quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009

Alternativas para o desenvolvimento

Os prefeitos recém-empossados afirmam que estão se debatendo com dívidas e dificuldades, não têm dinheiro para fazer o que prometeram em campanha. Com isso, começam a se desculpar, com antecedência, pelo que não vão fazer. Mais estranho ainda é o que ocorre em Juiz de Fora, onde esse prefeito a cada vez que fala aumenta o volume dos compromissos financeiros que diz ter herdado.

A recente campanha eleitoral, no que diz respeito a Juiz de Fora, foi farta em promessas. O candidato do PSDB apregoou, sem descanso, que se submetia ao veredito das urnas com o aval do governador, e, portanto, recursos é que não faltariam. Mas, na primeira investida do prefeito sobre os cofres estaduais, o que ocorreu na semana passada, o que ele obteve foi modesto adjutório de R$ 3 milhões. Sabem o que isso representa diante dos problemas da cidade? Exatamente o mesmo que representa uma caçamba para limpar todo o Rio Paraibuna. Sugeri, certa vez, uma coisa mais ousada, a criação do Banco Municipal, que seria a base de uma política desenvolvimentista, capaz de criar outras fontes de crescimento, sem a permanente espera do resultado vegetativo dos impostos e taxas. Nem se poderia esperar muito do velho ISS, que nunca foi levado muito a sério pelos prestadores de serviços.

Nos últimos tempos, Juiz de Fora não tem revelado maior interesse na disputa de projetos industriais, não se anima a correr atrás dos investimentos, como se se satisfizesse com o que já temos. Ora, o que temos é muito pouco, quando se considera pobre nossa média de produção, e todas as grandes empresas que estão aí têm capital e administração em outros lugares. Precisamos encontrar a forma de despertar e provocar o capital local. Foi também pensando assim, que sugeri a um dos recentes prefeitos que mandasse elaborar projeto para a criação do citado Banco.

Uma verdade que nenhuma teoria econômica seria capaz de derrubar é que só se obtém imposto onde se produz. Se não trabalharmos para buscar o desenvolvimento industrial, retomando nossas antigas tradições, o caixa da prefeitura estará cada vez mais pobre.


O.P.

15 comentários:

Jean Danton disse...

Da Manchester Mineira a bucolica Juiz de Fora....

Não somente em Juiz de Fora, mas em toda a região vemos os choro dos prefeitos dizendo-se sem dinheiro para adminstrar suas cidade. Engraçado o e, afinal a não muito tempo atrás todos estavam se matando para poder ter este cargo e tal qual Sasá Mutema, todos seriam os salvadores da patria do seus municipios, novamente nos vemos na posição de confiar naqueles que dizem e não podem cumprir.
Realmente vemos o atual prefeito municipal dizer que esta em dividas monstruosas e que a cada dia que passa somente vem a publico dizer que cortará isso ou aquilo com reduções e cortes em secretarias, mas não nos informa em momento algum um projeto real de arrecadação e de melhoria em nossa saúde financeira.
E dito que o governo estadual enviou ao municipio algo em torno de R$ 3 milhões, verdade tem que ser dita o Sr. Aecio em suas aparições nos programas eleitorais pelo bem que me lembro disse enviar para nossa cidade mais de R$ 200 milhões visto o numero de obras e outras coisas que prometeu e enquanto isso envia somente 1% daquilo que prometerá.
Enquanto o governo envia a nossa cidade R$ 3 milhões vemos o Sr. Custorio dando um aporte de R$ 800 mil reais para a saúde servidor, órgão da prefeitura que cuida da saude de todos os servidores, até acho isso logico, afinal pensarmos naqueles que trabalham conosco e otimo, mas vemos que o plano com um total apoio da prefeitura e com um caixa furado de R$ 2,7 milhões, o super secretario Vitor Valveder diz que o plano será alto sustentável apartir de 2010, com isso vemos que realmente se salvou a saude do trabalhor, somente falta agora contratar mais 5 mil funcionários e fazer com todos sejam cooperados do mesmo que como diz "Vítor Valverde de que o plano precisa começar, o próximo ano, autossustentável também preocupa os representantes dos servidores. Eles observam que, para isso acontecer, será necessário saltar dos atuais dez mil participantes para vinte mil. Maria Clara Cyrne avalia que com 13,5 mil já seja possível se automanter." Quer dizer uma conta ilogica para uma cidade que tem 16 mil funcionários na administração, a não ser que todos os servidores até terceirizados e comissionados serão abrangidos por tal.
E temos que dar o parabéns a Custódio mais uma vez hipocrita em suas declarações que chama para a campanha de participação do plano, quando anuncia sua entrada no plano com as seguintes palavras "Tinha o plano de saúde da Câmara dos Deputados, mas agora o meu único plano é o Saúde Servidor.", como vemos o plano de saúde da câmara federal realmente fica no tinha, afinal o mesmo não e mais deputado, e quanto a utiliza-lo acredito que muito pouco, afinal sabemos que homens como Custodio utilizam de médicos particulares e muito amigo, afinal seus problemas até de saude tem que ter descrição, coisa que não são contadas em corredores de atendimentos ambulatórias qualquer.
E vale um comentário e que as fotos da autorização no gabinete do Prefeito mostra o seu super secretario Vitor Valveder com uma segurança danada emquanto o Sr. Manoel Barbosa (lei-se clã Barbosa de nossa prefeitura) com uma cara de cachorro morto danado, será que o prefeito já está deixando o afilhado de lado.
Mas voltando ao assunto das verbas, Juiz de Fora, não busca o caminho do desenvolvimento a muito, quando vimos o caso de como nossa cidade fica a margem do crescimento, com um comércio debilitado, vemos o avanço somente de Casas Bahia e Magazines, mas realmente não vemos comercios que tragam o povo das cidades vizinhas para nosso municipio e que este dinheiro fique aqui, afinal a venda das grandes lojas são mandadas para suas matrizes, parecendo que Juiz de Fora, parecendo não, Juiz de Fora enquanto colonia e outras cidades como sua metropole.
Quando da vinda da Mercedes para Juiz de Fora, achou-se que isso seria o começo do novo desenvolvimento gerado por Mascarenhas, mas vimos que não passou realmente de achismo e que a fabrica que na epoca disputava tal espaço com outras se tornou o nosso elefante branco que muitos ainda acham que vai dar certo e a crise mundial nos fala o contrario.
O crescimento de pequenas e medias empresas locais seria o avanço realmente necessário para impulsionar nossa economia, mas vemos que isso também atrapalha os planos de nossos coroneis afinal com o crescimento economico de nossa cidade, vem junto o crescimento intelectual e com isso uma maior cobrança das pessoas.
Juiz de Fora não revela e nunca revelará enquanto a atual politica a mim tudo ao povo nada continuar a ter seu bucker instalado no nono andar de nossa prefeitura, afinal com pessoas que hoje dizem administrar nossa cidade vemos que muita publicidade foi feita mas realmente nada será feito.
Agora e somente sentar-mos e esperarmos, quem sabe Aecio e eleito Presidente e este fato seja gerado pela expressiva votação que o mesmo pode ter em Juiz de Fora e com o seu carinho pela terra que lhe deu o posto faça algo, pois com um ano e meio de mandato o mesmo com certeza nada poderá fazer.
E Juiz de Fora produz sim, tenta e luta arduamente, uma multidão de anonimos tenta com seu sacrificio e coragem vencer todos os dias, mesmo que os mandatarios do poder municipal não os vejam e eles como não são lembrados fazem da economia informal a maneira de sobreviver.

Anônimo disse...

JF não tem ninguem que possa liderar desenvolvimento industrial, veja pelo representante da região na FIEMG........... piada!!!!!!!

Com gente despreparada na FIEMG regional e prefeitura, somado aos limitados deputados, JF esta FUCKED !!!!!!

Roberto disse...

A Tv Globo, que sempre sai na frente quando o assunto é ganhar audiência, não se fez de rogada, e vai mesmo rodar o quase remake de "Bem Amado", a novela que mostrava nua e cruamentente, embora com muito humor a canalhice do político brasileiro, personificado pelo inesquecivel Paulo Gracindo.
Odorico Paraguassú que tenta de todas as formas inaugaurar um cemitério, será inspirado agora no prefeito eleito imoral e ilegalmente, e que contrata milhares de amigos para tentar construir um hospital na Zona Norte da cidade, que durante a eleição, segundo ele, já tinha garantida verba dotada pelo seu amigo governador. Agora, a metrópole Sucupíra, terá como cenário JF.
Como o Prefeito todos sabem quem é, falta escalar o resto do elenco, que segundo alguns seria mais ou menos o seguinte:

Irmâs Cajazeiras = Vitoria Valverde, Marcelo Gracinha, Sueli Reis
Sr Dr Cirúrgião Dentista- Henrique Duque
Nezinho do Jegue - Josemar Silva (só que o jegue agora é uma ferrari).
Dirceu Borboleta -Rodrigo Mattos.
e finalmente Zeca Diabo - o único mocinho - Omar Peres.
Vale lembrar que na primeira versão, o prefeito cambalacheiro, foi quem inaugurou o cemitério, encaminhado pelo cavalheiro da justiça Zeca Diabo.
Se a história se repetir aqui, o prefeito inescrupoloso, vai se dar mal, pois vai ser "enterrado no PSM".
O que convenhamos para um político corrupto ainda é um castigo bem pequeno.

Anônimo disse...

Ate o mais zé ruela eleitor do Custodio sabia que suas promessas não passavam disso,promessas.E para sorte do Custodio e um tremendo azar a oposição do mesmo,essa crise realmente pegou todo o mundo financeiro.Centenas de milhares de investimentos espalhados pelo mundo todo estão sendo cancelados ou adiados,justamente por conta da lenha americana.A esperança e que a situação se restabeleça o mais rapido possivel,para ai sim,pelo menos de minha parte,sem dó nem piedade,cobrar sistematicamente do prefeito tudo aquilo que ele aos berros prometeu nos palanques,com o aval do Aecio.

Roberto disse...

Mais perdido que cego em tiroteio, depois que resolveu lamber as botas do Custódio, já que na elição de 2004 era seu adversário direto (embora pra politico ser adversário ou não só depende de quanto tem na mala) O dep Sebastião Calado Helvécio rsolver aparecer:

ANÁLISE DA CRISE

O deputado Sebastião Helvécio (PDT) vai presidir a Comissão Especial da Assembleia que analisará os efeitos da crise econômica em Minas Gerais. A comissão foi anunciada na semana passada pelo presidente da Casa, Alberto Pinto Coelho. Helvécio pretende fazer o que considera “um grande chamamento das forças produtivas de Minas Gerais, como a Fiemg, o Governo e os trabalhadores”. Na sua avaliação, a meta é achar um caminho de convergência, tanto na priorização dos investimentos, como ter algum tipo de legislação que possa subsidiar o Governo do estado para atuar. “Quero trazer grandes nomes da economia brasileira e até mundial para ouvir sua opinião, sobretudo especialistas que já passaram por outras crises”, acentuou o deputado. Ele enfatiza que é preciso saber a extensão da crise e seus efeitos diretos na economia do estado, mas, para isso, é preciso ter uma visão geral do que está ocorrendo. “Como a crise é mundial, temos que procurar subsídios até com os grandes organismos para ver a sua posição.”

Agora todos os aliados do tucano bigodudo falam em crise.
Ele devia se preocupar mas era com a crise moral que ele, é o maior causador, ao colocar a frente da prefeitura um prefeito mensaleiro assessorado pelo pior membro da sociedade de JF.
Quem convive com um Vitor Valverde, só pode ser pior do ele.

Roberto disse...

Tem mais gente na camara trabalhando pro custódio do que se imagina:

Pegou pesado

A audiência sobre transparência na política, convocada pelo vereador Wanderson Castelar (PT), começou tensa em virtude do primeiro inscrito. Um morador do Bairro Santo Antônio, já com as perguntas previamente elaboradas, fez indagações diretas a Castelar sobre a campanha de 2004, quando ele foi primeiro suplente, e a do ano passado. Queria saber, entre outras, se o vereador teria usado, em campanha um carro roubado. A Mesa indeferiu a pergunta.

Foi só o Castelar apertar o Palacio do Paraibuna, que os inimigos começam a mostrar seus dentes.
è bom saber que o nobre edil, levou uma baita surra dos amigos do outro bandido, o Dublê de Presidiário e Ex Prefeito.

Roberto disse...

Só pra impedir que o Omar Peres fosse homeneagedo pela Feliz Lembrança, o prefeito bandido pagou o carnaval mais caro e mais pobre da cidade.

Mais uma tentativa

O presidente da Liga das Escolas de Samba de Juiz de Fora (Liesjuf), Edson Tostes, disse que a verba destinada pela Prefeitura, por meio da Funalfa, às escolas de samba é de R$ 500 mil desde 2006. No ano passado, o ex-prefeito Alberto Bejani (sem partido) liberou mais R$ 300 mil como forma de gratificação pelo tema único aplicado aos enredos. Para 2010, a administração tem dado a entender que pretende mudar este quadro, anunciando, inclusive, que vai se reunir com os dirigentes das escolas, a partir de março, para traçar formas de ocupação das quadras ao longo do ano.

Enquanto isso o Hospital da Zona norte....

Roberto disse...

Agora vai:

Aeroporto na pauta

O “Minas Gerais”, diário oficial do estado, publicou ontem a realização de uma audiência pública, no dia 12 de março, em Juiz de Fora, para discutir a concessão dos direitos de exploração do Aeroporto Regional da Zona da Mata. De acordo com o presidente da Fiemg Regional, Francisco Campolina, trata-se de uma oportunidade real de definição dessa questão, que ele considera de extrema importância para o desenvolvimento da região.

Agora o Urubuporto do Ithamar vai funcionar.
Só falta construir o aeroporto que vai levar passageiros e cargas para Goianá, por que de estrada...

Anônimo disse...

Esse Rogério de Moraes tem mesmo amigos poderosos.
Depois da polêmica, nesse blog, onde teve apoio de inumeros amigos da cidade, não que agora aparacem no cenário nacional, quem saia também em sua defesa:

BRASÍLIA - A descriminalização da posse de maconha para o consumo pessoal pode ser uma das saídas para a erradicação das drogas. Uma avaliação sobre essa possibilidade é uma das sugestões do relatório apresentado nesta quarta-feira, 11, pela Comissão Latino-Americana sobre Drogas e Democracia. A organização não-governamental tem à frente os ex-presidentes Fernando Henrique Cardoso , César Gaviria (Colômbia) e Ernesto Zedillo (México).


O documento sugere uma revisão das políticas de repressão às drogas na América Latina, com foco em saúde pública, tratando os dependentes como pacientes e não criminosos, e investindo na prevenção voltada aos jovens, faixa etária onde há o maior número de consumidores. De acordo com a ONG, apesar dos grandes investimentos, a estratégia de "guerra às drogas", que tem ênfase na repressão à produção e na criminalização dos usuários, não tem obtido sucesso.

Quem ler a "Isto é" verá que as coisas nesse sentido não se resolvem com agressões pessoais, ou uma politica de caças as bruxas.
Mesmo por que nem toda bruxa usa caldeirão ou voa numa vassoura.

Sou louco pra assinar, mas...

Anônimo disse...

Aécinho pede pinico:

Aécio quer discutir com Serra regras de prévias tucanas

AE - Agencia Estado
Tamanho do texto? A A A A
SÃO PAULO - O governador de Minas Gerais, Aécio Neves, pretende se encontrar com o colega paulista, José Serra, a fim de expor sua estratégia para a realização de prévias no PSDB. Ele quer sugerir regras que minimizem eventuais desgastes e divisões na legenda em razão da disputa interna para definir o candidato à Presidência da República em 2010. A ideia era agendar o encontro para depois do Carnaval, mas como Aécio tem agenda em São Paulo hoje é possível que o encontro seja antecipado.



Na segunda-feira, em jantar com o presidente do PSDB, o senador Sérgio Guerra (PE), e o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, Serra afirmou não ser contra a realização da consulta partidária. Aécio vinha insistindo nas prévias como única forma de escolha legítima do candidato que disputará o Palácio do Planalto.



A ideia do governador mineiro, conforme a relatou ao Estado, é encontrar Serra no Palácio dos Bandeirantes. Ele levanta dois motivos para defender que as prévias ocorram, nos finais de semana, entre setembro e outubro deste ano. Primeiro porque a pré-candidata do governo, Dilma Rousseff (PT), já está com a campanha na rua. Depois porque, em caso de haver quaisquer rusgas entre os dois pré-candidatos tucanos - o que diz achar pouco provável -, haverá mais tempo para uma cicatrização até a campanha eleitoral, que começa oficialmente no segundo semestre de 2010.



Aliados de Serra, no entanto, são contrários à precipitação da disputa. O próprio governador já afirmou que pretende focar na administração do Estado de São Paulo, principalmente no momento em que o País começa a sentir efeitos da crise financeira global. De qualquer maneira, o modelo de prévias a ser seguido depende da resposta de uma consulta feita pelo PSDB ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Tenho horror de politico que pula de galho em galho e antes de cumprir sua obrigação já está de olho no mandato dos outros.

Anônimo disse...

Parece piada, mas não é. A Cesama definiu que o reajuste na conta de água será de 16,29%. Reajuste é aumento, elevação do valor praticado. Mas a assessoria desse mal prefeito, mal homem e mal político chamado Custódio Mattos disse que não se trata de um "aumento" e sim de um "realinhamento". Votaram no Custódio, não foi? Agora aguentem.

Ass: DMO

Vilma Valim disse...

Omar: eu já fiz proposta aqui para a gente criar um "Promessômetro". Em ingles isto é chamado de "follow up". Basta que enumeremos as obras e feitos prometidos pelo prefeito no decurso da campanha e acompanhemos a sua execução ... ou não. Basicamente, seriam 3 colunas bem simples, contendo a) PROJETO PROMETIDO NA CAMPANHA; b) DATA DE INÍCIO DE EXECUÇÃO; c) DATA DE CONCLUSÃO DA EXECUÇÃO. Enquanto não for iniciada a execução, faremos constar: "DIFICULDADES/DESCULPAS ALEGADAS". A TV Panorama e o Jornal JF Hoje - por razões óbvias - como dispõem do banco de dados, contribuíriam para a enumeração das promessas. Grato
VILMA VALIM

Anônimo disse...

Meus caros.
Roberto, parabéns !! adorei as personagens do "Bem Amado"...as cajazeiras então...nem se fala...
Gente , o negócio é sério... aquela Secretaria de Assistência Social é um escândalo !!! quanta gente incompetente... e o ursinho panda, inseguro e deprimido do jeito que é, ainda trouxe consigo 5funcionárias do Rio... e ainda dizem que na AMAC existe gente demais.... o que os chefes de departamento estão fazendo pra conservarem seus empreguinhos.... dá pena, sabe... ele, a gracinha, triste por não ter um homem, critica a Sra. Benedita pelo desmanche feito na Assistência Social do Estado do Rio, desmanche das coisas que certamente ele julga ter feito e sozinha... sim..ele não vê e nem escuta ninguém...é tinhosa a danada... mas esquece de ver o desmanche que está fazendo aqui, sendo um estrangeiro e sem conhecer a cidade. Tudo isso aos olhos do atual prefeito e de seu filhão bobo que só fica rindo e falando ao celular... que desgraça...
Gente, eu fico passada... é tanta incompetência, tanta superficialidade... as Chefias de Departamento daquele lugar beira o ridículo... mas todos agradam o ursinho panda... todos oferecem seus ombros pra ele chorar as suas desgraças.
O SIMSERPU, nada faz, nada vê...
mesmo sabendo que estão desmanchando sem que a Assembléia Geral seja consultada e aprove a proposta descabida. Tamanha falta de respeito nem o Tarcísio e nem a Margarida fariam, disso eu tenho a certeza... nem o Bejani com toda a sua ignorância, soube respeitar a Instituição.... aliás, nem a promessa de campanha está sendo levada em consideração.
É muita sujeira e muita mentira.

Anônimo disse...

HO Omar ,vc que é feliz ve o mar todo dia.,cuida da saúde,olha o caração!.Logo + ,grande festança será servido o PANELÃO DA CORRUPÇÃO.(não é feijoada não).conhece o DUDU do muro?.

Anônimo disse...

He,he,he,prefeito que não chora não mama.