

Ocireu disse...

Realmente, uma verdade! Agora, lamentavelmente Juiz de Fora, decai mais, a cada dia. VALE A PENA REPRISAR, O QUE FOI POSTADO PELO OMAR.

“Em Juiz de Fora, cidade com mais de 500 mil habitantes, nao se vende mais do que 10 mil exemplares de jornais por dia, incluindo os locais , e todos os demais diários nacionais (Globo, JB, Folha, Estadao, Estado de Minas etc.). Ou seja, pouco mais de 1% da populacao lê jornais em nossa cidade!!!
Sempre foi assim e sempre será assim em Juiz de fora e em Minas . Por diversos motivos. Primeiro deles é porque nao existe mercado publicitario expressivo e que sustente o custo operacional de um grande jornal, muito menos dois, ao contrário de outras cidades do interior do Paraná, Sao Paulo e Rio, onde a economia forte, é sustentada pela iniciativa privada; segundo, as empresas sao altamente dependente de verbas publicitárias dos governos municipais e do Estado, o que, na maioria das vezes tira a indendencia editorial do jornal (...) e, por fim, o principal, a falta de poder aquisitivo da populacão de Juiz de Fora e de Minas.”

Anônimo disse...

A mídia impressa atingiu um tal grau de falta de credibilidade que, na minha opinião, já vai tarde.

Anônimo disse...

será que o sargento v3 conseguiu fechar o BLOG?
Onde estão todos as armações continuam e nós estamos bloqueados ou será que é a lei da mordaça?
MARCUS PAULO

Luiz Valle disse...

Esta segunda feira, a secretária de "Desassistencia" Social de Juiz de Fora foi sabatinada na Câmara.... resumo de tudo: ela não respondeu nada, transferiu responsabilidades, prometeu iniciar alguns projetos suspensos em breve, falou de falta de recursos e aquela lenga-lenga de sempre.... O que da pra ver é que existe uma falta de vontade política e competência para resolver os problemas sociais da cidade... a unica coisa que salvou, foi que Silvana não apareceu com aquelas roupinhas ridículas que ela usa nas noites de JF... parece que ela só deu um "tapa" no visual e nada mais... pelo menos isso...

Anônimo disse...

Acho que o Omar quer logo chegar a 500.000 visitantes no seu blog e para isto é só deixar muito tempo como agora com esse papo de fim dos jornais. Todo mundo vem diversas vezes para ler as novidades e nada, enquanto isto o contador dele só rodando... não acho isto correto, ou você Omar tem tempo para cuidar do blog ou deixa alguém para fazer isto mas assim do jeito que está não dá. Tudo bem que esteja viajando pelo mundo, você tem grana,pod efazer isto, merece, mas não deixe o "eleitorado" aqui na mão. Queremos saber como está a questão dos salários dos servidores, o que os vereadores estão falando... teu JF Hoje tá meio fraquinho - talvez já se preprando para o fim dos jornais que você prevê para 2015. Uma coisa todo mundo observou: a partir do momento em que o arcebispo passou a escrever no jornal as "muié" pelada sumiram da capa...

Anônimo disse...

Belo 'péga' pra quem já ta desistindo da idéia do JF Hoje. Isso não traz voto meu caro.

Anônimo disse...

Estou gostando de bater esse papo com você. Você com sempre, muito inteligente. Obrigado pelo pedido atendido. Obras como viadutos, pontes, toda desapropriação envolta da rodoviária, você já imaginou, como visionário que é, Juiz de Fora sem essas obras? Acho que você não tem nada contra os empresários, acho que você está fazendo seu papel de dar as notícias, notícias essas que gostaria de ver no seu jornal afinal de contas, quem é que dá as ordens em Juiz de Fora? O prefeito é que não é. Mais uma vez, acho que você errou ao mostrar só o lado negativo da pessoas, passe a mostrar o SEU lado positivo que você vai ver que você vai chegar à prefeitura. Não desanime, você é um ótimo empresário, será um bom prefeito e deveria mostrar esse lado que não quer só destruir a imagem das pessoas. Mais uma vez afirmo meu apreço por você, acho que você deveria seguir ou analisar os meus conselhos. Não desanime, você será o prefeito de Juiz de Fora. Um abraço, de uma pessoa amiga.

Anônimo disse...

Omar, pedi ao meu amigo Umberto Eco um post para o seu blog e ele mandou o que se segue; eu também não abro mão dos meus velhos livros

No encerramento da Escola para Livreiros Umberto e Elisabetta Mauri, em Veneza, falamos, entre outras coisas, sobre a efemeridade dos suportes da informação. Foram suportes da informação escrita a estela egípcia, a tábua de argila, o papiro, o pergaminho e, evidentemente, o livro impresso. Este último, até agora, demonstrou que sobrevive bem por 500 anos, mas só quando se trata de livros feitos de papel de trapos. A partir de meados do século 19 passou-se ao papel de polpa de madeira, e parece que este tem uma vida máxima de 70 anos (com efeito, basta consultar jornais ou livros dos anos 1940 para ver como muitos deles se desfazem ao ser folheados).


Portanto, há muito tempo se realizam congressos e se estudam meios diferentes para salvar todos os livros que abarrotam nossas bibliotecas: um dos que têm maior êxito (mas quase impossível de realizar para todos os livros existentes) é escanear todas as páginas e copiá-las para um suporte eletrônico.

Mas aqui surge outro problema: todos os suportes para a transmissão e conservação de informações, da foto ao filme cinematográfico, do disco à memória USB que usamos no computador, são mais perecíveis que o livro. Isso fica muito claro com alguns deles: nas velhas fitas cassete, pouco tempo depois a fita se enrolava toda, tentávamos desemaranhá-la enfiando um lápis no carretel, geralmente com resultado nulo; as fitas de vídeo perdem as cores e a definição com facilidade, e se as usarmos para estudar, rebobinando-as e avançando com frequência, danificam-se ainda mais cedo.

Tivemos tempo suficiente para ver quanto podia durar um disco de vinil sem ficar riscado demais, mas não para verificar quanto dura um CD-ROM, que, saudado como a invenção que substituiria o livro, saiu rapidamente do mercado porque podíamos acessar online os mesmos conteúdos por um custo muito menor. Não sabemos quanto vai durar um filme em DVD, sabemos somente que às vezes começa a nos dar problemas quando o vemos muito. E igualmente não tivemos tempo material para experimentar quanto poderiam durar os discos flexíveis de computador: antes de podermos descobrir foram substituídos pelos CDs, e estes pelos discos regraváveis, e estes pelos "pen drives".

Com o desaparecimento dos diversos suportes também desapareceram os computadores capazes de lê-los (creio que ninguém mais tem em casa um computador com leitor de disco flexível), e se alguém não copiou no suporte sucessivo tudo o que tinha no anterior (e assim por diante, supostamente durante toda a vida, a cada dois ou três anos), o perdeu irremediavelmente (a menos que conserve no sótão uma dúzia de computadores obsoletos, um para cada suporte desaparecido).

Portanto, sabemos que todos os suportes mecânicos, elétricos e eletrônicos são rapidamente perecíveis, ou não sabemos quanto duram e provavelmente nunca chegaremos a saber. Enfim, basta um pico de tensão, um raio no jardim ou qualquer outro acontecimento muito mais banal para desmagnetizar uma memória. Se houvesse um apagão bastante longo não poderíamos usar nenhuma memória eletrônica.

Mesmo tendo gravado em meu computador todo o "Quixote", não o poderia ler à luz de uma vela, em uma rede, em um barco, na banheira, enquanto um livro me permite fazê-lo nas piores condições. E se o computador ou o e-book caírem do quinto andar estarei matematicamente seguro de que perdi tudo, enquanto se cair um livro no máximo se desencadernará completamente.

Os suportes modernos parecem criados mais para a difusão da informação do que para sua conservação. O livro, por sua vez, foi o principal instrumento da difusão (pense no papel que desempenhou a Bíblia impressa na Reforma protestante), mas ao mesmo tempo também da conservação.

É possível que dentro de alguns séculos a única forma de ter notícias sobre o passado, quando todos os suportes eletrônicos tiverem sido desmagnetizados, continue sendo um belo incunábulo. E, dentre os livros modernos, os únicos sobreviventes serão os feitos de papel de alta qualidade, ou os feitos de papel livre de ácidos, que muitas editoras hoje oferecem.

Não sou um conservador reacionário. Em um disco rígido portátil de 250 gigabytes gravei as maiores obras-primas da literatura universal e da história da filosofia: é muito mais cômodo encontrar no disco rígido em poucos segundos uma frase de Dante ou da "Summa Theologica" do que levantar-se e ir buscar um volume pesado em estantes muito altas. Mas estou feliz porque esses livros continuam em minha biblioteca, uma garantia da memória para quando os instrumentos eletrônicos entrarem em pane.

Umberto Eco

Anônimo disse...

Esclarecendo!!!!!!
Quando o anônimo declara em defesa do empresariado do transporte coletivo de Juiz de Fora que os mesmos investiram R$50.000.000,00 em obras na nossa cidade ele está completamente mal informado ou está distorcendo as coisas em favor dos mesmos.
Os investimentos existiram sim, porém como uma PPP - Parceria Público Privada, firmada entre PJF e a ASTRANSP, para execução dos projetos a ASTRANSP deveria viabilizar recursos junto ao BNDES em caráter emergencial para implantação sistema troncalizado, cabendo ao município inserir este valor no calculo da tarifa para ser pago em um determinado tempo e também prorrogar a concessão do transporte.
Portanto caro Omar Peres, quem pagou esta conta foi a população usuária do transporte na cidade, que por sinal foi um ótimo investimento, e não os caridosos.

Anônimo disse...

Feliz será o dia que os Jornais de JF terminarem, pois não adicionam nada de positivo para o desenvolvimento socio-economico-culutura-ambiental da cidade.

Os Jornalistas da Tribuna são o caos, pela falta de independencia jornalistica e ausência de veracidade dos fatos que reportam. Tribuna termina só vendendo espaços para elite bunda suja e classe media maioneze deste Vilarejo.

Salin Manuel Honorio.

Anônimo disse...

caro Omar,

como eu tinha escrito aqui no seu blog antes sobre o esporte da cidade e seu mal humorado e sem educação secretario, nos aqui na secretaria nao erramos. |Primeiro evento da nova admistração : Copa de Tenis no D Pedro, quem comanda o tenis la??? o irmao do secretario!!! Isso banacado com nosso dinheiro.. alem das ameaças dele a quem aderir a greve .. Tem ou nao que denunciar?? Fora a quantidade de amigos e uma parente que ele ja colocou la.. ve se por favor publica isso num outro espaço que tenha a ver com essa administração Corrupta.

Grato

lelis

Anônimo disse...

391036 acessos ate este momento e o blog?
Dia 29/04 07:32 ultima postagem
28 de Abril de 2009 00:12 por Edson Basilio portanto 32 horas até este momento.

Lélio.

Anônimo disse...

Eu avisei que não era para pagar para ver e voces Evo morales (Suely) e Sargento V3 (Vitinho), não acreditaram... olhem no calçadão deve ter aproximadamente 800 pessoas manifestando contra a vocês... continuem pagando paera ver... MAIS RESPEITO COM O FUNCIONÁRIO PÚBLICO....

MARCUS PAULO

Anônimo disse...

O povo é criativo mesmo...
E dizer que há alguns dias atrás a chamávamos de "Senhora Vanessa", com toda "pompa e circunstância"...
Cuidado ao ler...


Abraços...



AÇO AÇO AÇO
(autor desconhecido)

Era uma vez
no Vale do Aço
havia uma jovem donzela
dizem, boa de braço
tinha escrita ligeira
e era firme no traço
tida como esperta
e famosa no paço
seu nome era
Vanessa Loçasso.
Quis o destino
- e essa história eu passo -
que a dita donzela
sem nenhum embaraço
se juntasse em conluio
ao sobrinho do palhaço.
Fizeram um plano
coisa de cangaço
de pilhar uma cidade
e deixá-la no bagaço
armaram uma quadrilha
e dominaram o pedaço
juntaram muito dinheiro
e guardaram em maço.
Mas a Polícia Federal
armou bem o laço
pegou o casal
com muito estardalhaço
desmanchou a quadrilha
desse povo devasso
acabou com o esquema
e correu pro abraço.
E o plano mirabolante
caiu em descompasso
o sonho de riqueza
se transformou em fracasso
porque no delírio da fortuna
cometeram erro crasso
com muita sede ao pote
e ganância sem cansaço
se engasgaram na cobiça
e atolaram no melaço.
E o juiz agora resolve:
'se o povo satisfaço'
'quem tinha cargo público
eu decido que casso'
'e o resto do bando
mando tudo pro espaço'
'pois com gente dessa laia
é assim que eu faço'
'persigo até o fim
e a corrupção eu desgraço'.

E fez questão de lembrar que as algemas são de aço.

Anônimo disse...

Por Douglas Fedóceo

É exatamente o que as classes dominantes querem. O fim dos Jornais impressos será o fim da informação chegando as classe menos favorecidas que vão até uma banca de jornal para ler a manchete e o relizi da matéria. Assim, este povo que não tem sequer um misero R$ 1,00 para comprar um Jornal, certamente não terá tempo nem dinheiro para comprar um computador e diante dele ter que pagar assinaturas eletrônicas para obter um pouco de informação. Espero do fundo do meu coração que não só você Omar, mais também o Juracy Neves, possam resistir a mais este duro golpe da elite dominante de nossa nação contra os miseráveis. Democratizar informação é dar oportunidade ao povo. O Brasil já pagou a conta da elite e os donos do poder ainda querem mais? Brail, um Pais de todos. O caramba!

Anônimo disse...

N época do epa, houve um movimento de empresários que reutilizavam as folhas de jornais para embalar o produtos vendidos, e o jornal Diário Mercantil lançara a idéia do jornal em tabloide.Na época foi uma grita geral e o Diario Mercantil depois de alguns meses fora obrigado a retroceder na idéia. Voltava ao jornal no modelo anterior. Atualmente temos vários jornais em forma de tabloide, e não existe mais a critica. Com relação ao término do jornal impresso eu acredito que haverá gritos e lagrimas, mas com o tempo isso passará e teremos de nos adequar a nova realidade.

Anônimo disse...

carlos alberto ( locutor )

Ola Srº Omar peres parabêns pela matéria sobre a comunicação , pois tinha em mente que isso realmente vai e esta acontecendo , pois já tenho uma web rádio na net no site
www.clickjf.com
e gostaria muito da ajuda e do apoio da sua pessoa pra que esse projeto desse certo , alias ja esta dando , mas voce é um conhecedor profunda da comunicação e outros fatores importantes para o desenvolvimento de nossa juiz de fora
desde ja agradeço

carlos alberto ( locutor do show da madrugada na extinta Rádio panorama.