sábado, 26 de setembro de 2009

COMO RETOMAR O CAMINHO DO DESENVOLVIMENTO


Estou perplexo, sobretudo preocupado, com o encolhimento da economia de Juiz de Fora , demonstrado e comprovado pela queda do ICMS, que foi 15% menor que o ano passado. Um verdadeiro desastre!

Já está claro que o atual prefeito nada conhece de desenvolvimento econômico. Ao contrário da grande maioria dos servidores que vivem de seus baixos salários, Custódio não passa de um burocrata medíocre, que sempre viveu de cargos públicos, sempre utilizando-os como instrumento para amealhar sua imensa fortuna. Nunca produziu um parafuso. Não sabe o que é dificuldade. Não sabe o que é crise. Não sabe o que é contribuir para a sociedade. Ao contrário, sempre a usufruiu.

Como administrador público, já no primeiro mandato como prefeito, sua grande obra, segundo palavras de Tarcísio Delgado, foi deixar a prefeitura quebrada, sem dinheiro sequer para pagar o décimo terceiro salário! Dessa vez, sem dar reajuste para o funcionalismo, economizando merenda escolar, investindo absolutamente nada em saúde, Custódio vai pagar o décimo terceiro adiantado.

Podem escrever: Custódio vai pagar a primeira parcela do 13º salário antes do prazo legal (o que é uma excelente ideia).
Vai acalmar os ânimos do desanimado funcionalismo municipal e, assim, começar a falsa propaganda de bom administrador, e, consequentemente, tirar o foco do mais grave problema estrutural da cidade, que o prefeito, por nada conhecer do assunto, não sabe, como resolver. Refiro-me à estagnação econômica de Juiz de Fora.

Tecnicamente despreparado, nunca se ouviu falar que ele, em toda a sua vida pública, tenha escrito algo de importante sobre desenvolvimento, ou tenha feito um discurso capaz de marcar a trajetória do homem público. Sua formação é em administração pública, o que não o credencia a criar politicas públicas que possam impulsionar o desenvolvimento econômico do município.

Fora isso, não podemos também deixar de perguntar: onde está a tão propagada parceria com o governo estadual que traria dezenas de novas empresas para Juiz de Fora? O prefeito não saberia sequer manter diálogo com empresário de primeira linha, por isso essa tão cantada e decantada parceria era esperada. Óbvio que não me refiro àqueles "empresários" locais, que fazem negociatas com alguns prefeitos, tipo Bejani e mesmo com ele, Custódio. Desses, Custódio e Bejani dão conta, e sabem como tirar proveito nas negociatas.

Por tudo isso, o primeiro ano de seu governo é um redundante fracasso. E bota fracasso nisso ! A cidade está parada! Esse prefeito tem de levantar da cadeira e fazer alguma coisa! Ele é ou não é prefeito eleito? Ele tem de sair da posição de mediocridade, de ficar sentado sem fazer nada! Acorda! A cidade está danada com você! Faça alguma coisa!
Se não fizermos nada, se deixarmos o prefeito sem fazer nada, só ficar negociando com as empresa de lixo e de consultoria, só teremos escândalos públicos, correndo o risco da Juiz de Fora ter o mesmo destino de Duque de Caxias e Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense.
Durante décadas abandonadas pelos governos do Rio de Janeiro, essas cidades tiveram, em todos esses anos, uma grande vocação de "desenvolvimento" em vários setores: da criminalidade e violência, de crianças abandonadas e envolvidas com o tráfico de drogas, do alto crescimento demográfico e o crescimento de favelas.

Juiz de Fora, se nada fizer, vai caminhar nessa mesma direção. Vide as eleições de Bejani. Vide as negociatas do ex-prefeito e, do atual com empreiteiras. Vide o abandono da saúde pública. Vide a compra de votos nas últimas eleições. Vide, na semana passada, a licitação suspensa pelo Tribunal de Contas, por suspeita de favorecimento de empresa, que supostamente pertence a um amigo do Custódio. Além de secretário de governo que já foi acusado, formalmente, de ser receptador de mercadoria roubada (Vítor Valverde).

É esse tipo de gente que conduz o destino dessa cidade, há décadas, e, por isso, perdeu o trem do desenvolvimento, que passa e atravessa todo o País, mas não para, por culpa de seus dirigentes, na "estação Juiz de Fora" , sempre fechada para novas idéias. Preocupante. Triste.

Duque de Caxias e Nova Iguaçu e até mesmo a São Gonçalo, de Bejani, são cidades que ficaram abandonadas e totalmente à margem das políticas e investimentos públicos, seja no âmbito estadual, seja no federal. Mas isso está mudando. Hoje, Nova Iguaçu tem um prefeito respeitável: o jovem Lindenberg Faria. Lula e Sérgio Cabral estão investindo pesado nessas cidades, e podemos observar, a olho nu, mudanças naqueles bolsões de pobreza.

Infelizmente, Juiz de Fora, está passando pelo mesmo processo: totalmente abandonada pelo governo Aécio Neves, que não conseguiu sequer, depois de oito anos no poder, finalizar o Aeroporto Regional da Zona da Mata, a obra mais importante para Juiz de Fora e para toda a região. É uma vergonha e uma falta de respeito com a população ver aquilo lá abandonado.

O governo estadual, em todos esses oito anos, deu todo tipo de desculpas para não colocar o aeroporto em funcionamento. Agora, "descobriram" o problema que impedia sua finalização, e que "ninguém havia visto" antes: um morro!!!

É desrespeito demais com a população de Juiz de Fora! Desrespeito, em primeiro lugar, com Itamar Franco, autor daquela obra, que, repito, é a mais importante das últimas décadas para Juiz de Fora e Zona da Mata.

Por outro lado, como exemplo, Eurico Moura, um juiz-forano “roxo" que não se conforma com o estado de abandono de sua cidade natal, e manda, de Maringá, onde reside, fotos do novo aeroporto de cargas internacional daquela cidade. O aeroporto foi recentemente inaugurado. Vejam como uma cidade reage aos seus desafios. Vejam o que deveria e poderia ser o nosso aeroporto regional.

Mas em seu conceito (próprio) de políticas públicas de desenvolvimento, para o governo de Minas, "muita coisa" tem sido feito pelo progresso e pelo povo da Mata Mineira (a região que menos cresce no Estado), e principalmente para Juiz de Fora. A maior prova desses investimentos aconteceu recentemente aqui mesmo, com grande festa no centro de exposições, construído por Itamar Franco: pelas mãos do próprio governador Aécio Neves foram entregues centenas de ambulâncias a todos os prefeitos da região. Com a presença, claro, do seu secretário de Saúde, o juiz-forano, professor de economia Marcus Pestana. Acho que esse exemplo de política “indutora” de desenvolvimento já nos basta para comprovar tudo o que o governo de Minas faz e continuará fazendo por Juiz de Fora e região.

Uma coisa devemos reconhecer: nossos doentes, que estão enfermos principalmente por falta de empregos, já têm como ir para os hospitais da região, que também não funcionam. Isso é politica pública “indutora” de desenvolvimento econômico...

Como o prefeito teve a humildade de atender minha sugestão, exigindo que fosse retirado o CPMF do contrato com a Queiroz Galvão, economizando R$ 1 milhão para os cofres públicos, quero dar umas outras pequenas sugestões, para que Juiz de Fora retome, rapidamente, o caminho perdido do desenvolvimento

São sugestões que terão efeito imediato. Já disse, se quiser, mesmo com todas as nossas diferenças, estou à disposição para ajudar. O que não pode é continuar adormecido, e pior, envolto por um mar de corrupção. Medidas de impacto sócioeconômico e que, reitero, colocariam Juiz de Fora nos trilhos do desenvolvimento.

Vamos a eles:

1) Pague, sim, o 13º salário do funcionalismo antes do prazo legal.
Isso vai ajudar o comércio e, consequentemente, a prefeitura vai arrecadar mais impostos;

2) reative o Xangai.
Ele dará vida nova a Benfica e toda a Zona Norte. Vai melhorar o conforto e o transporte do trabalhador. Converse com a MRS. O prefeito de Macaé já reativou um ramal na cidade fluminense. Não seja pessimista, acredite em mim. Vai dá certo. Seriam criados, pelos meus cálculos, mais de mil empregos diretos e indiretos, em menos de seus meses!

3) ajude a reimplantar o trem de turismo entre Juiz
de Fora e Santos Dumont.
Isso daria um enorme incremento ao turismo local, pois o passeio até a cidade vizinha atrairia milhares de pessoas nos fins de semana. Pelos meus cálculos seriam criados mais 500 empregos diretos.

4) crie e o Banco de Desenvolvimento de Juiz de Fora -, o BDJF.
Não se trata de um banco, lato-sensu, mas de uma instituição financeira que repassaria as linhas de crédito do BNDES. Trabalharia em parceria direta com o BDMG. A cidade praticamente teria um assento em todas as grandes decisões empresariais do País, pois com esse instrumento, teríamos produtos, incentivos e regras claras para oferecer ao investidor. Faça isso! O capital é pequeno e não é necessário mais do que 30 pessoas competentes para administrar esse banco. Você vai ver que Juiz de Fora entra no mapa dos investimento rapidamente.

5) implante o metrô de superfície.
É o transporte do presente. Barato, eficiente e ecologicamente correto. Com um terminal de transbordo na Garganta do Dilermando e outro no final da Rio Branco (que já está pronta para recebê-lo), a cidade melhoraria radicalmente o tráfego, graças à saída de circulação de centenas de ônibus do centro. O projeto, repito, é barato e todo ele dispõe de financiamento de longo prazo, pelo BNDES ou até mesmo pelos próprios fornecedores. Dê um pulo, prefeito, a algumas cidades da Europa para ver. Se quiser, indico algumas. Tenho certeza que vai gostar. Calculo a criação, no mínimo, de 2 mil novos empregos na obra. Tenho todos os dados comigo, caso queira ver.

6) municipalize o aeroporto de Goianá.
Já que o governo de Minas deixou abandonado, depois de oito anos, o projeto mais importante para a cidade, sugiro que entre em acordo com o Anastasia e municipalize o aeroporto, colocando-o para funcionar imediatamente. Eu prometo que levo uma companhia aérea para operar de lá, assim como Aécio fez com São João Del Rey. Vou mais à frente: comprometo-me, caso Custódio faça isso (municipalizar), se for o caso, a montar empresa aérea, para fazer a linha Rio-JF- BH-, saindo do Aeroporto de Goianá. Calculo a criação de uns mil empregos diretos.

7) criação do pedágio do trem.
Já está claro que o trem não vai sair da zona urbana, muito menos vamos conseguir recursos para desviá-lo do centro. Portanto, como havia proposto, a MRS tem de intermediar o pagamento de um pedágio pelos transtornos que suas locomotivas e seus vagões carregados de minério de terceiros causam à cidade. Crie o "pedágio do trem". Pelos meus cálculos, o município podia arrecadar mais de R$ 50 milhões por ano. Criaríamos um fundo especifico com esses recursos, que teriam um só destino: construção de casas populares e a completa urbanização das favelas. Saiba, prefeito, que quem vai pagar o pedágio não é a MRS, mas os compradores dos minérios de Minas Gerais (chineses, americanos etc.) . Daremos um pomposo nome a essa taxa: Pedágio
por transporte de riquezas naturais minerais (royalties) - O PETRIM ! Não é simpático? Garanto que você seria notícia no Brasil inteiro, por exigir, para a sua cidade, o mesmo que recebem as cidades do Rio pela extração do petróleo. Infelizmente sei que não tem coragem para tanto. Uma pena. Eu faria. Calculo, com os recursos do pedágio, a criação de mais de 7 mil empregos na construção das 5 mil casas populares.

8) revitalização das margens do Paraibuna.
Faça ao longo de toda a Avenida Brasil, às margens do rio, a maior e mais agradável área de lazer da cidade. Com um belo projeto paisagístico, com ciclovias, pistas para caminhadas e quiosques para se tomar uma cerveja, ouvir música e bater papo, a cidade terá, depois de décadas, uma obra que dará orgulho à população. Não custa muito. Economize dinheiro do contrato da Queiroz Galvão, que dá para fazer a obra e ainda sobra algum... Acredito em um mínimo de mil empregos nessa obra, fora os postos de trabalho que serão criados com a implantação dos quiosques.

9) ocupação dos espaços ociosos dos clubes.
Tupi, Sport, Tupynambás e outros clubes menores praticamente não utilizam suas estruturas desportivas durante os dias úteis. Faça um convênio com eles, e coloque milhares de crianças para jogar futebol, vôlei, natação, além de oferecer um lanche no final do dia. Com isso, estará fazendo quase que uma "escola integral" para todos os alunos da rede pública, a um custo muito pequeno. Posso prever a criação de mais umas 500 vagas de professores de educação física. Faria uma revolução na cidade com poucos recursos.

10) por fim, trabalhar mais.
Você está trabalhando pouco, Custódio. Sem brincadeira. E sua equipe, se trabalha, não está mostrando serviço. Você me parece estar com preguiça, e não sou eu, isoladamente, quem pensa assim. A cidade toda está comentando que nada acontece na sua administração. Todo mundo falando que a cidade está suja, abandonada, que seu governo está péssimo, que nada acontece. Vamos, ânimo! A cidade não pode ficar parada assim. Prometeu parcerias com o governador e, até agora, o que vimos, foi distribuição de ambulâncias! Pelo amor de Deus, mostre um pouco de trabalho e competência ! A cidade tem muito potencial. Vou esperar. Se não, fico cobrando o tempo todo. Mas se você fizer tudo o que estou sugerindo, sabe como eu vou terminar meus artigos?

FELIZCIDADE!

46 comentários:

Anônimo disse...

Omar veja o contracenso,

Voce apoia o Baeta querendo ver aquilo la funcionar.....Sabe o que ta fazendo seu presidente que na eleiçao, acendia uma vela pra vc e outra pro Tarcisio???? Ninguem da familia dele votou em vc tb??
Colocou la Aluga-se este galpao + ou - 450 MTS....( nem quantos mts quadrado tem o clube dele o presidente sabe)sabe qual é o galpao?? O da BOCHA que ele esta acabando no clube deixando varias crianças e adolecentes sem poder fazer um esporte e sem nem consultar os adeptos ( isso é normal na administraçao dele), e olha que os pais dele eram ligados a BOcha e toda sua familia tem historia la...Enquanto ele nao matar o VIVIU que paga ate cera do bolso pra manter aquele espaço, espaço este que é o unico que ainda funciona no clube e que TANTAS conquistas deu ao baeta , ele nao vai sossegar. Isto pq o vice de esportes ( sobrinho dele, e que tb nao é nenhuma novidade) nao gosta da garotada que joga o esporte e que ate pouco tempo antes de ser excluido do grupo ( procure saber o pq) tb jogava.. Nao coloque sal em carne podre Omar.. Vc defende as crianças no esporte e o o uso de suas instalaçoes ( otima ideia) , e seus adeptos???????? te traindo.. e vao trair de novo se o Tarcisio vier candidato.. Aguarde e vera!!!

UM CONTRACENSO NAO ?????
saudaçoes

Anônimo disse...

PARABÉNS OMAR!
ESTA FOI UMA DAS SUAS MELHORES POSTAGENS.
FANTÁSTICO.

FERNANDO, AQUELE QUE ...

Anônimo disse...

Omar,

Tudo é Team de qualidade !!!

Tupi tem Team ?
JF tem secretarios ?
JF tem Vereadores ?
JF tem Deputados ?
JF tem Empresarios ?
JF tem povo ?
JF teve prefeitos ?
JF tem Universidade ?
JF tem Policia e Promotores ?

São muitos SIM, mas falta a QUALIDADE, para terem poder e ações eficaz.

Funcionario demitido da Mercedez, que está na CSN.

Alemão.

Anônimo disse...

Excelente post Omar, só faltou dizer que o contrato do lixo com a Queiroz Galvão tem que ser rescindido e os responsáveis denunciados criminalmente.

Justo disse...

Omar, que tal abrir uma pauta falando da decadência, ou melhor, do triste fim dos "representantes" políticos da nossa JF?

A começar pela "brilhante" decisão de Itamar em entrar para o PPS que, junto com o PV, virou legenda de aluguel do PSDB.

Não bastasse isto, outro "cacique", o grande Tarcísio, sai de cena para dar lugar a um herdeiro que não conseguiu honrar o nome do pai: o oportunista bejanista-custodista Julio, tb abrigado no mercenário PPS. Falando em herança, no caso de Custódio e Rodrigo não temos uma queda do nível (até porque, neste caso, o pimpolho não tinha honra alguma para herdar).

Outro oportunista, Tião, deu seu apoio "de coração" a Custódio e ganhou de presente do governador um empreguinho vitalício de 50 paus por mês.

Então, o que resta a esta cidade infeliz? Resposta: "importar" oportunistas do naipe de um bandido que veio da baixada fluminense ou um jovem politiqueiro de uma certa "Família Real da Mantiqueira", ou melhor, "famiglia" que está envolvida até o pescoço em diversos crimes os quais, diga-se de passagem, você corajosamente já denunciou neste espaço.

Como "desenvolver" JF com tal cenário?

Anônimo disse...

A única possibilidade de desenvolvimento de JF estará nas mãos de um lider local, possivelmente um Prefeito bastante idealista, competente e desvinculado deste podre histórico dos últmos 60 anos da cidade.

Na atualidade todos os possiveis candidatos a Deputado são bastante fracos e sem pudor para realizarem trambiques.

Necessitaremos focar 2-3 candidatos a deputados fora dos tradicionais;pois de bandidagem e quadrilhas JF já cansou.


Marra Linhares.

Anônimo disse...

Sr.Omar,

Só um reparo: o sr. falou para o nosso falso prefeito "trabalhar maiss". O certo seria "começar a trabalhar", o quê, aliás, ele nunca fará pois nunca soube o que é trabalho.
Aguardamos ansiosamente o veredicto da Justiça para ver pelas costas este mensaleiro corrupto e incompetente.

bastidores políticos disse...

Nos últimos 10 dias estivemos em 3 bairros distintos, a convite de conhecidos, para conversa informal sobre política local, as consequências dessa política em 2010, e a situação do golpe de Estado ao governo de Zelaya.

Essas pessoas simples, geralmente sem muito conhecimento sobre o que seja a política, acostumados a verem os políticos somente em tempos de campanha, e as vezes nem eles, somente seus subordinados cabos eleitorais, se motivados, gostam de receber pessoas com certo conhecimento para falar do assunto.
Depois do "quebra-gêlo" inicial perguntei quem havia de fato participado fazendo campanha para candidato em 2008, e quem foi o candidato. Depois perguntei como foi o contrato de trabalho se esse existiu, qual a remuneração, e o que estava vinculado a esse trabalho de campanha.
Perguntei se sentiam-se representados pelos candidatos que apoiaram que foram eleitos.
Pedi que apontasse alguma realização do político em políticas públicas. Aí veio o nó da questão, levantou-se as vozes querendo saber o que era políticas públicas. Então vi o quanto estava sendo gratificante está naquelas reuniões tão sem formalidades.
O gancho estava estabelecido, havia um tema relevante no ar a ser tratado. POLÍTICAS PÚBLICAS.
O que significa, porque é responsabilidade do Estado, esse entendido em suas instâncias municipais, estaduais e federal, onde recai as políticas públicas, de onde vem os recursos para que elas possam ser elaboradas e aplicadas na sociedade brasileira.
O tema não se esgotou e nem poderia se esgotar. Ficamos de nos encontrar mais a miúde.
Falamos então da administração pública local, como que se deu a vitória nas urnas, quais pessoas estiveram envolvidas nessa campanha, os acordos feitos. E principalmente discutimos sobre os entraves que estão sendo encontrados nessa administração, devido a denúncias, indeferimentos de licitações, obras. E estamos lendo o programa de governo que foi distribuído a população.
Consequências a possibilidade de se eleger sucessão hereditária o que parece ser de decisão geral não ético e moral. Conversamos nesse item sobre o que é o nepotismo.
Zelaya, interessante que mesmo sem entender o que está de fato ocorrendo com a política e diplomacia brasileira no contexto internacional as pessoas se importam e querem saber mais.
Nós então falamos sobre a Amércia Latina, dos país hispânicos, um pouco de sua economia, e da história política da região, E adentramos no conflito "colpe de estado".
Se cada um pudesse fazer de vez enquanto esse movimento sem ter em mente o único e ambicioso objetvio eleitoral, o Brasil seria diferente!

Anônimo disse...

Ainda acho que a nossa justiça e a maior culpada de todos os absurdos que acontecem em JF e no Brasil.Imaginem se o Bejani ja tivesse sido julgado e condenado por todos os crimes que cometeu?Eu te garanto que 80% dos futuros candidatos pensariam mil vezes antes de meter a mão no dinheiro publico.Mas ao inves disso,os deputados de Brasilia abriu a porteira de vez,e mais seis mamadores estão prestes e morrendo de fome para entrar na camara dos vereadores de JF.Vai chegar o dia que eles não vão ter o que roubar,ja que a população vai estar vivendo todos da bolsa familia do PT.Esse país esta a uma eternidade de ser considerado razoavel em termos de etica,honestidade ou qualquer virtude de pessoas que fazem o bem.O que importa aqui e dinheiro e poder.A procedencia de ambos não importa em nada.Vale tudo,literalmente.

Thony Jefferson cheguei a 10.000.00 acessos disse...

sou blogueiro de JF ,e venho te dar os parabéns pelo seu blog
Thony Jefferson

Anônimo disse...

TAVARES DISSE......

Parabéns Omar,acho que vc. falou tudo e mostrou o caminho,basta agora a população começar a cobrar dos Vereadores(muito fracos) e do Prefeito(pior ainda), uma postura mais adequada para as responsabilidades que a eles competem.

LÉO PEIXOTO INFORMA disse...

Fazia algum tempo que não tinha o prazer de entrar aqui pra te parabenizar.
Gostei de todas as sugestões que fez a administração da cidade, mas essa da revitalização das margens do rio paraibunda, com todos estes atrativos adicionados, seria uma revolução e tenho certeza, o povo iria amar.

Anônimo disse...

Omar a cidade está desenvolvendo sim. Já está de vento e polpa a criação do jardim botânico. Empreendimento sem vergonha, descarado, mentiroso, e oportunista, que serve apenas para promover essa cambada de preguiçosos que se enfestou na prefeitura e na UFJF. Pelo que saiba todos estão achando que será um grande feito, mas o que realmente vai acontecer é a degradação da fauna e da flora. Os idealizadores de tal jardim deveriam reflorestar a cidade e depois sim fazer quantos jardins botânicos quiserem. Do jeito que está sendo feito quem perderá será a cidade, a mata do Krambek é fundamental, melhora a qualidade do clima da cidade, ajuda a despoluir o Paraibuna com suas minas dàgua. A prefeitura e o reitor estão querendo fazer gracinha sem condições, estão querendo aparecer. A mata é intocavel será um grande erro torna-lá pública, podemos dar adeus para as capivaras, vão matar todas vai virar um verdadeiro centro de caça, aposto que virão caçadores de outros estados para acabar de arrebentar com o pouco que resta da cidade. O governo pagará, para o povo destruir, 5 milhões, por um lugar que vale 2 milhões. As queimadas serão mais frequentes pode ter certeza disso, o morro do Cristo é um exemplo, outro exemplo é o parque estadual de Ibitipoca que teve de limitar o número de visitantes que destruiam o parque. Vou tentar melar essa pouca vergonha e falta de responsabilidade, não vamos deixar a cidade caminhar pelo sentido oposto mais uma vez. Vou denúnciar esse crime ao Ibama e falar o que realmente está para acontecer. Vou ligar para o 0800.

farinha do mesmo saco... disse...

Como é fácil fazer o dever de casa na administração pública. Pena que a política não deu certo no Brasil, escolhe-se o caminho da degradação através da corrupção, da falta de compromisso com a coisa pública. Dizem até que dinheiro público não tem dono.
E o povo? Esse é acomodado quase parando!!!!!!!!!
Enquanto isso uns mediocres humanos riem do povo brasileiro. Como é fácil tomar tudo desse povo!

Anônimo disse...

COM LULA NAS ALTURAS, SERRA VACILA

Estado de SP - 26/09/2009

PSDB pressiona governador a assumir já que é o candidato

A cúpula do PSDB quer que o governador de São Paulo, José Serra, assuma de vez a candidatura presidencial, como parte da estratégia para ver se, depois de vitaminado pelas inserções do partido no rádio e na TV, ele pode recuperar as intenções de voto que já perdeu e superar o teto exibido nas últimas pesquisas. O PSDB tem um volume grande de inserções para exibir em rede nacional e nos Estados a partir de outubro e não quer desperdiçar o palanque disseminando dúvidas.

Texto completo: http://www.estadao.com.br/estadaodehoje/20090926/not_imp441314,0.php

phoenix disse...

3 gotas de sabedoria*****

"Buscar no outro as janelas da alma - OS OLHOS. E encontraremos a essência do SER."

"Se tem um sentimento que mata a alma é a mágoa. Solução - o perdão."

"A magia sempre está dentro da pessoa, no coração."
(PHOENIX)


"O VERDADEIRO CONHECIMENTO VEM DE DENTRO." (Sócrates - Atenas 470ac.)

morim disse...

A história do Jardim Botânico é um jogo de campanha eleitoral para 2010. Olhe os recursos que vão ser empregados????? Transparência nesses recursos, gastos, de onde vem as plantinhas que serão plantadas no Jardim Botânico. Lembrar do Prefeito florzinha, só fazia plantar flores na cidade, e resto? Sabem que a prefeitura tem horto florestal? É nosso dinheiro!
Quanto será empregado na campanha de 2010, por essa obra de jardinagem, alguém pode dizer?
Olho vivo farofino...
Porque numa cidade como JF que na periferia tem-se verdadeiros desertos por falta de árvores, tornando a paisagem feia e insalubre, e se quer antes de dar vida verde nos bairros, criar um Jardim Botânico.
Parece que tem maracutaia por aí? Olá gente acorda!

Anônimo disse...

O secretário-chefe da Casa Civil do Rio de Janeiro,Pedro Paulo Carvalho,usou Juiz de Fora como exemplo para exaltar o novo contrato de recolhimento de lixo pelo prefeito Eduardo Paes. Segundo ele, a empresa Julio Simões vai cobrar R$28,39por tonelada, ¨Juiz de Fora fechou contrato há pouco tempo de R$45,00 por tonelada depositada em aterro. Esse preço não inclui o transporte¨, justificou.
Fonte TM de 27.09.09 Painel.
Se eu entendi direito a noticia,como fica??????

Anônimo disse...

a farra de vereadores vai começar.

Pergunto:
se não fosse remunerado, eles brigariam tanto para tomarem posse.

Se querem realmente trabalhar em prol da comunidade, façam o exercicio de cidadania, tornem lideres comunitários, sem onus para o legislativo.

Eurico Moura disse...

E o tupi!? Continua caindo honrosamente de pé, como disseram ao final da transmissão esportiva.
Em CONSTANTE QUEDA, lamento não se ter mais o campinho da curva do lacet.

Pobre cidade, futebol pobre e esportivamente carente.
PAUPÉRRIMA em representatividade,
sem auto estima, procura sua identidade em estado vizinho. Segue sua sina, até que surja alguém e tome suas rédeas.

SÓ TRISTEZA... até QUANDO, Sto Antonio e Sta Terezinha !???

Fernando disse...

lindenberg um homem respeitável. Vc deve viver em outro mundo.

Fernando disse...

É a maior concentração de comentários idiotas por Bits na net, um bando de gente egoista, mentirosa e ignorante, parabéns Omar Peres vc conseguiu transformar um instrumento que poderia impulsionar algo bom e novo pra JF se transformar num palco de absurdos xingamentos, baixo astral total...

Eurico Moura disse...

Prezado Omar Peres.
Cheguei de curta viagem e tomei conhecimento de seu post tão logo abri o computador. Foi uma semana, alienado.
Logo que cheguei, após ouvir o finalzinho da trasmissao do jogo do tupi, me lembrei da época que lhe conheci. Num momento de pura alegria, inesquecível, após vitória sobre o Atletico.
O ambiente, em ponto comercial no Alto dos Passos onde voce levou toda equipe do Tupi, seus familiares e pessoas ligadas, era extremamente festivo. Com um de meus filhos, la estavamos e pudemos presenciar. Foi quando tomei a liberdade de expontaneamente, sauda-lo de forma atípica, após uns chopps. Não me esqueço e creio que voce tambem não, afinal, para poder sauda-lo, precisava de silencio. Para isso, parei na porta principal da casa comercial e com assovios estridentes, chamei ateçao de todos para um gesto tresloucado de alegria. Ergui o brinde e lhe dirigi umas palavras.
Meu filho, a distancia, chegou a perceber algumas expressoes de pessoas que pensaram: o que esse cara vai falar.... vamos pagar um "mico" aqui. Se equivocaram porque falei da alma pra fora.

MAS, Omar, quero lhe dizer que, mesmo cansado da viagem, ao ler seu post e escrever aqui, havia ido ao meu armario e busquei o livro que todos os que sonham com uma cidade melhor, deveriam ler, CARTAS MINEIRAS. Comprei alguns anos atrás.
Diriam alguns que aqui postam, mais um puxa saco!
Já os responderia. É muito gratificante para mim, poder dizer que PUDE CONHECER alguem que vem se expondo de peito aberto, fazendo, combatendo absurdos e irregularidades na cidade.
NUNCA VI NADA SEMELHANTE em Juiz de Fora.
Convenhamos, não é tarefa fácil.
CABE AGORA AOS QUE SONHAM MUDAR O RUMO DE JF, ACREDITAR EM SUA PESSOA, LHE DAR UMA OPORTUNIDADE. Será que a cidade não está escaldada de tantos absurdos?
ELA SE ENCONTRA LOTEADA E SEUS DONOS, QUEREM VE-LO PELAS COSTAS.
Voce é um perigo para eles, mas DEVE ser a solução para um DESTINO melhor para nossa cidade.

Grande abraço

ps. O aeroporto aqui, depois de uma época conturbada mas sempre em funcionamento, tanto o antigo como o novo, há anos, é gerido pelo municipio e MUITO BEM. Da gosto.
Outro detalhe. Ha obras em andamento e paradas, todas grandes, as maiores, a pleno vapor e parece nada haver na cidade. Caminha normalmente como se nada se estivesse fazendo. Citaria a continuidade da grande obra relacionada com a passagem do trem pela cidade, o contôrno rodoviario norte e ja devem iniciar sistema binario e grandes mudanças no transito. DA GOSTO DE VER E DESESPERO QUANDO LEMBRO DE JF E LEIO, ETERNOS COMENTARIOS CONTRA TUDO QUE SE DIZ QUE SE IRÁ REALIZAR NA CIDADE. Para sorte desses, acaba não se fazendo NADA quando se faz, é completamente diferente do previsto, alem de demorar DECADAS.

É isso... finalizo pq, se deixar, nem penso, vou escrevendo direto do coração o que ele manda, sem me ater a erros ou ortograficos ou ate mesmo de sequencia.
Da ALMA para FORA como uma operação de desobstrução das artérias.

Anônimo disse...

Deu no jornal Mais um hospital em Juiz de Fora, será próximo do Carrefour.
Pergunto: Porque os empresários do setor não acreditam na Zona Norte.

Anônimo disse...

Juiz de Fora - Lixo e inversão de valores.
Demlurb vai instaurar inquérito administrativo

Um dia após a Tribuna denunciar a venda ilegal de materiais reciclados por funcionários do Demlurb, em horário de trabalho e com o uso dos caminhões e do combustível pagos pelo Poder Público, o departamento de limpeza da Prefeitura anunciou a tomada de três medidas para evitar a “repetição das ações graves praticadas pelos servidores”, como ressaltou o diretor geral do Demlurb, Aristóteles Faria.

Segundo ele, o órgão enviou ontem um requerimento, solicitando a abertura de um inquérito administrativo pela Secretaria de Administração e Recursos Humanos (SARH), para identificar rotas e pessoas envolvidas no esquema de desvio dos recicláveis recolhidos na casa de milhares de juizforanos.

Amanhã também será publicado nos “Atos de Governo” uma portaria especificando o impedimento desse tipo de comércio e determinando as punições cabíveis no caso do descumprimento do documento regulatório. “A proibição da utilização dos bens públicos, como os caminhões do município, para usufruto próprio, já é proibido em legislação, mas queremos publicar essa portaria para não deixar nenhuma dúvida quanto à gravidade e ilicitude desse comércio”, salientou Aristóteles.

Hoje, na parte da manhã, acontece uma reunião entre a direção do Demlurb e todos os profissionais envolvidos nas coletas seletiva e tradicional de Juiz de Fora. No encontro, de acordo com o diretor geral, serão repassadas informações sobre a ilegalidade das ações, assim como as medidas que estão sendo tomadas, e suas possíveis sanções, para evitar novos desdobramentos da venda de recicláveis.

O esquema de compra e venda de reciclados por funcionários do Demlurb para empresas privadas estaria ocorrendo há mais de dois anos na cidade. Segundo relatório do próprio Demlurb sobre a quantidade de materiais que seguiram para a Usina de Reciclagem entre 2007 e 2008, neste período, não houve repasse de alumínio ao local, assim como diminuiu, em até quatro vezes, o recolhimento de outros materiais recicláveis.

Fonte: Tribuna de Minas

_______________________

Deplorável esta notícia divulgada pela Tribuna.

Ora, o jornal que não publica nem um artigo onde haja críticas referentes a falcatruas do alto escalão de políticos do município agora vem com esta matéria sensacionalista.

A cidade está prestes a ser fraudada em milhões referentes a um contrato feito com uma construtora para a criação de um aterro sanitário feito sem licitação e no governo do ex prefeito da cidade (Bejani) que foi até mesmo preso devido ao mal uso do dinheiro público e corrupção.

A atual administração endossa este contrato que vai desfalcar em milhões o município e busca economizar ao não conceder reajuste razoável aos servidores municipais com a velha desculpa da crise, onde ja foi demonstrado pela própria prefeitura que temos muito dinheiro em caixa.

Agora tem esta dos garis sendo processados por catar algumas garrafas pet e latinhas para complementar sua mísera renda.

Alguém tem alguma dúvida de que vivemos em uma sociedade onde existem dois pesos e duas medidas e que o homem vale o espaço que ocupa?

Infelizmente a mídia gorda de Juiz de Fora é um lixo!

Retirado blog do Luciano Costa
http://www.lucianogeo.com/2009/06/juiz-de-fora-lixo-e-inversao-de-valores.html

Anônimo disse...

Dr. Omar,
nossa últimos anos passei a prestar mais atenção aos problemas urbanisticos da cidade, principalmente com as matérias constantes de seu jornal, inclusive seu posicionamento, contra o caos no centro, provocado por camelos, letreiros, outdoors, sujeira. Fui sua eleitora para o Senado e para a Prefeitura. Só fico preocupada agora com sua defesa em prol dos outdoors, letreiros e outros que sujam e emporcalham a cidade. Tenho certeza de que em Paris e outras cidades da Europa, onde o senhor deve conhecer, não existem tais absurdos, bastando dizer que segundo li e ouvi, todos os outdoors são irregulares. Apesar de não ter votado no PSDB, é a primeira vez que fico contente com a decisão dessa prefeitura em limpar a cidade.

OMAR PERES disse...

Outdoor,

Nunca defendi a ilegalidade da maioria de outdoors na cidade. Ao contrário, sou contra . Sou a favor de retirá-los, de acordo com a Lei.

Omar

Anônimo disse...

Anonimo disse:
A inveja mata,
Omar, entro sempre em seu blog, mas hoje vi umas das coisas mais engraçadas e ridiculas de todos os tempos, to rindo muito e acho que voce tambem, este que fala do baeta e da lealdade do presidente do clube com voce, ele nao sabe de nada,deveria ser informar melhor.Liguei para o presidente quando li, ele riu muito e disse que ja tinha visto e me garantiu que sabe quem é a pessoa que escreveu, eta gente invejosa, enquqnto isso, nosso Baeta ta cada vez mais perto de voce, mais bonito, mais charmoso e mais feliz, 2010, ano de Omar deputado federal e Baeta mais perto de seu centenario.Nosso coraçao é vermelho.Vamos esperar qual vai ser a proxima piada do defensor da bocha, modalidade esportiva ultrapassada.RSRSRSRSRSRS

Dr. House disse...

o hospital perto do carrefour,(Linnus Pauling) é um consórcio de médicos influentes, que através de cotas,se reuniram para a efetivação de um dos hospitais mais modernos e equipados da região.
Agora, se pensam que aquela unidade atenderá ao SUS, podem esperar deitados...

Anônimo disse...

Parabéns Omar, por sua coragem em falar e denunciar o óbvio e que todo mundo esconde por baixo dos tapetes. Juiz de Fora está sim suja, abandonada, às moscas... horrível. E estagnadíssima. Nada cresce nessa cidade e não deixam crescer. Abre-se um comércio, se não for de família tradicional, dão logo um jeito de fechar. A especulação imobiliária aqui é uma vergonha sem precedentes. Onde já se viu apto. que vale 300,00/mes ser alugado por 550,00/mes? Absurdo.....

Anônimo disse...

Fico impressionada de ver como uma cidade com tanto recurso humano de qualidade, pessoas com boa formação universitária, pós graduados, mestres e doutores, fica tão parada na história. Juiz de Fora deveria ser tema de estudo e de teses, pq as únicas coisas que explicam essa estagnação é a corrupção do governo, a falta de vontade de trabalhar dos líderes locais, a preguiça, soberba e coronelismo que existem aqui. Até pra desfilar nesses showzinhos e tal vc tem que ser filho de alguém importante senão é um abraço. Sempre as mesmas caras, sempre os mesmos sobrenomes, sempre a riqueza e o acesso a educação de qualidade na mão de poucos.
Me diz o que que esse monte de criança da escola pública faz de tarde quando não está na aula? Ficam em casa assistindo televisão, isso quando são obedientes à mamãe e ao papai, pq quando não o são, ficam na rua mesmo, aprendendo desde cedo a lidar com pornografia, drogas, maus hábitos diversos e tantas outras coisas ruins como vemos por aí.
Pelo amor do cara, que pessoas estamos formando para o nosso futuro? Um bando de encabrestados, sem capacidade de pensar racionalmente, prontos para serem levados pelo primeiro vento favorável, pelo primeiro favor recebido.
Vamos colocar essas crianças pra praticar esportes, gente! Isso é básico em qualquer sociedade que preze a infância! Tiramos elas das ruas e evitamos o surgimento de uma nova geração de marginais.

Por favor Omar, não desista de ser prefeito dessa cidade. Tneho muita esperança de que as coisas vão melhorar, mas escuto isso desde que eu nasci:

- O Tupi esse ano sobe
- Juiz de Fora vão bombar
- O Xangai vai voltar a funcionar.

Infelizmente vou ter que sair daqui pra trabalhar decentemente e receber um salário digno da minha formação. Pq aqui, como é visto e notável, os patrões não valorizam os funcionários. Pra eles um mestre e um formado de quarta série é exatamente a mesma coisa.
"Se vc sair, amanhã tem uma fila na porta"... quanta ignorância. Quem sabe um dia eu volto a morar na cidade que eu tanto amo... e vejo as coisas melhorarem.

Anônimo disse...

CHOQUE DE ORDEM - versão JF

A Prefeitura Municipal de Juiz de Fora- PMJF - está retirando os "outdoors" irregulares, dando cartão vermelho para as firmas poluidoras visualmente do centro da cidade. Pois bem, seria oportuno também, a retirada pela PMJF do "chuveirão", situado nas confluências das Ruas Batista de Oliveira c/Rua Espírito Santo e Avenida Independência. Visto que, não funciona o sistema hidraúlico, não circula o fluxo intermitente d'água projetado, nem o sistema de iluminação à noite...

Foi colocado essa "obra-prima", quando da conclusão da tubulação da 3ª adutora, feito pela Cesama.

A PMJF está nesta empreitada de "choque de ordem", e não está faltando água na adução da 3ª adutora, portanto, o "chuveirão" tem que funcionar em todo o seu esplendor... ou que seja retirado, e aproveitado o tubo para a próxima adutora. Aliás, está assegurado abastecimento para a proxima geração de nossos concidadãos, com a captação d'agua com tubulação a ser construida, advindo da barragem de Chapéu D'Uvas.

Marcial Fontes

Anônimo disse...

OMAR PERES

GOSTARIA DE FILIAR-ME AO PARTIDO QUE V.S SE FILIOU. QUERO QUE V.S ABONE A MINHA INSCRICAO !
AGUARDO.
Marcial Fontes

Eurico Moura disse...

Para a pessoa do sexo feminino, que postou sobre JF e suas caracteristicas. Vc, reflete exatamente o outro lado da cidade. Da desesperança, da incredulidade. É exatamente isso e muito mais, o que escreveu. Se sair de JF, faça um favor, não transfira seu título até que voce atraves dele, faça sua parte para mudar esse quadro desbotado pelo desleixo, que deixaram essa cidade.
O outro lado minha querida, é exatemente o que vc se refere.
Salarios baixos e gente que só olha pra seus interesses.
RECENTEMENTE, em outro jornal, li uma manifestação de um juizforano, que tendo se mudado para Curitiba, percebeu o quanto deveria ter saido mais rapido daí. Logico, quem nao gosta de sua terra. Mas é complicado nela viver.
PRECISAMOS TODOS, MUDAR ESSE QUADRO.

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Justo disse...

Dizem que o Vitor Vitória estuda atender a uma das sugestões de Omar, com pequena modificação.

A idéia é reativar o trem Juiz de Fora - Stos Dumont.

Em vez de "Xangai", o nome seria "Xangay".

A conferir.

Anônimo disse...

Em sua campanha para prefeito de Juiz de Fora, todas essas propostas para e desenvolvimento da cidade foram apresentadas em seu plano de governo desenvolvenista, mas infelizmente os juizforanos não acreditaram, te chamaram de louco demagogo, mas eu sei que agora muitos eleitores que votaram nesse cidadão estao pensativos na besteira que fizeram. Omar continue apresentando esse plano e como falei uma vez com voce, não deixe de apresenar também planos para ocupaçao ociosa dos aposentados. Crie atividades para a terceira idade, pois como diz a velha frase "" MENTE SA, CORPO SADIO ''.

carlos ferreira disse...

Parabéns Omar!
Essa, certamente, foi uma das melhores postagens, uma aula de administração municipal.
É difícil acreditar mas, a debandada de empresas de nossa cidade infelizmente, ainda vai demorar para acabar. A próxima a ir para Tres Rios é a Embalagens Schmidt e, sabe-se que o Independência Shopping, que acreditou nas promessas de isenção de impostos do Bejani, e que tinha planos de expansão, já está repensando, inclusive, se continua ou não em Juiz de Fora.
Pobre cidade.
Um abraço,
Carlos Alberto Ferreira

Anônimo disse...

Municipalizar o Aeroporto de Goianá? Criar uma empresa aérea? Por que, então, não privatizar aquele aeroporto. Aliás, vc mesmo deveria "adquirí-lo", já que adora adquirir "massas falidas". Não foi assim com o estaleiro? Então!

Anônimo disse...

Pois é, Eurico... sabe que quando eu morei no Rio eu não transferi meu título e por incrível que pareça vim votar aqui sim. Saí do Rio pra dar minha contribuição para a cidade.
E eu tenho todo o direito de assim o fazer sabe pq? Pq mesmo de fora da cidade eu contribuo com o desenvolvimento desse lugar.... mando dinheiro para meus pais, pago a faculdade dos meus irmãos, eles gastam tudo aqui, no comércio local, na faculdade que emprega gente daqui, professores daqui.
Realmente eu penso muito às vezes “pq eu voltei pra Juiz de Fora?” Só pode ser loucura mesmo.
E que ninguém venha me falar “se tá ruim vai embora”. Isso aí é frase de quem não quer parar dois minutos e pensar. Gente, pelo amor do cara, vamos acordar, povo! Se as pessoas saem daqui é pq não agüentam mais tanta desvalorização, tanta corrupção, tanto disse me disse, tanto descaso com o povo. Juiz de Fora tem uma qualidade de vida muito boa em relação a outros lugares... se fosse uma cidade um pouquinho mais pra frentex poucos daqui sairiam.
Eu acredito muito no potencial de desenvolvimento de Juiz de Fora, mas do jeito que as coisas vão, fazer o que, eu preciso continuar minha vida, crescer, me desenvolver e aqui definitivamente não rola.
Ou vc acha que eu vou parar em Angola, tão seca e cheia de pobrezas, por livre e espontânea vontade? É pra trabalhar, oras.
Por favor, Omar, repito: NÃO DESISTA DE SUAS IDÉIAS. VOCÊ É O ÚNICO QUE TALVEZ POSSA DAR UM JEITO NA SITUAÇÃO.
Abraços a todos!

Eurico Moura disse...

Entendo sua decepção. Pelo que entendi, voltou para JF mas sente que se nela permanecer, do jeito que as estão as coisas, não rola nem subesistência adequada, muito menos futuro. Lhe desejo o melhor, tenha certeza, sua sensibilidade lhe indicara o caminho.

Eurico Moura disse...

Após alguns dias sem ler a TM na internet, hoje, quarta, ao verificar edições passadas, deparei-me com uma nota na coluna social do mesmo. Creio no meu entender, nota equivocada ou mal redigida. Ei-la:
" Se a aviação comercial não vai bem na cidade, com o cancelamento de voos para São Paulo e Belo Horizonte, o mesmo não se pode falar da aviação executiva.
Um jatinho Phenon 100, zerinho, fabricado pela Embraer, é o mais novo “hóspede” do hangar Horus, no Aeroporto da Serrinha..."
Aí cita todos os possuidores de aeronave na cidade.
Me ASSUSTEI! Principalmente porque pretendo ir a JF. Pensei, ué!
Será que a Pantanal parou de lá operar?
Entrei no site e liguei para o aeroporto da cidade. Está ok.
Imagino que no afã de destacar os empresários com aviões na cidade, ao invés de usar redução, usou o cancelamento.
RUIM uma nota assim!
Como a coluna costuma até informar os postes com lâmpadas queimadas, a falha foi prejudicial a imagem do transporte aéreo na cidade e seus eventuais usuários.

Eurico Moura disse...

Omar, ao se referir a sugestão sobre o aeroporto regional de Juiz de Fora, em Goianá, municipaliza-lo e até a possibilidade de se criar uma empresa aérea, muita gente deve ter pensado que voce está sonhnado ou delirando. Diria que até concordo em se tratando, dos que estão ou estiveram a frente dos interesses da cidade e região.
E também a diferença entre duas regiões distintas. Sem comparação infelizmente.
Como disse, o aeroporto aqui foi Infraero e hoje é municipal.
Envio esses links, para mostrar a diferença do dinamismo e empreendedorismo duas: Numa, muita ação, noutra, muita conversa fiada. Veja voce e os leitores nossos, principalmente os do contra e derrotistas.

http://www.cbncascavel.com.br/2009/04/cbn-entrevista-marcos-solano-vale-parte-iii

http://pt.wikipedia.org/wiki/Sol_Linhas_A%C3%A9reas

http://www.niposul.com.br/depoimentos.asp?codigo=8

http://www.voesol.com.br

jonnys disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
jonnys disse...

Antes e Depois

A - Tinhamos Aeroporto.
D - Campo de pouso.

A - Museu Mariano Procopio.
D - Grande Praça do Bairro Mariano.

A - Secretaria de Transporte.
D - Tessouraria privada de transporte.

A - Calçadão da rua Halfeld.
D - Passarela de Policiais.

A - respeito e credibilidade das grandes empresas em desenvolver projetos sociais.
D - Desconfiança das empresas em apoiar a prefeitura em projetos sociais.

A - Manchester Mineira.
D - Prypiat Mineira.

A - chefe do poder executivo municipal.
B - Chefe de índio.

e Assim vai, pessoal se lembrarem de mais algo postem no blog, não se esqueça de especificar o antes e depois.

abraços

jonnys disse...

Amigos JuizForanos.

Juiz de Fora está regredindo a cada dia, logo voltará a se chamar "VILA DO SANTO ANTONIO DO PARAIBUNA".
Os vereadores estão preocupados em criar leis que são inconstitucionais, deste modo todo esforço de desenvolvimento por parte de empresas de diversos setores tem sido em vão, bom ano que vem tem IBGE por isto meus amigos Juisforanos, não se assustem ao ver nossa cidade despencar de 36 maior cidade de Brasil para quem sabe a pior cidade do pais para investimentos.
como não faltava temos que conviver com um retrógrado da tecnologia, um exemplo claro é a seguinte pergunta "POR QUE JUIZ DE FORA (PRINCESA DE MINAS)OS HABITANTES NÃO PODEM ESOFLUIR DA TECNOLOGIA DE INTERNET MOVEL "3G"?
Os administradores público estão preocupados não dão a mínima para que a vida dos habitantes, quantas empresas deixaram de se instalar em JF para irem para cidades vizinhas como Três Rios, Ah Importante também ressaltar "O QUE VEZ O ATUAL GOVERNADOR DE MINAS PARA ZONA DA MATA?" pense bem ele ira te pedir votos para sua possível candidatura presidencial.
JuizForanos vamos escolher melhor nossos representantes o que adianta um currículo político imenso, se não a vontade de desenvolver a cidade.

abraços
Jonnys Gomes da Silva